quinta-feira, 4 de maio de 2017

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA ISBN: 9788592783006 GÊNERO: FANTASIA, JUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 224 SKOOB

 A fome da imaginação

Escrito pela autora Katherine Applegate e publicado no Brasil pela Plataforma21, o título Crenshaw vai nos contar a história de Jackson, um garotinho que já passou por algumas situações difíceis na vida, mas tem um amigo imaginário que sempre está ao seu lado para ajudá-lo.

Jackson é um garoto muito inteligente e que adora fatos. Para ele as coisas que podem ser provadas são as mais importantes, ele não é como as outras crianças que ainda acreditam em fantasias, ele gosta de coisas que façam sentido e sejam verídicas. Por ser tão realista, o garoto fica muito confuso quando um gato enorme chamado Crenshaw, que costumava ser seu amigo imaginário quando ele era mais novo, reaparece em sua vida no momento em que as coisas em casa estão mais estranhas do que o normal.

Crenshaw reaparece justamente quando os pais de Jackson estão passando por muitas dificuldades e estão prestes a perder o pouco que possuem, mas o garoto não faz ideia do que está acontecendo e sente medo do que o futuro lhe reserva, pois ainda se lembra de como as coisas estavam piores anos atrás. A única coisa que trazia alegria para ele na época em que tudo estava mais difícil para a sua família, era a companhia de seu amigo imaginário que tornava tudo mais divertido, e agora com essa visita repentina, Jackson começa a sentir novamente que um pouco de fantasia pode fazer muito bem quando tudo parece que vai desmoronar.

Este é um livro sobre amizade e sobre a importância de ter alguém ao seu lado nos momentos mais difíceis da vida, e a autora Katherine Applegate soube escrever esta história com toda a leveza e cuidado que era necessário. Por ser um livro mais curto, a leitura é muito rápida, de modo que é possível lê-lo em apenas uma tarde, o que foi o meu caso, me sentei para ler e rapidamente terminei, com a sensação de que tinha acabado de ler um livro muito precioso.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5               EDITORA: GALERA RECORD, CORTESIA                                   ISBN: 9788501107671       GÊNERO:  GUIA, FANTASIA, JOVEM ADULTO                     PUBLICAÇÃO: 2016       PÁGINAS: 208                         SKOOB

Contada na Linguagem das Flores

Uma história de notáveis caçadores de sombras e seres do submundo é um presente aos leitores e fãs das histórias de Cassandra Clare, e um prato cheio para aqueles ávidos por informações sobre os personagens desse fantástico universo criado pela autora. A primeira coisa que tenho a dizer é que esse é, obviamente, um livro para quem conhece ao menos uma das séries da autora.

Para quem não sabe, as séries dela são interligadas: todas se passam no mesmo universo, mas em épocas diferentes. Ou seja, em todas elas acabamos por esbarrar em um personagem de alguma outra série. Então, se você já leu e gostou de “Peças Infernais”, “Instrumentos Mortais” ou “Artifícios das trevas”, vai se encantar com esse livro  – assim como eu!

Este livro traz informações gerais – e algumas novas, então acaba por não ser algo redundante – sobre a personalidade dos personagens mais queridos e famosos dessas séries, dividindo-os por gerações (assim como é nas séries). Porém, o mais incrível, pelo menos pra mim, é a arte que foi criada para o livro.

As ilustrações de Cassandra Jean são maravilhosas, e eu já babava nelas pela internet, ter um livro com dezenas de imagens dela, ilustrando vários dos personagens que mais amo não tem preço! Se não pelas informações contidas no livro, ao menos as imagens fazem valer muito a pena a aquisição do mesmo. (Confira as ilustrações!)

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 3,5/5 EDITORA: DARKSIDE BOOKS ISBN: 9788566636864 GÊNERO: FANTASIA, ROMANCE, JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 406 SKOOB

Minhas últimas leituras foram densas e abordaram assuntos um tanto quanto pesados, por isso eu estava procurando algo mais leve, mais voltado para o entretenimento. Acabei escolhendo The kiss of deception, o primeiro livro da trilogia Crônicas de Amor e Ódio, publicada pela DarkSide Books. O livro estava há alguns meses na minha estante, e sua linda edição acabou me deixando bastante curiosa.

Comecei a leitura sem saber direito o que esperar. Posso dizer que o capricho com a edição é  tão grande, que logo ao abrir o livro a experiência é positiva. Depois de admirar a diagramação das primeiras páginas, iniciei a leitura. No primeiro capítulo, somos apresentados à princesa Arabella Celestine Idris Jezelia, Primeira Filha da Casa de Morrighan. Com apenas 17 anos, Lia, como gosta de ser chamada, enfrenta os preparativos de um casamento arranjado, que selaria a paz entre os reinos de Morrighan e Dalbreck. Entretanto, ela não consegue imaginar viver essa vida forçada, presa a uma relação sem amor, e arquiteta uma fuga com a criada e amiga Pauline.

Mesmo sabendo que não seria nada fácil, e que muitos viriam atrás delas, as duas fogem rumo à Terravin, uma pequena vila de Morrighan. Logo em seguida, a autora Mary E. Pearson nos apresenta ao príncipe de Dalbreck, que instigado pela atitude que Lia tomou, e com inveja por não ter tido a coragem necessária para fazer o mesmo, inicia sua busca pela princesa, apenas para conhecê-la e saber suas motivações. Também somos apresentados a um assassino, que foi contratado pelo reino de Venda para encontrar a princesa e dar um fim à vida dela.

Enquanto chega à Terravin e deixa para trás sua vida na nobreza, acostumando-se a viver uma vida mais simples e cheia de afazeres, Lia fortalece os laços de amizade com Pauline e conhece dois forasteiros que um dia adentram a taverna na qual trabalhava: Rafe e Kaden. A narrativa é contada sob o ponto de vista desses três personagens, mas sempre colocando a princesa Lia em evidência. Cada um esconde segredos e têm suas motivações para estar naquele local. Entretanto, alguns motivos vão caindo por terra conforme a história vai se desenrolando. Continue lendo »


Trilogia Never Sky, de Veronica Rossi

“Todos nós temos potencial para fazer coisas terríveis, Soren. Mas também temos potencial para superar nossos erros. Eu preciso acreditar nisso. Do contrário, qual o sentido disso tudo?”

– A caminho do azul sereno

A Trilogia Never Sky é ambientada em um universo distópico um pouco confuso: a Terra foi assolada por diversos desastres naturais e de enormes proporções, consumindo o planeta e o deixando em condições extremamente difíceis de sobreviver. Em resposta a isso, os governos criaram espaços embaixo da Terra, chamados Núcleos, que são como domos que confinam as pessoas e as protege das intemperanças do lado de fora, na superfície. Obviamente, nos Núcleos foram permitidos apenas pessoas importantes, com certa influência e dinheiro, enquanto os mais pobres ficaram do lado de fora, como forasteiros, sendo liderados por Soberanos de Sangue e tentando sobreviver dia após dia no caos que se transformou o planeta.

De um lado dessa história temos Ária, filha de uma geneticista, habitante de Quimera (um dos Núcleos protegidos) que ao aventurar-se com Soren e outros amigos, acaba sendo expulsa de seu Núcleo para viver na superfície com os selvagens, como eram chamados. Sabendo das condições externas, Aria sabe que suas chances de sobrevivência são mínimas diante de tantas possíveis catástrofes. O que ela não sabe é que fará uma improvável aliança com um Forasteiro.

O outro lado dessa moeda é justamente o Forasteiro, Perry, que salva a vida de Aria duas vezes, e ao ser surpreendido com o sequestro de seu sobrinho, junta forças com a menina para atingirem seus objetivos, um ajudando o outro. O caminho que traçam é longo, difícil e de grande aprendizado para os dois, e os levará a lugares que nem imaginavam.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 3,5/5 EDITORA: ANFITEATRO, CORTESIA ISBN: 9788569474128 GÊNERO: ENSAIO, NÃO FICÇÃO PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 272 SKOOB

Leitura do texto, leitura do mundo de Domício Proença Filho chegou as minhas mãos mais pela temática envolvida do que necessariamente por qualquer outra coisa. Para quem não sabe, o autor é romancista, poeta, ensaísta, professor universitário e mais algumas coisas que a orelha do livro traz. Além disso, diga-se de passagem que o livro tem uma capa um pouco feia, o que não chama a atenção (pelo menos a minha) em nenhum momento. Mesmo assim, quando li a proposta, achei interessante e pensei que poderia ser uma leitura um pouco diferente das que eu estava acostumado a ler.

