quinta-feira, 13 de abril de 2017

Avaliação: 4/5 Editora: Suma de Letras, Cortesia ISBN: 9788581052007 Gênero: Suspense, Terror Publicação: 2013 Páginas: 200 Skoob

Lançado originalmente em 1974, Carrie – A estranha é um dos maiores clássicos do escritor americano Stephen King e a obra que o ajudou a alcançar a fama. A história ganhou adaptação para o cinema. A primeira versão, dirigida por Brian de Palma, foi lançada em 1976 e se tornou um sucesso assim como o livro. Também existe um remake lançado em 2013, mas que recebeu muitas críticas negativas.

Carrie White é uma garota de 17 anos, que sofre bullying de seus colegas de escola e tem uma relação conturbada com sua mãe, uma fanática religiosa. Após uma aula de educação física, ela menstrua pela primeira vez durante o banho e pensa que está tendo uma hemorragia. Sem entender o espanto da garota, as outras meninas começam a rir e a jogar absorventes nela. A professora chega para intervir e fica espantada com a reação da jovem. Acontece que a mãe da garota nunca havia lhe contado o que era menstruação.

A mãe de Carrie, Margaret White, é uma fanática religiosa, que mantém a filha dentro de uma bolha social, dizendo que tudo é proibido e pecaminoso. Como uma forma de punir a filha, ela costumava prendê-la em um armário para que ela ficasse lá rezando por um bom tempo até ser liberada.

Carrie possui poderes paranormais. Ela consegue mover objetos utilizando apenas o poder da mente e, após finalmente ter menstruado, sua força aumenta e ela começa a perceber que pode utilizar isso para enfrentar sua mãe. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: COMPANHIA DAS LETRINHAS, CORTESIA ISBN:9788574067568 GÊNERO: LIVRO-IMAGEM, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 40 SKOOB

Passei boa parte de minha infância participando das atividade de uma igreja evangélica, então conheci o famoso “Livro sem palavras“, onde cada folha era de uma cor, simbolizando uma parte do plano de salvação. Conforme eu crescia, sempre que revia o tal Livro, pensava que se tratava apenas de uma estratégia da igreja para contar uma história. Mas fui descobrindo que existem realmente livros sem palavras, mais conhecidos como livros-imagem, que nos contam histórias a partir de desenhos e não apenas de páginas de uma única cor.

O selo Companhia das Letrinhas nos apresenta o livro De flor em flor, que segue esse segmento, tendo como autor e ilustrador dois canadenses bastante premiados, respectivamente são eles JonArno Lawson e Sydney Smith.

Acredito que para aqueles que tem dificuldade em  apreciar uma obra de arte, porque julgam não entender o que o artista quis transmitir, sentirão muita falta das palavras, porque esse gênero trabalha com as sensações. O que eu senti e compreendi vendo o livro não será o mesmo que uma outra pessoa. A mesma coisa acontece com um quadro ou pintura, apesar de diversos comentaristas nos contextualizarem do período histórico em que a obra foi realizada, cada pessoa tem seus sentimentos e sensações de forma única.

Foto: Nara Dias / Viagens de Papel

Continue lendo »

segunda-feira, 10 de abril de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: PENGUIN COMPANHIA, CORTESIA ISBN: 9788582850442 GÊNERO: ROMANCE, POLICIAL, CLÁSSICO PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 416 SKOOB

Não há dúvidas de que “Sherlock Holmes” é um dos personagens mais famosos da literatura, e todo mundo já ouviu falar ao menos uma vez no ilustre detetive. Meu amor pela obra de Arthur Conan Doyle começou anos atrás, quando ainda estava na escola e pegava os livros da Coleção Vagalume pra ler na biblioteca. Depois vieram os filmes, e, hoje, resolvi reler toda a obra do autor, mais especificamente as histórias protagonizadas pelo meu personagem favorito da vida: “Sherlock Holmes”. Por esse mesmo motivo, não resisti quando o selo Penguin Companhia, do Grupo Companhia das Letras lançou esse volume com todas as histórias, de alguma maneira, com participação do único personagem capaz de derrotar Holmes: O professor “Moriarty”.

Moriarty foi o único vilão capaz de desafiar e se equiparar a Holmes em astúcia, inteligência e capacidade dedutiva incrível. Um personagem tão icônico, capaz de feitos tão grandiosos a ponto de desafiar Holmes – o melhor detetive de toda a história – com certeza mereceu esse volume dedicado a ele. E que histórias. O livro reúne alguns contos criados pelo autor e um romance, dos quais Moriarty tem algum tipo de envolvimento com os crimes narrados. Não vou me estender muito falando sobre as histórias em si, pois, em se tratando de histórias policiais, e ainda mais contos, não vale muito a pena saber os detalhes.

