AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: V&R EDITORAS, CORTESIA ISBN: 9788576839194 GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO PUBLICAÇÃO: 2015 PÁGINAS: 304 SKOOB

Definitivamente a família dos Homens Marcados é cheia de homens maravilhosos e atormentados e apaixonantes. Confesso que todos já tem um espacinho reservado no meu coração, e a cada livro que leio da série fico ainda mais encantada com o universo bem família que a autora criou. Devo dizer que li os livros completamente fora de ordem, mas por se tratarem de histórias de personagens diferentes não fui muito afetada, mas ainda assim tive vários spoilers, então fica aí o aviso.

Armas da sedução é o terceiro volume da série e nos traz a história de Rome e Cora: dois personagens marcados pelo passado e com perspectivas diferentes para o futuro. Cora saiu de um noivado com o coração machucado e após tudo que lhe aconteceu ela investe todo seu entusiasmo em procurar o homem perfeito: alguém tranquilo, que lhe proporcione segurança, que não seja bad boy e lhe ame profundamente. E esse homem definitivamente não é Rome: um cara pra lá de quente, que acabou de voltar da guerra cheio de traumas pelo que aconteceu lá e está completamente sem rumo na vida. Porém, mesmo que ambos não procurem ou desejem um relacionamento um com o outro, a atração que há entre eles é inegável e só uma questão de tempo até se renderem a ela e perceberem que tem mais coisa aí do que pode parecer.

Cora e Rome são um contraste de casal e, talvez exatamente por esse motivo, eles são perfeitos um pro outro. Eles são interessantes de acompanhar porque, à primeira vista, são o oposto um do outro, mas conforme o relacionamento deles começa a caminhar, vamos vendo pequenas semelhanças, vendo como eles completam um ao outro.

Cora é aquele tipo de personagem alegre, que tem todos os trejeitos de mulher delicada – tanto que seu apelido é tinkerbell – mas que se necessário ela bota pra quebrar e usa sua língua afiada sem qualquer hesitação. É essa sua determinação e seu pulso forte que começa a fazer o Rome botar a vida nos trilhos. Aliás, por falar em Rome, o que ele enfrenta após retornar do Afeganistão é de partir o coração de qualquer um. Ele está quebrado por dentro, e isso faz com que ele desconte toda sua tristeza, raiva e frustração nos outros. Mesmo assim, agindo de maneira tão grossa, todos a sua volta o amam e se preocupam com ele, e é tocante acompanhar tanto zelo por alguém que obviamente não está na melhor fase de sua vida. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: V&R EDITORAS, CORTESIA ISBN: 9788576839811 GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 300 SKOOB

Apesar de gostar bastante dessa série, Homens marcados“, confesso que não crio expectativas muito altas com relação aos livros, pois, apesar de serem bons, eles nos trazem histórias que são bem previsíveis e, em alguns casos, clichês. Todavia, fui surpreendida com esse livro e ele acabou se tornando o meu favorito – até o momento – da série, mexeu comigo de forma incrível.

Chamas do passado nos traz a história de Nash que, assim como seus amigos, é muito mais do que seu exterior tatuado aparenta. Apesar de seu passado como um adolescente até cruel, hoje em dia ele é um cara bem decente e gentil, o pretendente perfeito para qualquer mulher. Mas, assim como todos os protagonistas da série, ele tem seus próprios conflitos pra lidar com uma mãe que, por mais que ele se esforçasse pra ser o filho perfeito, ela não dava a mínima pra ele e um padrasto que o odeia, além do pai verdadeiro que está com um câncer terminal.

Como que por obra do destino, ao acompanhar seu pai no hospital, Nash acaba se reencontrando com seu passado na forma de uma enfermeira bem bonita: Saint. Acontece que nem sempre foi assim, na época da escola Saint era uma menina bem fora dos padrões: gordinha e com cabelo mais armado, ela sempre foi alvo de bullying. Embora sempre tivesse sofrido com as brincadeiras de mal gosto, o que a marcou para vida inteira foi a crueldade vinda do seu amor de escola: Nash. Com isso ela acabou se tornando uma mulher insegura, que não se permitia se entregar completamente em um relacionamento e não se achava bonita. Mas seu reencontro com Nash vem para mudar tudo.