O livro trata da importância da leitura na vida das pessoas. Sua elaboração parte de duas constatações: a necessidade de uma visão integrada dos inúmeros conceitos relacionados com a escrita, a leitura, a literatura, o conhecimento e o repertório cultural; a utilidade da adoção de uma orientação na prática da leitura. Em decorrência, nele são explicitadas conceituações, e sugeridos roteiros agilizadores de leitura de textos literários e não literários. Como motivação para uma perspectiva mais abrangente.

A princípio, quando iniciei a leitura, imaginei que encontraria ensaios que abordassem temáticas e problemáticas referentes ao mundo da literatura. Encontrei exatamente o inverso. Não que eu tenha me decepcionado com o livro, apenas esperava algo diferente. No entanto, a surpresa foi para melhor. Nesse sentido, vou tentar trazer as impressões que tive com o que li. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 3,5/5 EDITORA: FÁBRICA231, CORTESIA ISBN: 9788568432945 GÊNERO: ROMANCE, FICÇÃO CIENTÍFICA PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 304 SKOOB

Se algum dia você por acaso encontrasse um portal capaz de te fazer voltar ou avançar no tempo, o que você faria? Voltaria no tempo para reparar os erros que cometeu? Avançaria para o futuro para saber como sua vida será daqui 10 anos? Bom, é isso o que acontece com o nosso protagonista em 30 e poucos anos e uma máquina do tempo, e a escolha que ele faz não é nenhuma das citadas acima.

Karl é um cara de 40 anos que passa seus dias no comando de um bar servindo bebidas para outros caras que parecem estar tão perdidos quanto ele. Ex-integrante de uma banda que fez sucesso anos atrás, ele se apega a memórias dos seus dias de glória quando ainda tinha o amor de sua vida ao seu lado e as melhores bandas tocando no rádio.

A sua vida pacta muda quando, ao procurar seu coturno no armário, ele acaba caindo em um buraco e vai parar no passado em um show que frequentou há alguns anos. Passada a confusão e o desespero por ter vivido uma situação tão inusitada, Karl se dá conta que tem no armário uma espécie de máquina do tempo, e que agora ele pode ir e voltar do passado sempre que quiser. Só que, por ter medo de estragar as coisas no presente por mudar algo no passado, Karl decide que só usará o buraco para ver shows no passado de suas bandas favoritas, sem nunca alterar nada e voltar ao presente assim que o show acabar.

Mas Wayne, um amigo para quem Karl contou sobre o buraco, tem outros planos e acaba se perdendo em uma das viagens, e agora Karl, com a ajuda de uma aluna de Ph.D. de astrofísica chamada Lena, tem que dar um jeito de conseguir trazer Wayne para o presente, pois ele pode estar em perigo no passado.

Continue lendo »

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Março, que geralmente é considerado um dos meses mais demorados a passar, se tornou exatamente ao contrário. Quando vi, já estava no final do mês e trazendo aqui todos os lançamentos que ocorreram ao longo do mês. E digo mais, não foram poucos. E o que teve, olha, foi um tiro após o outro. Mas deixemos de lado as enrolações e vamos ao que interessa!

Divide – Ed Sheeran

O mês iniciou com um lançamento mega esperado: o novo álbum de Ed Sheeran, Divide. Depois do sucesso que foram os álbuns anteriores, a expectativa pelo material novo do ruivinho era grande e já provara ao que veio quando lançou no início do ano o hit Shape of you. E Divide não foge a regra. Literalmente tem de tudo. Música para chorar, para refletir sobre a vida, sobre amor, para dançar e mais um pouco. Destaque para Eraser, Perfect, Nancy Mulligan, Galway Girl e New Man.

Continue lendo »


Monteiro Lobato nasceu no dia 18 de abril de 1892, na cidade paulista de Taubaté. Por causa de seus muitos livros infantis, sendo o primeiro lançado em 1920, revolucionou a escrita infantil nacional com seus personagens e aventuras no “Sítio do Picapau Amarelo”, que são tão conhecidos pelas crianças ainda no século XXI. Por esse motivo, a data de seu nascimento foi escolhida para comemorar o Dia Nacional do Livro Infantil.

Depois de Monteiro, muitos escritores marcaram e ainda marcam esse nicho literário, alguns não nasceram no Brasil, mas vivem aqui há tempo suficiente para lançar livros no mercado nacional, outros nem são tão conhecidos, mas suas obras marcaram minha trajetória de algum modo.

Como grande apreciadora do gênero infantojuvenil, escolhi apenas 15 títulos que gosto muito, mas que mostra a riqueza e diversidade nacional:

Continue lendo »

terça-feira, 18 de abril de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: INTRÍNSECA, CORTESIA ISBN: 9788580579314 GÊNERO: BIOGRAFIA, MEMÓRIAS, NÃO FICÇÃO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 352 SKOOB

Um livro engraçado sobre coisas horríveis

Logo que vi a capa de Alucinadamente feliz, fiquei com uma vontade enorme de ler a história, afinal um livro que tem um guaxinim extremamente alegre na capa com certeza deve ser bem interessante, e, para minha alegria, depois de concluir a leitura pude confirmar que realmente é um livro muito bom.

Narrado em primeira pessoa, Alucinadamente feliz é uma obra honesta e divertida na qual Jenny Lawson nos conta como é viver com transtornos mentais. Jenny possui praticamente uma coleção de transtornos mentais, dentre eles a depressão e a ansiedade, e no livro ela fala sobre sua luta diária contra as doenças.

Depois de ter uma semana ruim e descobrir que um amigo faleceu, Jenny resolve lutar com todas as suas forças contra a onda de tristeza que a levaria para mais uma crise ruim e decide que vai ser alucinadamente feliz, não importam as circunstâncias. A partir de então, ela resolve dizer sim para algumas ideias malucas que surgem em sua mente, como abraçar um coala vestida de coala, e começa a aproveitar cada segundo de felicidade que a vida proporciona.

Nesse compromisso de ser feliz não importa o que aconteça, a autora nos ensina uma lição muito valiosa sobre como devemos olhar os dois lados de cada situação e tirar sempre o lado bom de cada problema. Às vezes nos focamos tanto nas coisas ruins que perdemos as coisas boas da vida, e todo tempo é valioso, por isso devemos saber aproveitá-lo muito bem.

Continue lendo »

segunda-feira, 17 de abril de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: INTRÍNSECA, CORTESIA ISBN: 9788551000366 GÊNERO: INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 40 SKOOB

Estava muito ansiosa pela chegada desse livro, por já ter ouvido muitos elogios sobre a escrita da italiana Elena FerranteUma noite na praia é voltado para o público infantojuvenil e fiquei triste por serem apenas 40 páginas, a vontade de ler outros textos da autora só aumentou.

Ao folhear as páginas da obra, minha  filha de 10 anos demonstrou certa preocupação ao se deparar com as ilustrações da também italiana Mara Cerri. Ela me confidenciou ter achado os desenhos um tanto sinistro. Realmente, estão todas em tons escuros: preto, azul, vermelho, cinza e marrom, mas casaram terrivelmente com o texto, destacando os pontos altos da história.

O exemplar é pequeno, fino, uma ótima apresentação, um convite para ser lido imediatamente. As orelhas gigantes deixam a obra ainda mais atrativa e bem acabada.

A história é contada por uma boneca, que inicia a narrativa pormenorizando o modo como é esquecida na praia. Depois de ficar exposta ao sol brincando com sua dona de cinco aninhos, Mati, o pai da garota vai buscá-la na praia e lhe dá um gato de presente, Minu. Distraída com o animal, a menininha esquece a boneca meio soterrada na areia pelo irmão de Mati.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »