Monteiro Lobato nasceu no dia 18 de abril de 1892, na cidade paulista de Taubaté. Por causa de seus muitos livros infantis, sendo o primeiro lançado em 1920, revolucionou a escrita infantil nacional com seus personagens e aventuras no “Sítio do Picapau Amarelo”, que são tão conhecidos pelas crianças ainda no século XXI. Por esse motivo, a data de seu nascimento foi escolhida para comemorar o Dia Nacional do Livro Infantil.

Depois de Monteiro, muitos escritores marcaram e ainda marcam esse nicho literário, alguns não nasceram no Brasil, mas vivem aqui há tempo suficiente para lançar livros no mercado nacional, outros nem são tão conhecidos, mas suas obras marcaram minha trajetória de algum modo.

Como grande apreciadora do gênero infantojuvenil, escolhi apenas 15 títulos que gosto muito, mas que mostra a riqueza e diversidade nacional:

Continue lendo »

segunda-feira, 17 de abril de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: INTRÍNSECA, CORTESIA ISBN: 9788551000366 GÊNERO: INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 40 SKOOB

Estava muito ansiosa pela chegada desse livro, por já ter ouvido muitos elogios sobre a escrita da italiana Elena FerranteUma noite na praia é voltado para o público infantojuvenil e fiquei triste por serem apenas 40 páginas, a vontade de ler outros textos da autora só aumentou.

Ao folhear as páginas da obra, minha  filha de 10 anos demonstrou certa preocupação ao se deparar com as ilustrações da também italiana Mara Cerri. Ela me confidenciou ter achado os desenhos um tanto sinistro. Realmente, estão todas em tons escuros: preto, azul, vermelho, cinza e marrom, mas casaram terrivelmente com o texto, destacando os pontos altos da história.

O exemplar é pequeno, fino, uma ótima apresentação, um convite para ser lido imediatamente. As orelhas gigantes deixam a obra ainda mais atrativa e bem acabada.

A história é contada por uma boneca, que inicia a narrativa pormenorizando o modo como é esquecida na praia. Depois de ficar exposta ao sol brincando com sua dona de cinco aninhos, Mati, o pai da garota vai buscá-la na praia e lhe dá um gato de presente, Minu. Distraída com o animal, a menininha esquece a boneca meio soterrada na areia pelo irmão de Mati.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: COMPANHIA DAS LETRINHAS, CORTESIA ISBN:9788574067568 GÊNERO: LIVRO-IMAGEM, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 40 SKOOB

Passei boa parte de minha infância participando das atividade de uma igreja evangélica, então conheci o famoso “Livro sem palavras“, onde cada folha era de uma cor, simbolizando uma parte do plano de salvação. Conforme eu crescia, sempre que revia o tal Livro, pensava que se tratava apenas de uma estratégia da igreja para contar uma história. Mas fui descobrindo que existem realmente livros sem palavras, mais conhecidos como livros-imagem, que nos contam histórias a partir de desenhos e não apenas de páginas de uma única cor.

O selo Companhia das Letrinhas nos apresenta o livro De flor em flor, que segue esse segmento, tendo como autor e ilustrador dois canadenses bastante premiados, respectivamente são eles JonArno Lawson e Sydney Smith.

Acredito que para aqueles que tem dificuldade em  apreciar uma obra de arte, porque julgam não entender o que o artista quis transmitir, sentirão muita falta das palavras, porque esse gênero trabalha com as sensações. O que eu senti e compreendi vendo o livro não será o mesmo que uma outra pessoa. A mesma coisa acontece com um quadro ou pintura, apesar de diversos comentaristas nos contextualizarem do período histórico em que a obra foi realizada, cada pessoa tem seus sentimentos e sensações de forma única.

Foto: Nara Dias / Viagens de Papel

Continue lendo »

domingo, 9 de abril de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: RECORD ISBN: 9788501025432 GÊNERO: POLICIAL, SUSPENSE, CLÁSSICO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 462 SKOOB

O poderoso chefão é um romance publicado em 1969, escrito por Mario Puzo e adaptado para o cinema em 1972, com direção de Francis Ford Coppola.

O romance conta a história da família Corleone, uma das cinco grandes famílias de Nova York que comandava o tráfico na região. No caso deles, eles tinham o poder com o negócio de azeite, jogos e também influência grande sobre a política. As relações de afetividade italiana são minuciosa e intensamente descritas durante todo o romance. A demonstração de poder com o Padrinho, Don Corleone, com as respectivas pessoas que trabalhavam para ele, como Tessio e Clemenza, foram fiéis do início ao fim.

Pode-se dizer que este livro é um dos mais bem elaborados e escritos do último século. É um clássico, e a capacidade de Puzo em ditar e controlar o ritmo da história é sensacional. No primeiro capítulo, com 64 páginas, boa parte das relações que vão durar durante todo o romance já estão apresentadas e exemplificadas.

O livro começa com um agente funerário, Amerigo Bonasera, pedindo ajuda ao seu querido Padrinho. Sua filha havia sido espancada pelo namorado e mais um amigo, e ele dizia que estava procurando justiça – e que não havia ninguém melhor que o Padrinho para se procurar justiça. A resposta de Don Corleone revela sua personalidade desde o início. Ele nega ajuda a Amerigo, porque diz que não pode matar dois jovens que não mataram sua filha. Ele poderia arranjar pessoas para “darem um jeito” neles, e, em troca, tudo o que o Padrinho pediu a Amerigo foi: a amizade.

Era assim que Don Vito Corleone trabalhava todo o tempo. Foi assim que ele conquistou todo seu poder, todo seu império, toda sua família. Ainda neste primeiro capítulo, capítulo em que se passava o casamento de sua filha, o Don recebeu mais algumas pessoas. Uma delas era seu afilhado, o famoso cantor Jhonny Fontane, que também era ator e que procurou seu padrinho para pedir ajuda; ele queria entrar no elenco do próximo filme que seria dirigido por Woltz. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: CIA DAS LETRINHAS, CORTESIA ISBN: 9788574067209 GÊNERO: HISTÓRIA, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 48 SKOOB

O Egito Antigo passo a passo é fascinante,  minha escolha por esse título uniu meu desejo de me aventurar em conhecer um pouco mais a fundo essa cultura, além de desafiar meu gosto literário, arriscando ler estilos aos quais não estou acostumada e também desmistificar quem diz que um livro didático é desinteressante e monótono.

O selo Claro Enigma, do Grupo Companhia das Letras lançou essa rica edição. As ilustrações foram feitas por Aurélien Débat e além de muitas delas estarem extremamente divertidas, deram um peso ainda maior ao material produzido pela arqueóloga e egiptóloga Aude Gros de Beler, famosa por seu trabalho meticuloso na área, além da publicação de mais de quinze outros títulos sobre o assunto.

O livro está dividido em quatro partes:

 O Egito e seus homens – mostra um pouco sobre deuses, faraós famosos, o trabalho dos sacerdotes, a difícil vida dos soldados, os artesãos e a classe mais baixa na sociedade egípcia, os agricultores.

 O trabalho no Vale do Nilo – nos surpreende ressaltando as dificuldades dos agricultores, principalmente por causa dos impostos, criação dos animais, pesca, caça, mineração e ciências.

– A vida cotidiana – casas e jardins, refeições, hierarquia familiar, vaidade, educação, música, dança, lazer e vida após a morte.

– Férias no Egito – relata o que podemos ver hoje no país como pirâmides, templos, descobridores famosos e museus para visitar.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »

sexta-feira, 3 de março de 2017

Trilogia Gemma Doyle, de Libba Bray

“O poder muda tudo até que fique difícil dizer quem são os heróis e que são os vilões.” p.317 

– Doce e  distante

A Editora Rocco foi a responsável pela publicação da trilogia “Gemma Doyle” no Brasil. O primeiro livro, intitulado Belezas perigosas, li a quase uma década, na época eu estava no 2º ano do Ensino Médio. A obra para mim tem um significado muito especial e traz boas recordações. É engraçado que eu tenha lido o último volume, Doce e distante, só agora. Já o segundo volume, Anjos rebeldes, li logo após o lançamento.

A história é ambientada na Era Vitoriana e aborda de modo simples o esplendor da época. A trama se centra nas jovens damas que são enviadas pelas famílias a um internato para que sejam educadas e preparadas para sua apresentação a sociedade. Tudo se inicia quando Gemma Doyle, uma moça de 16 anos, é enviada para a Academia Spence após a misteriosa morte de sua mãe, do modo como ela sempre quis. Anteriormente, ela vivia livre e longe das exigências da sociedade londrina em Bombaim, na Índia.

Gemma é atormentada por visões que parecem vívidas e reais. Não demora e ela descobre que pode entrar nos Reinos e com a ajuda da magia é capaz de transformar tudo a sua volta, acredita que pode melhorar aquilo que não está bom – as falhas, as imperfeições e tudo mais que esteja danificado aos seus olhos -, embora isso tenha um preço e a ilusão não dure o bastante.

Continue lendo »

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: CIA DAS LETRINHAS, CORTESIA ISBN: 9788574067209 GÊNERO: INFANTOJUVENIL, CONTOS PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 48 SKOOB

O conto do carpinteiro traz a história do carpinteiro Firmín que trabalha com afinco, obtendo fama positiva no mundo inteiro graças as suas rodas, cadeiras, mesas, brinquedos, autômatos, entre outros. Apesar de suas criações parecerem comuns, eram bastante inusitadas, rodas que giravam apenas com o olhar, colheres com sopa de cebola tornavam-se com sabor de sorvete de framboesa, mesas que pareciam dançar um minueto, esculturas que de tão reais recebiam pedidos de casamento…

Os inventos de Firmín despertaram a atenção do Barão von Bombus, que um dia enviou um mensageiro até ele. Ao chegar no palácio de von Bombus, Firmín é surpreendido por um pedido peculiar, ele deve fazer um braço de madeira para o Barão.

Depois de cumprir excepcionalmente essa tarefa, recebe uma medalha a qual não dá muita importância, mas, em seguida, outros pedidos urgentes do Barão são enviados a Firmín.

Nesse conto facilmente é perceptível as características dos personagens principais: Firmín é persistente, trabalhador e humilde; já o Barão von Bombus é efusivo, impulsivo e irresponsável.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »

sábado, 21 de janeiro de 2017

Foto: Camila Tebet / Viagens de Papel

Já fazia algum tempo que eu tinha vontade de reler Harry Potter – minha saga favorita da vida <3. Sempre que eu arrumava minha estante, ficava folheando meus livros e relembrando essa história que tanto marcou a minha vida. Eu tinha uns dez anos quando li o livro pela primeira vez e fiz parte da geração que cresceu com o Harry, ficando ansiosa a cada lançamento.

Pra vocês terem uma ideia, enquanto o próximo volume não era lançado, eu lia e relia os anteriores, incansavelmente! Até os quatro primeiros volumes, perdi a conta de quantas vezes li. Os três últimos, fiz apenas uma leitura. Há uns dois anos, adquiri toda a coleção em inglês e desde então eu prometia pra mim mesma que logo eu iria embarcar nessa aventura novamente. 2017 chegou e acho que agora é a hora certa, não vou mais adiar!

Eu pretendo ler os três primeiros livros – Harry Potter e a Pedra Filosofal, Harry Potter e a Câmara Secreta e Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban – um a cada mês, e os outros um a cada dois meses – Harry Potter e o Cálice de Fogo, Harry Potter e a Ordem da Fênix, Harry Potter e o Enigma do Príncipe e Harry Potter e as Relíquias da Morte. O projeto vai terminar quase no fim do ano, mas assim vai dar pra curtir bastante e ler com calma! Como a minha leitura será feita em inglês, decidi deixar um pouco mais de tempo para cada livro, principalmente os mais grossos.

Continue lendo »


Foi bastante emocionante receber o convite para o lançamento do livro “Osório e Onofre: os iguais diferentes”, da educadora Márcia Claro. Tive a oportunidade de trabalhar durante dois anos com a Márcia e ela é uma pessoa fantástica, uma verdadeira sonhadora que tenta abraçar o mundo e que respira educação.

Foto: Nara Dias / Viagens de Papel

“Hoje é um dia muito especial, o lançamento do meu livro em Santos. Encontro para que conheçam os sapatos que destacam um dos assuntos mais importantes na atualidade: Diversidade.”

Uma apresentação marcou a abertura do evento, abrilhantando os pés da bailarina tivemos os protagonistas do livro, os personagens Osório e Onofre.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Continue lendo »


Janeiro chegou e junto dele o novo ano. Novas músicas estão previstas, dentre elas comebacks de grandes estrelas e cantores que estão despontando nas paradas. Como dezembro não teve muitos lançamentos e alguns já apareceram na outra coluna, decidi fazer esta postagem relembrando alguns clipes e músicas favoritas que foram lançados ao longo do ano que terminou. Teve muita coisa boa e trouxe apenas alguns exemplos!

Formation – Beyoncé

O grande destaque sem sombra de dúvidas foi Beyoncé. A cantora lançou seu álbum “Lemonade“, elevando o patamar da música pop a outro nível. Com uma pegada política e mais reflexiva, ela repetiu o feito do álbum anterior e lançou uma espécie de filme com todas as músicas, como se realmente contasse a história. O abre-alas disso tudo foi Formation, que teve uma perfomance pra lá de comentada no Super Bowl. Destaque pra Freedom, 6 Inch e Daddy Lessons.

Continue lendo »