Esse livro quase – mas quase mesmo – desbancou meus queridinhos Rule e Shaw, do primeiro livro. Fiquei apaixonada pelo casal, o relacionamento se desenvolveu de uma forma muito fofa, mas o que eu mais gostei mesmo foi do tema e o modo como a autora o abordou. O bullying, infelizmente, ainda é uma coisa que acontece com frequência e que mesmo quando achamos ser uma brincadeira inocente pode deixar marcas profundas numa pessoa e mudar a vida dela toda, o que foi exatamente o que aconteceu com Saint. Ela se tornou uma pessoa insegura, que sentia medo de se relacionar, que não se achava bonita e que tinha vergonha de si mesma. Através dela a autora conseguiu transmitir com bastante realidade o que é sofrer bullying e, por isso, é impossível não se emocionar, não se identificar e não se sentir um pouquinho que seja de coração partido pela protagonista. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: V&R EDITORAS, CORTESIA ISBN: 9788576839002 GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO PUBLICAÇÃO: 2015 PÁGINAS: 312 SKOOB

Notas quentes é o segundo volume da série Homens Marcados, cujos livros narram as histórias de amor de um grupo de amigos, além de abordar temas mais importantes e reflexivos em suas tramas. Neste volume conhecemos a história de Jet e Ayden, personagens que foram apresentados no primeiro volume e que agora tem sua história contada.

Ayden é aquele tipo de garota toda “certinha”, que presa pela estabilidade em sua vida, em ter um futuro sólido e seguro – mas quem a conhece assim não imagina o quão complicado e tenebroso pode ser o seu passado. É justamente por tudo que viveu que Ayden é assim hoje, uma mulher determinada a construir um futuro para si e que foge do passado que possui.

Jet, assim como Ayden, esconde tudo que tem por dentro atrás de uma fachada de músico de sucesso que tem todas as mulheres que quer a seus pés, um músico que não se importa com nada a não ser com sexo e diversão. Porém, com a família disfuncional e extremamente problemática que tem, ele aprendeu a esconder seus sentimentos e o grande coração que possui.

Desde a primeira vez que se encontraram Ayden sentiu uma atração por Jet, mas ao levar um fora bem dado dele, ela decide se afastar, até que, por uma sequência de eventos, eles acabam por dividir o teto. É então que, o que surge como uma amizade “inocente”, acaba se tornando uma bomba entre os dois, na iminência de explodir, a única coisa que os prende é a insegurança de Ayden, que após ser rejeitada fica com receio de se entregar.

O que temos aqui é a típica história de “os opostos se atraem”, ou ao menos é o que aparenta ser, porque a realidade é que Ayden e Jet são mais parecidos do que pensam. Ambos possuem um passado complicado, com conflitos familiares e questões internas a serem resolvidas e, conforme eles vão se entregando mais e mais e confiando um no outro, passamos a conhecer mais profundamente os personagens. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: V&R EDITORAS, CORTESIA ISBN: 9788576838128 GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO PUBLICAÇÃO: 2013 PÁGINAS: 328 SKOOB

Na sua pele é um daqueles romances bem clichês, onde já sabemos tudo que vai acontecer e a trama não guarda nenhuma surpresa, mas ainda assim o desenvolvimento e os personagens apaixonantes fazem com que amemos o livro. Neste primeiro volume da série “Homens Marcados” – que tive o prazer de conhecer antes mesmo de lançar aqui no Brasil – somos apresentados a Shaw e Rule, duas pessoas com famílias disfuncionais, que enfrentam conflitos internos e preconceitos por motivos completamente opostos.

Rule é um tatuador com personalidade típica de bad boy, que não está nem aí pra nada, é rebelde mesmo e adora farrear, principalmente com as mulheres. Desde que seu irmão gêmeo morreu e ele assumiu toda a culpa pelo ocorrido – além de ter sua mãe esfregando isso na cara dele o tempo todo-, ele se fechou em si mesmo e não dá abertura pra ninguém chegar perto, muito menos Shaw, a melhor amiga e suposta namorada do irmão.

Shaw é o exato oposto de Rule: é a menina certinha, estudiosa, muito rica e que segue à risca o que os pais ditam em nome da aparência. Após a morte do seu melhor amigo, Shaw foi acolhida pela família dele e é ela que, mesmo precariamente, ainda mantém a família junto. Mesmo assim, poucos sabem que no fundo ela nutre um amor antigo por Rule, não pelo irmão gêmeo, e esse amor a faz enfrentar tudo por ele.

Como vocês podem perceber, Na sua pele traz aquele enredo bem clichê de garota rica e bad boy rebelde. E, de fato, o romance é bem isso que os fãs do gênero provavelmente já conhecem: dois protagonistas que superam seus conflitos e suas diferenças em prol do amor que percebem que nutrem um pelo outro, apesar de tudo apontar contra isso. O fato é que, mesmo sendo assim, a autora soube conduzir o romance muito bem, de maneira que mesmo que já conheçamos o enredo por outras histórias do mesmo tipo, torna-se impossível largar o livro.

Outro ponto positivo sobre esse livro são os personagens. Ambos são apaixonantes, e eu amo o modo como a autora os utilizou para mostrar que as aparências escondem muita coisa. Que a menina rica, com uma vida aparentemente perfeita, na verdade tem uma família mesquinha e disfuncional, e que o bad boy cheio de tatuagens na verdade possui um coração imenso, que só precisava de um pouquinho de paciência e cuidado para se abrir. Continue lendo »


EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA ISBN: 9788576839828 GÊNERO: DISTOPIA, FICÇÃO CIENTÍFICA JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 328 SKOOB

EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA
ISBN: 9788576839828
GÊNERO: DISTOPIA, FICÇÃO CIENTÍFICA JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 328
SKOOB

Atenção: Essa resenha contém spoilers dos volumes anteriores!

Pensando em trazer novas opiniões e apresentar para vocês novos olhares a partir de uma mesma obra, esta resenha seguirá um formato diferente. Logo abaixo, vocês encontrarão duas opiniões a respeito de A última fase, terceiro volume da trilogia “A Doutrina da Morte“, escrita por James Dashner, o mesmo autor da série “Maze Runner“, ambos lançados pela V&R Editoras. O livro é voltado para o público juvenil, mas nada impede que seja lido e apreciado por leitores mais velhos. Por isso, eu, Camila, de 23 anos, convidei a minha irmã Melissa, de 13, para ler a história junto comigo e compartilhar o que ela achou da obra.

Camila

Quem estava ansioso pela conclusão da trilogia A Doutrina da Morte, do autor James Dashner, pode ficar tranquilo, pois A última fase finalmente foi lançado pela editora V&R. O último livro narra a continuação da aventura de Michael, que ainda está tentando entender os últimos acontecimentos e o fato de ser um código de computador ocupando o corpo de um ser humano real. Ele também não sabe direito quais são as motivações de Kaine e até mesmo da SSV, o órgão regulador da VirtNet – o mundo virtual.

Ao lado dos inseparáveis amigos Bryson e Sarah, ele reencontra sua antiga babá, Helga, que parece estar a seu lado e saber de coisas novas, fundamentais para destruir a Doutrina da Morte e tudo voltar a ser como antes. Neste terceiro livro da série, Michael está determinado a buscar as respostas que ficaram faltando e acabar com a guerra que está indo do mundo virtual para o real, em que os tangentes (pessoas criadas para ocupar o VirtNet) estão ocupando corpos de humanos.

Sem saber direito por onde começar, Michael terá outra dificuldade: a de saber quem é seu inimigo e saber quem está a seu lado. Antes, Kaine parecia assumir o posto de principal vilão. Mas agora tudo está fora de seu lugar e algo muito mais grandioso parece estar por trás de tudo.  Michael e seus amigos terão que descobrir seus aliados e uma forma de destruir a Doutrina da Morte e devolver aos humanos suas mentes.

Por mais que a premissa pareça confusa, tudo se encaixa neste terceiro livro. O ritmo é ainda mais ágil nesse volume, já que há muitas respostas para serem dadas. Os capítulos curtos contribuem para a rápida leitura, assim como as muitas cenas de ação que existem na história. A cada momento ocorre alguma reviravolta.

É notável a evolução de Michael nesses três volumes. Agora, ele está menos ingênuo, mais disposto a ir em busca de seus objetivos e finalmente encaixar as peças do quebra-cabeça. Além das diversas cenas de ação, há também a busca pela identidade de Michael, o reforço dos valores da amizade e também muitas pitadas de humor, protagonizadas, principalmente, por Bryson.

O fim da história foi bem desenvolvido e não deixou pontas soltas. Nas últimas páginas, há uma reviravolta que traz uma importante reflexão. A última fase é um livro de ficção científica com muita aventura e ação, uma série que deixa qualquer leitor ávido por respostas e por saber o que acontece no final da história.


Melissa

Desde que li o primeiro livro da trilogia de A Doutrina da Morte, “O jogo infinito”, escrita pelo James Dashner fiquei apaixonada e se tornou um dos meus livros preferidos. Quanto mais eu ia lendo mais me surpreendia e me apaixonava pela escrita e pelo universo que o autor criou. O segundo livro é Regras do jogo, que eu fiquei louca quando vi na livraria, foi tão bom quanto o primeiro, e da mesma forma como este, teve um final que “meu deus o que foi aquilo?”.

Agora vamos falar do último, mas não menos importante: A última fase. Não foi tão bom quanto os dois primeiro, mas acredito que tenha sido o mais importante. Ele possui informações que esclarecem fatos que ocorreram durante os outros livros que considero de grande valor. Porém, alguns momentos não tiveram muita conexão com o resto da história.

Além disso, há o final. Não ficou tão surpreendente e emocionante como eu esperava. Parte dele ficou legal e criativo, com coerência. Mas a outra parte faltou coerência, não combinou com o resto e ficou estranha. Acredito que poderia ter sido melhor, claro. Contudo não sei qual seria o meu final perfeito se eu pudesse mudá-lo.

Continuo amando a série e só porque o fim não foi tão bom não vou deixar de gostar. Indicaria? Com certeza, é ótima! Minha única tristeza é saber que não é tão conhecida e sei de apenas duas pessoas que eu conheço que já leram. Como amei os livros, pretendo ler mais obras de Dashner, e posso dizer que não vai demorar muito para que isso aconteça.


Conheça os outros títulos da trilogia A Doutrina da Morte:

1. O jogo do infinito (2014)

2. Regras do jogo (2015)

3. A última fase (2016)


AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: V&R EDITORAS, CORTESIA
ISBN: 9788550700267
GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 324
SKOOB

Desejos do destino é o quinto livro da série Homens marcados e, embora seja um livro tecnicamente independente – cada livro da série conta a história de um casal diferente – ele mostra alguns vislumbres de personagens dos livros anteriores, por isso, se você se incomoda com o mínimo dos spoilers, é melhor começar pelo primeiro livro.

O livro nos traz a história de Sallen e Rowdy, esta primeira fugiu de casa aos 18 anos e passou por todo tipo de desafios e dificuldades para conseguir a tão sonhada liberdade e estabilidade. Sua infância e juventude não foram tranquilas vivendo em uma família super conservadora, por isso, ao completar a maioridade fugiu sem olhar pra trás, tendo como único arrependimento ter que deixar sua irmã Poppy e seu amigo Rowdy pra trás – as pessoas que mais amou na vida.

Rowdy sempre teve a convicção de que as irmãs Cruz – Sallen e Poppy – foram sua ruína. Uma partiu seu coração ao rejeitá-lo mesmo quando sempre foi apaixonado por ela, e a outra fugiu aos 18 sem nem se importar com o resto deles. Porém, o destino faz com que seus caminhos se cruzem novamente ao dar a Sallen a proposta de trabalhar na nova loja de tatuagens em Denver – loja na qual Rowdy trabalha. Então, mesmo sem precisar do emprego, Sallen o aceita apenas para se aproximar de seu amigo de novo e ver no que o relacionamento deles pode dar – mesmo que ele aparentemente queira correr dela.

Vou começar a falar sobre esse livro dizendo que foi o primeiro da série que eu li e, confesso, apesar de saber dos bons comentários, não esperava muita coisa dele. Porém, no decorrer do livro me peguei mais que envolvida com a história, torcendo por esse casal, roendo as unhas de ansiedade pelo desfecho.

Pra começo de conversa os personagens são incríveis. Sim, talvez sejam clichês, mas é um muito bem feito e que, pra quem gosta, não tem como não se apaixonar. Sallen é fantástica, lutou muito pra conseguir a liberdade de ser o que quiser e com muita garra se tornou uma modelo pin-up e dona de uma grife bem sucedida. Admiro muito a força dela e a coragem de lutar pelo que queria e por quem ama. Já Rowdy é um cara apaixonante. Pode ser um pouco irritante por querer fugir do passado e não perceber algo que é óbvio pra nós, mas ele é tão fofo e cresce tanto durante o livro que não tem possibilidade de não gostar dele. Continue lendo »

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA ISBN: 9788550700045 GÊNERO: TERROR, SUSPENSE, JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 356 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5
EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA
ISBN: 9788550700045
GÊNERO: TERROR, SUSPENSE, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 356
SKOOB

Catacomb é o terceiro e último volume da série Asylum, escrito por Madeleine Roux e publicado pela Plataforma 21, o selo jovem da V&R Editoras. Este livro narra acontecimentos nove meses após  Sanctun e não se passa em Brookline, mas apesar disso as coisas não parecem estar tão calmas quanto aparentam.

Após muitos acontecimentos traumáticos, Dan, Abby e Jordan se reúnem para atravessar o país, estão indo para Lousiana, pois Jordan decidiu morar com seu tio Steve na cidade de New Orleans. Uma viagem com os amigos parece ser um ótimo jeito deles se revezarem para dirigir, dormem em barracas. Abby aproveita seu tempo para fotografar locais e monumentos históricos que possam ajudar o seu projeto de fotografia. Já Dan está com mais pistas sobre seus pais biológicos, pois resgatou arquivos antes de Brookline ser incendiada. Tudo ocorre bem, até que Dan recebe uma mensagem no celular de Micah, um garoto que morreu recentemente.

O nosso personagem revela aos seus amigos sobre as mensagens e sobre os documentos que salvou em Brookline. Abby e Jordan decidem ver os documentos e descobrem um cartão postal com a imagem de um prédio, e acabam descobrindo que é um antigo colégio e fica no estado do Alabama. Como para fazer a “road trip” eles vão passar pelo Alabama, decidem visitar o colégio e ver se tem alguma pista.

Nessa visita, Dan percebe que está sendo vigiado e a pessoa também está tirando fotografias deles, mas ele não consegue identificar quem e o mesmo acaba fugindo em uma moto. Do Alabama até a Louisiana, o trio resolve parar e dormir mais uma noite e Dan recebe uma nova mensagem de Micah avisando que ele tem companhia, e não é a pessoa que estava anteriormente na moto e sim um casal que também não pode ser identificado. Quando chegam à New Orleans muitas perguntas serão respondidas e reviravoltas ocorrem. Continue lendo »

quinta-feira, 10 de março de 2016

Avaliação: 4/5 Editora: Vergara &Riba /Cortesia ISBN: 9788576838838 Gênero: Contos Publicação: 2015 Páginas: 384 Skoob

Avaliação: 4/5
Editora: Vergara & Riba /Cortesia
ISBN: 9788576838838
Gênero: Terror, Jovem Adulto
Publicação: 2015
Páginas: 384
Skoob

Sactum é o segundo livro da série Asylum escrita por Madeleine Roux. Continuamos com a saga de Dan Crawford e seus amigos, onde não conseguem esquecer o que foi passado durante o verão na New Hampshire College.

Agora os amigos, mesmo fora da faculdade, encontram palavras soltas e escritas atrás de fotografias e com uma breve pesquisa descobrem que as fotos são de um parque de diversão que ficava próximo à Brookline – antigo manicômio que agora é alojamento da New Hampshire College.

O trio resolve voltar à faculdade e descobrir mais. Já no primeiro final de semana eles começam a seguir pistas e descobrir tudo o que o diretor fazia, muitas coisas que eles nem imaginavam. Micah, Lara e Cal conhecem Dan, Abby e Jordan e passam a ser seguidos pelos Scarlets (existe um livro somente sobre eles – é o 1.5 – porém você consegue continuar a história sem ter lido), caveiras de manto vermelho.

Sendo perseguidos por esse grupo e lutando para salvar própria pele e a dos amigos, eles não podem confiar em ninguém. Além das lobotomias e remédios como o LSD, o diretor também utilizava a hipnose.

Muitos acontecimentos soltos do primeiro livro criam uma melhor forma nessa segundo. O livro continua com um suspense e ainda colocando fotos, o que o deixa mais assustador para o leitor e faz com que ele solte a imaginação. Sanctum está mais para suspense do que terror.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4,5/5 EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA ISBN: 9788576838456 GÊNERO: DISTOPIA, FICÇÃO CIENTÍFICA, JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2015 PÁGINAS: 312 SKOOB

Atenção: Essa resenha contém spoilers do livro anterior!

Pensando em trazer novas opiniões e apresentar para vocês novos olhares a partir de uma mesma obra, esta resenha seguirá um formato diferente. Logo abaixo, vocês encontrarão duas opiniões a respeito de Regras do jogo, segundo volume da trilogia “A Doutrina da Morte“, escrita por James Dashner, o mesmo autor da série “Maze Runner“, ambos lançados pela V&R Editoras. O livro é voltado para o público juvenil, mas nada impede que seja lido e apreciado por leitores mais velhos. Por isso, eu, Camila, de 22 anos, convidei a minha irmã Melissa, de 12, para ler a história junto comigo e compartilhar o que ela achou da obra.

Camila

Regras do jogo é o segundo livro da trilogia Doutrina da Morte, de James Dashner. O livro começa do ponto em que terminou o primeiro, depois que Michael completou o Caminho e descobriu ser um Tangente, um programa de computador. Todo o seu mundo virou de cabeça para baixo, pois tudo o que conhecia, sua família, os lugares que frequentava, era tudo parte da fantasia. Entretanto, depois de conhecer o temido Kaine e os planos da Doutrina da Morte, ele percebe que o que acontece dentro do jogo pode estar mais perto da realidade do que se imagina.

Michael, inclusive, é peça chave desse plano. Para dar início ao seu projeto, Kaine faz com que o garoto vá para a realidade e assuma o corpo de um jovem do qual nunca ouviu falar. Assim que acorda em outro corpo, o jovem percebe que muita coisa está em jogo e decide saber mais sobre o plano maléfico e tentar recuperar a consciência do jovem que assumiu o corpo.

Para alcançar seus objetivos, Michael não vê outra alternativa a não ser encontrar os amigos Sara e Bryson e ir atrás de pistas sobre o que Kaine está fazendo, além de tentar impedi-lo. Mesmo com os amigos, ele não para de ser perseguido pelo ciberterrorista, já que Michael parece ser fundamental para Kaine, que o quer do seu lado a qualquer custo. Além de terem de escapar de diversas situações de perigo, o trio ainda tem que lidar com o fato de que os pais de Sara foram sequestrados e que está sendo divulgado na mídia que os principais suspeitos são os três amigos. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: PLATAFORMA21, CORTESIA ISBN: 9788576836896 GÊNERO: DISTOPIA, FICÇÃO CIENTÍFICA, JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2014
PÁGINAS: 300
SKOOB

Pensando em trazer novas opiniões e apresentar para vocês novos olhares a partir de uma mesma obra, esta resenha seguirá um formato diferente. Logo abaixo, vocês encontrarão duas opiniões a respeito de O jogo infinito, primeiro volume da trilogia “A Doutrina da Morte“, escrita por James Dashner, o mesmo autor da série “Maze Runner“, ambos lançados pela V&R Editoras. O livro é voltado para o público juvenil, mas nada impede que seja lido e apreciado por leitores mais velhos. Por isso, eu, Camila, de 21 anos, convidei a minha irmã Melissa, de 11, para ler a história junto comigo e compartilhar o que ela achou da obra.

Camila

A obra se passa em uma sociedade futurística, na qual a maior diversão dos jovens é entrar em uma realidade virtual e aventurar-se em novos locais e situações. É isso o que faz Michael na maior parte do tempo. Quando vai para o seu “Caixão” e entra na VirtNet, ele encontra os amigos virtuais Sarah e Brison, passa horas por lá e tem como maior objetivo passar para o nível Deep do Life Blood.

Como passa bastante tempo no jogo, Michael aperfeiçoou suas habilidades de mexer com o código, o que permite que ele tire vantagens do jogo. Um dia, ele encontra uma garota e se depara com o que nunca tinha visto antes: desesperada, ela arranca o seu núcleo, que contém o código e faz com que ela não volte viva para a realidade caso morra no jogo. Logo depois, ela se joga de uma ponte. Após assistir ao suicídio que não conseguiu evitar, ele não para de pensar nas poucas palavras atormentadas ditas pela garota a respeito de alguém chamado Kaine, que aos poucos fazia fama na VirtNet pelos crimes virtuais que estava cometendo.

Buscando saber mais sobre o homem misterioso, ele descobre que seus atos afetavam as pessoas fora do jogo, deixando-as mortas ou em estado vegetativo. Um tempo depois, Michael é convidado pela empresa responsável pelo jogo a ajudar a solucionar o caso, devido à sua habilidade com o código. Sua missão seria procurar Kaine nas profundezas do jogo, descobrir mais informações sobre o grupo denominado “Doutrina da Morte” e entregá-lo para as autoridades competentes. Para isso, poderia levar os amigos e receber como recompensa o passe livre ao nível Deep. Continue lendo »