Acredito que o que mais me fascina na obra de Doyle não é nem o modo dele escrever as histórias – que por si só já é fantástica – mas sim a mente brilhante capaz de criar um personagem, aliás, dois personagens, tão ilustres, como Holmes e Moriarty. É sensacional acompanhar como a mente deles trabalha, cada um de um lado. O processo de dedução de Holmes, o modo como ele usa a inteligência dele para desvendar os mistérios é algo simplesmente fascinante. O próprio personagem é uma mistura complexa, que penso nunca conhecer tão bem como acho. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: REVIRAVOLTA, CORTESIA ISBN: 9788566162578 GÊNERO: NÃO FICÇÃO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 144 SKOOB

A questão de gênero na escola

Nós vivemos numa sociedade que está cercada de estereótipos. Essa afirmativa te chocou? E o que você acha disso: “Rosa para as meninas e azul para os meninos”; “Senta direito! Nem parece uma menina”; “Ele não vai chorar, ele já é um homenzinho”. Aposto que você já ouviu frases bem parecidas como essas e, não se culpe, deve ter concordado ou omitido uma opinião sobre o assunto. Não se culpe mesmo, mas entenda que você vive numa sociedade que generaliza e até mesmo discrimina os gêneros (e eu não estou falando só da mulher).

É por causa dessas limitações, e muitas outras, que o livro Diferente, não desiguais foi concebido por três doutorandas (USP e Unicamp). O livro trata a questão do gênero e a luta por reconhecimento, igualdade e equidade de todos.

Dados históricos, pesquisas atuais, gráficos, leis, indicação bibliográfica, e “saiba mais” preenchem as páginas de forma concreta. São oito capítulos escritos sem enrolação e com uma linguagem simples e compreensível: um convite a todas para participar dessa problemática e debater soluções.

O palco principal pode parecer a escola, por conta do subtítulo, mas fica claro que todos temos um papel importante para contribuir. A escola não é só considerada local de socialização infantojuvenil como também de apropriação cultural e até mesmo reprodução, e é por isso que esse assunto é importante para os profissionais da educação. Uma sociedade mais justa em relação à direitos só se constrói a partir da educação. Continue lendo »

quinta-feira, 30 de março de 2017

AVALIAÇÃO: 3/5 EDITORA: COMPANHIA DAS LETRAS, CORTESIA ISBN: 9788535915556 GÊNERO: FILOSOFIA PUBLICAÇÃO: 2009 PÁGINAS: 126 SKOOB

A Carta de Flória Emília para Aurélio Agostinho

Jostein Gaarder talvez seja um dos meus autores favoritos, os temas que ele trata em seus livros são bastante filosóficos e me fazem refletir sobre vários aspectos da vida. Vita Brevis foi o livro da vez, o autor nos conta como achou, em uma feira de livros em Buenos Aires, um baú com algumas histórias escritas em latim. Como tudo na vida tem um preço, o dono do sebo, apesar de saber que Jostein era o autor do famoso livro “O Mundo de Sofia”, não o deixou levar por um preço barato e ele teve que barganhar. O autor até hoje tem a dúvida se os documentos são reais ou não.

O documento em questão é uma carta – engraçado como Jostein gosta de colocar cartas em seus livros – que Flória Emília escreveu à Aurélio Agostinho, ou, como conhecemos, Santo Agostinho. O livro é dividido em dez partes, em que Emília escreve algumas confissões. Ela também cita uma das principais obras de Santo Agostinho, intitulada “Confissões”.

Durante as cartas percebemos o amor que eles nutriam um pelo outro durante doze anos, e até tiveram um filho chamado Adeodato. Ela nos mostra também como ele era extremista e hipócrita. Ele também sofre com as intromissões de Mônica, mãe de Agostinho.

Apesar de muitas pessoas acreditarem que a história de fato ocorreu, Vita Brevis é tido como uma obra de ficção, então fica por conta da imaginação de cada um. Eu particularmente acredito que essa obra seja ficcional e que Jostein a tenha criado. Sendo de caráter real ou ficcional o livro é muito bem escrito e desenvolvido.  Esse livro é bem fininho, possui apenas 126 páginas, porém o conteúdo é rico e repleto de ensinamentos, o que o torna muito mais interessante ao leitor. É o tipo de livro que a cada releitura trará novas interpretações. Continue lendo »

quarta-feira, 29 de março de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: SEGUINTE/CORTESIA
ISBN: 9788571647633
GÊNERO: FANTASIA, FILOSOFIA, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 1998
PÁGINAS: 141
SKOOB

Confesso que sou uma grande fã do autor Jostein Gaarder, recentemente li o título Através do espelho, lançado a quase uma década pela Editora Seguinte. Cecília Skotbu é uma garota que vive praticamente no seu quarto, pois tem câncer e está bem mal, talvez até com os dias de vida contados. Até que um dia ela começa a receber a visita de um anjo chamado Ariel. No começo, Cecília não gostava de conversar com o anjo e duvidava de algumas coisas que Ariel contava sobre sua vida no céu, porém as visitas do anjo ficaram frequentes e eles foram adquirindo confiança um ao outro e construíram diálogos que envolviam a vida, morte e a vida que levamos após deixarmos o mundo.

Cecilia possui um caderninho que escondia debaixo da cama e anotava algumas coisas nele, porém como sua doença ficava cada dia pior, ela acabara deixando ele de lado. Até que um dia pede para um membro de sua família anotar algumas conversas que ela teve com o anjo.

Apesar de sua doença estar cada dia pior, ela não liga para isso e só quer usar seu par de esquis e o tobogã de neve que pediu e acabou ganhou no Natal. Cecília nunca deixou que sua doença estragasse seus planos e sempre tinha ambições e planos para o futuro.  A garota tem certeza que vai melhorar, porém a família sabe que cada dia que passa ela está pior. Sempre alguém da família ficava presente com Cecília, ao mesmo tempo que ela e o anjo Ariel faziam brincadeiras e tudo mais, o corpo da menina já não suportava mais. Continue lendo »

sábado, 11 de março de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: COMPANHIA DAS LETRAS, CORTESIA ISBN: 9788535928358 GÊNERO: THRILLER, SUSPENSE PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 360 SKOOB

Raphael Montes é um autor brasileiro que há muito tempo queria conhecer. Já ouvi inúmeros comentários positivos acerca de seu trabalho, além de suas sinopses sempre me chamarem a atenção. Jantar secreto é seu último lançamento. Publicado pela editora Companhia das Letras, apresenta uma trama um tanto diferente de tudo já publicado até então. Quando surgiu a oportunidade de solicitá-lo, não pensei duas vezes.

Quatro amigos saem do interior do Paraná para o Rio de Janeiro com o intuito de buscar uma vida melhor. Miguel, Dante, Leitão e Hugo passam no vestibular em seus respectivos cursos e esperam ter perspectiva de um futuro promissor. Os anos passam, os jovens terminam seus cursos, mas nada é como o esperado. Após o final dele, alguns desempregados enquanto que outros sem saberem o que fazer, tomam uma decisão arriscada, que acaba se tornando algo frutífero. Eles oferecem em um site que disponibiliza jantares exóticos a oportunidade de pessoas poderem comer carne humana. Logo a ideia se alastra e o primeiro jantar é marcado. A princípio, o que era para ser uma única experiência se torna recorrente e os jovens acabam se vendo em uma teia de conspiração, perigo, mortes sem fim.

Digo de primeira que a narrativa do autor é extremamente fluida. A proposta dele é única e intrigante, o que deixa o leitor desde o início com uma pulga atrás da orelha. Confesso que fiquei um pouco receoso ao começar a leitura logo após eu ter assistido alguns episódios de Santa Clarita Diet, série do Netflix, que tem algumas semelhanças com esse enredo e me deixado um pouco enojado. No entanto, o foco de Raphael é outro e um tanto melhor. Eu tinha uma dimensão de como seria a história. Quando conheci os personagens e o ambiente, me deparei com outra totalmente diferente e surpreendente. Os caminhos iniciais do autor seduzem o leitor e o prepara para, pode-se dizer, o prato principal. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: COMPANHIA DAS LETRAS, CORTESIA ISBN: 9788555340208 GÊNERO: CONTOS, JUVENIL  PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 246 SKOOB

E outros contos feministas do folclore mundial

Era uma vez…” e “viveram felizes para sempre…” são com certeza frases conhecidas por todos nós desde a infância e, de certa forma, reproduzimos também para as novas gerações. O fato é que nem sempre nos lembramos do que isso significa: o que são as histórias que conhecemos desde sempre? Do que se tratam os contos de fadas?

Bem… os contos de fadas como conhecemos hoje são adaptações de contos orais de pessoas comuns que utilizavam a narrativa para transmitir mensagens importantes sobre valores e a cultura de seu povo. As pesquisas e coletâneas dessas histórias começaram com os irmãos Grimm e logo foram seguidas por outros pesquisadores – homens estudiosos da época. A maioria conta narrativas em que princesas frágeis esperam seu príncipe encantado para salvá-las para o felizes para sempre.

Foi essa análise que fez com que a autora Ethel Johnston Phelps (in memorian) se preocupasse em organizar o livro Chapeuzinho Esfarrapado e outros contos feministas do folclore mundial. Com algumas adaptações da própria autora o livro traz 25 contos com histórias que mostram mulheres que são protagonistas, inteligentes, fortes e com muita força de vontade (até pra mudar destinos traçados!). Não são releituras, é um levantamento de histórias que fazem parte do folclore de várias partes do mundo: Escócia, Japão, Peru, Irlanda, dentre tantos outros países.

Foto: Janaína Rodrigues / Viagens de Papel

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: QUADRINHOS NA CIA, CORTESIA
ISBN: 9788535928129
GÊNERO: HQ
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 336
SKOOB

O que você faria se tivesse a oportunidade de voltar no tempo? E ainda pudesse reparar um erro, se jogaria nessa aventura? Ou aceitaria o passado tal como é? Essa é a dúvida de Katie, a protagonista de Repeteco, HQ escrita por Bryan Lee O’Malley e publicado no Brasil pelo selo Quadrinhos na CIA, do Grupo Companhia das Letras.

Katie tinha tudo sob controle em sua vida, ela era chefe de um restaurante badalado e estava prestes a inaugurar o seu. Tudo estava indo muito bem até que de repente as coisas começaram a sair do eixos, seu ex-namorado, que ela ainda não havia superado, resolve dar as caras, uma das garçonetes do restaurante sofre um acidente na cozinha, e as reformas no seu novo restaurante ficam cada vez mais problemáticas.

Todos os problemas apareceram de uma só vez, e quando Katie sente que não há nada que ela possa fazer para resolver as coisas, ela recebe a visita de uma garota muito misteriosa que lhe deixa um estranho presente. Em sua gaveta Katie encontra uma caixinha contendo um cogumelo, um caderninho e um bilhete com as seguintes instruções: “A sua oportunidade se repete. Anote seu erro. Consuma um cogumelo. Durma Acorde renovada.”

Com a oportunidade de voltar ao passado para consertar seus erros, Katie sente que finalmente poderá colocar tudo de volta aos trilhos, só que conforme ela volta no tempo para reparar um erro, ela acaba mudando muito mais do que gostaria em seu futuro.

Foto: Tayara Casemiro / Viagens de Papel

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: CIA DAS LETRINHAS, CORTESIA ISBN: 9788574067209 GÊNERO: HISTÓRIA, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 48 SKOOB

O Egito Antigo passo a passo é fascinante,  minha escolha por esse título uniu meu desejo de me aventurar em conhecer um pouco mais a fundo essa cultura, além de desafiar meu gosto literário, arriscando ler estilos aos quais não estou acostumada e também desmistificar quem diz que um livro didático é desinteressante e monótono.

O selo Claro Enigma, do Grupo Companhia das Letras lançou essa rica edição. As ilustrações foram feitas por Aurélien Débat e além de muitas delas estarem extremamente divertidas, deram um peso ainda maior ao material produzido pela arqueóloga e egiptóloga Aude Gros de Beler, famosa por seu trabalho meticuloso na área, além da publicação de mais de quinze outros títulos sobre o assunto.

O livro está dividido em quatro partes:

 O Egito e seus homens – mostra um pouco sobre deuses, faraós famosos, o trabalho dos sacerdotes, a difícil vida dos soldados, os artesãos e a classe mais baixa na sociedade egípcia, os agricultores.

 O trabalho no Vale do Nilo – nos surpreende ressaltando as dificuldades dos agricultores, principalmente por causa dos impostos, criação dos animais, pesca, caça, mineração e ciências.

– A vida cotidiana – casas e jardins, refeições, hierarquia familiar, vaidade, educação, música, dança, lazer e vida após a morte.

– Férias no Egito – relata o que podemos ver hoje no país como pirâmides, templos, descobridores famosos e museus para visitar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »