segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

AVALIAÇÃO: 4,5/5 EDITORA: ARQUEIRO,CORTESIA ISBN: 9788580416015 GÊNERO: JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 208 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4,5/5
EDITORA: ARQUEIRO, CORTESIA
ISBN: 9788580416015
GÊNERO: ROMANCE, FICÇÃO REALISTA, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 208
SKOOB

A primeira coisa que pensei quando vi o livro Essa luz tão brilhante no catálogo da Editora Arqueiro, foi que eu precisava tê-lo, a capa me conquistou, o tipo de amor à primeira vista! Sim, eu sou esse tipo de pessoa que adquire o livro pela capa rs, mas ao ler a sinopse percebi que não era só por causa da capa que eu precisava desse título, a história também parecia ser emocionante.

Escrito pela autora Estelle Laure, o livro nos conta a história da jovem Lucille, uma garota de 17 anos que está passando por um dos momentos mais difíceis de sua vida. Após um acontecimento inesperado, a mãe de Lucille foi embora de casa sem deixar rastros, ela assume a responsabilidade da casa. Além disso, necessita lidar com sua irmã caçula, que ainda não entende o que está acontecendo.

Com a narração em primeira pessoa por Lucille, somos introduzidos na história de maneira muito vívida. Lucille é uma protagonista apaixonante, me apeguei demais a ela e achei incrível o tamanho da força que ela possui, pois apesar de estar vivendo um momento muito difícil, ela não deixa a peteca cair e continua lutando.

Além de eu ter amado a protagonista, também adorei os personagens secundários. A irmã caçula de Lucille, Wren, é uma garotinha muito fofa e que se mostrou tão forte e compreensiva no decorrer da história, que no final da leitura a minha vontade era de abraçá-la bem forte. Outros personagens que amei foram Eden e Fred. Eden é a melhor amiga de Lucille e a ajuda demais nessa situação complicada, e Fred é o chefe maluco da garota, que apesar de aparecer pouco na história, foi o responsável por uma das falas mais emocionantes do livro pra mim.

Continue lendo »

sábado, 24 de dezembro de 2016

Ainda no clima de Natal, dois livros que li esse mês, voltados para o público infantil foram:

a-mulher-do-papai-noel

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: GLOBAL Editora ISBN: 9788526001015 GÊNERO: INFANTOJUVENIL, COMÉDIA PUBLICAÇÃO: 1990 PÁGINAS: 66 SKOOB

A mulher do Papai Noel é uma divertida história contada em apenas dezesseis capítulos, meras cinquenta páginas. Dona Bebé está preparada para passar um sossegado e feliz Natal, porém as coisas começam a dar errado a partir do momento que seu marido Camilo volta para casa, bêbado, e cai em sono profundo, largando a tarefa de vestir-se de Papai Noel e entregar os presentes das crianças que moram no Lar Santa Úrsula.

Para salvar o emprego do marido, dona Bebé resolve assumir a tarefa da distribuição dos presentes e para isso pede ajuda de sua comadre Cidona para a fantasia do Anjo do Sininho. Muitos problemas surgem, uma verdadeira corrida contra o tempo, tudo isso fazendo de tudo para que ninguém perceba a substituição.

A narrativa e os diálogos criados pelo escritor Ganymédes José, juntamente com as ilustrações de Cláudia Ramos ficaram engraçadíssimas. Já estou lendo a história pela segunda vez, agora para minha filha, muitas risadas antes do natal, um capítulo por dia. Leiam e depois comentem.

 

 

 

“Mais assustada do que furiosa, ela deu uma puxão mais forte nos varais. Aí, escorregou no barro e caiu sentada em uma poça de água. (…) – Dona Bebé, – perguntou com um ar de reprovação – o que a senhora está fazendo aí, sentada na chuva? Ela sentiu vontade de atirar um tamanco na cabeça daquele vizinho cretino.  O que ele pensava que ela poderia estar fazendo? Mas, em vez de dizer o que e, revirou os olhos, ajuntou as mãos e respondeu: – Estou rezando!” Continue lendo »

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

O Natal está chegando e nessa postagem vou indicar cinco leituras para entrar no clima natalino da melhor maneira possível (nem que seja com alguns assassinatos ou fantasmas pelo meio!). Veja, abaixo, as indicações!

cinco-leituras-para-entrar-no-clima-natalino-foto-viagens-de-papel

FOTO: DICAS DE LEITURA/ VIAGENS DE PAPEL

1. Um conto de Natal, de Charles Dickens

Não poderia começar a lista sem o maior dos clássicos de todos os tempos quando se trata de histórias de Natal. A vida e a avareza de Scrooge ganha as páginas deste livro que traz uma mensagem tão bonita e que já rendeu inúmeras adaptações ao redor do mundo. O livro é curtinho e vale muito a pena a leitura! Continue lendo »

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Pra dar uma folguinha da correria de fim de ano e na ansiedade de saber o que o Papai Noel irá deixar de presente em nossas meias, em outras palavras, pra continuar o”esquenta” pro Natal, separamos umas tirinhas com alguns personagens, até que bem conhecidos, em suas aventuras natalinas! Peguem o chocolate quente e ♫ ‘jingle bell’ ♫

calvin-basev2

Vamos começar com a criança mais hiperativa do mundo dos quadrinhos, o lindo do Calvin e seu amigo tigre Haroldo que, com exceção do Calvin, todos enxergam ele como um tigre de pelúcia. A criação do gênio Bill Watterson começou em 18 de novembro de 1985 com tirinhas divulgadas em vários jornais e conquistou o mundo. O humor passa por diversas áreas da vida: escola, amigos, relacionamento em família, filosofia… e claro, Natal!

calvinharodotira36

calvinharodotira37

Não tem como não amar compulsivamente essa tirinha

“Não tem como não amar compulsivamente essa tirinha.”

Continue lendo »

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Enfim, chegou a semana (para muitos) mais esperada do ano. Aquela que nos reunimos com nossos amigos e familiares para comemorar uma data tão especial que é o Natal. E porque não ouvindo uma boa música? E a propósito, quem disse que músicas natalinas são apenas aquelas de corais que já existiam antes mesmo de música se chamar música? Não mesmo, nossos queridos artistas também entraram no clima natalino e nos presentearam com músicas especiais para essa data comemorativa. Assim sendo, vamos ver quais podem ser uma boa pedida para a tão esperada noite de Natal.

Last Christmas / Extraordinary Merry Christmas – Glee

Época de Natal me faz lembrar dos episódios especiais de Glee (saudades!). Era tão gostoso ver os episódios e ouvir as canções junto dos personagens. Deles, destaco duas: Last Christmas e Extraordinary Merry Christmas!

Continue lendo »


Há alguns meses fui convidada a participar de um encontro de livreiros promovido pelas Editora Arqueiro e Sextante, gerida pelos irmãos “Marcos” e “Tomás”, que trouxeram-nos – num evento muito dinâmico e atencioso – os lançamentos do último trimestre do ano.

“É ótimo ouvir quem entende e ama livros como a equipe da Sextante!”

O evento começou com a presença do autor e jornalista investigativo Vladimir Netto, que corajosamente escreveu o livro Lava jato, uma das principais apostas do ano da editora através do selo Primeira Pessoa. Aliás, merece total destaque pela temática que propõe. A corrupção no país é atual e tem gerado muitas polêmicas aqui e no exterior.

“O Brasil precisa saber o que aconteceu até agora pra poder entender o que vem por aí… Que o que vem por aí é maior do que já veio”

– Vladimir Netto

Continue lendo »

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Confesso que adoro os títulos da Zit Editora, pois possuem uma apresentação impecável. Hoje mostrarei três estilos extremamente diferentes que recebi para avaliação.

PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 128 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: ZIT EDITORA, CORTESIA ISBN:9788579331053 GÊNERO: INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 32 SKOOB

O ladrão de verrugas chama atenção não apenas pelo título inusitado, mas a capa também recebe meus elogios. A contracapa já arranca risadas, por mostrar doidas manchetes de esquisitos jornais. Antes de iniciar a história, um aviso chama atenção para que os leitores medrosos e fracos não leiam, e logo de cara revela o nome dado ao ladrão de verrugas, como sendo um tal de Arseninho Lupão.

As ilustrações de César Lobo não revelam a verdadeira identidade do misterioso criminoso, que se disfarça a cada novo ataque. A divertidíssima história é apresentada em forma de HQ e dá aflição em ver as vítimas com e sem as verrugas – eca, totalmente nojento.

O pânico se instala na cidade a medida que os ataque aumentam, os moradores  da cidade recorrem a uma decisão desesperada, tirar o tecido rugoso antes de serem surpreendidos pelo ladrão, o caos se multiplica, opiniões diversas são abordadas nas entrevistas televisivas explicando o motivo do aparecimento dessas verrugas, entre outras reportagens.

Porém, assim como na vida real, depois de um tempo, tudo cai no esquecimento e é um tal ladrão de calos que ganha destaque na mídia. Um dia porém, sem querer, uma pista leva a polícia até o culpado.

Não vou contar o final, mas é muitoooooo divertido, bastante original. Até a apresentação da escritora e do ilustrador no final entra na brincadeira.

Foto: Nara Dias / Viagens de Papel

Continue lendo »


Recebi recentemente mais dois títulos da Escrita Fina Edições para apreciação, abaixo vocês conferem minha opinião sobre ambas as leituras.

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: ESCRITA FINA, CORTESIA ISBN:9788559090024 GÊNERO: INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 128 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: ESCRITA FINA, CORTESIA ISBN:9788559090024 GÊNERO: INFANTOJUVENIL
PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 128
SKOOB

A criatura publicado pela primeira vez em 2005, o livro além de ter sido bem aceito pelo público adolescente, recebeu o prêmio Adolfo Aizen, da União Brasileira de Escritores do Rio de Janeiro – UBE/RJ, como o melhor título do gênero juvenil publicado em 2004/2005.

Nessa nova edição, lançada pela Editora Escrita Fina, o projeto gráfico ganha um ar mais moderno graças ao Estúdio Versalete. A história é dividida graficamente em três partes, usando as mesmas cores da capa, preto, verde-amarelado e laranja-amarronzado, o que ficou excelente, confira a disposição dos capítulos:

1ª parte: 1º a 16º capítulo – páginas brancas, detalhes em laranja e marrom.

2ª parte: 16º a 24º capítulo – páginas pretas, detalhes em verde.

3ª parte: 25º e 26º capítulo – páginas brancas, mistura das artes anteriores.

Na história, temos o criador Eugênios Klaus, gênio adolescente que trabalha com a criação de games, e a criatura Loser, personagem virtual de um jogo exclusivo que Eugênios joga trancado em seu quarto.

O jovem gênio não lida bem com as outras pessoas, além de irritadiço e egoísta, despreza tudo e todos, inclusive os familiares. Ao criar Loser, não trata o protagonista do game de forma diferente, que é constantemente desafiado e de forma injusta, sendo obrigado a cumprir as mais terríveis tarefas humilhantes. Porém, o Loser se revolta e instiga seu criador a uma disputa cara a cara, depois de muito relutar, Eugênios aceita e toma posse de um equipamento experimental, sendo transportado para o mundo cibernético, tendo um final surpreendente.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »

sábado, 17 de dezembro de 2016

Novembro passou num pulo, mas não por menos. Estamos em dezembro e quase no final do ano. Como o ano passou rápido, não é mesmo? Apesar disso, tivemos lançamentos, mesmo que poucos nesse mês que merecem destaque.

Glory Days – Little Mix

As meninas do Little Mix voltaram com tudo em seu novo álbum Glory Days. O disco chegou em novembro as lojas com o carro chefe já lançado Shout out to my ex, que alcançou o topo de paradas musicais. Os trabalhos seguem com Touch, que promete ter seu clipe liberado até o final do ano. Destaque para Down & Dirty, No more sad songs, Touch, Private Show, Oops, You Gotta Not, Power e Shout out to my ex.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: BIBLIOTECA AZUL , CORTESIA ISBN: 9788525062529GÊNERO: ROMANCE, FICÇÃO PORTUGUESA PUBLICAÇÃO: 20126 PÁGINAS: 264 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: BIBLIOTECA AZUL , CORTESIA ISBN: 9788525062529 GÊNERO: ROMANCE, FICÇÃO PORTUGUESA
PUBLICAÇÃO: 20126 PÁGINAS: 264
SKOOB

A máquina de fazer espanhóis é do autor português Valter Hugo Mãe e recebeu esse ano uma nova edição pela Editora Globo. A diagramação do livro é um destaque a parte, com a capa em amarelo e a lombada do livro em rosa, o que gera uma relação de cores bem contrastante. Não conhecia o livro nem o autor, mas por indicação acabei solicitando e confesso que não me arrependi.

O livro conta a história do barbeiro António Jorge da Silva, que após perder a mulher passa a viver num lar de idosos. Os quartos da ala direita dão para um jardim onde crianças brincam. Os da esquerda, reservados aos acamados, têm vista para o cemitério. Que alegrias pode a vida oferecer a alguém tão próximo de seguir esse caminho? A convivência com funcionários e pacientes do asilo, entre eles o centenário Esteves “sem metafísica”, do poema “Tabacaria”, de Fernando Pessoa, revela a António uma nova possibilidade de existência.

A narrativa de Mãe mostra-se logo no início totalmente diferente do que estava acostumado a ler. A um estilo meio José Saramago, o livro não possui uma pontuação e separação costumeira. Não temos dimensão do que é fala, diálogo ou apenas narrativa. Para quem nunca leu algo do tipo, como eu, pode estranhar um pouco no começo. No entanto, a história que o autor propõe acaba se tornando muito mais interessante, então basta um pouco de esforço para ir em frente.

Continue lendo »