quarta-feira, 28 de novembro de 2018

AVALIAÇÃO: 4/5
EDITORA: PANDA BOOKS, CORTESIA
ISBN: 9788578886622
GÊNERO: FICÇÃO
PUBLICAÇÃO: 2017
PÁGINAS: 313
SKOOB

A arte de queimar no inferno

Eu estou na vibe da literatura nacional. Adoro muitos autores brasileiros e também a possibilidade de encontra-los em eventos e se aproximar para comentar sobre os livros e bater um bom papo. Pois é… muitos benefícios!

Adilson Xavier, que eu ainda não encontrei por ai, é uma dessas pérolas da literatura brasileira e, pra mim, acertou em cheio ao escrever romance policial… Um dos meus gêneros literários favorito. Eu não conhecia o autor, mas fiquei muito interessada pelo livro já na sinopse: políticos corruptos, assassinato em série e um jovem delegado sem experiência que se cobra em solucionar o caso! Todos os ingrediente para dar certo!

Numa época em que o Brasil não consegue passar um dia sem descobrir alguma ligação corrupta com todas as coisas e pessoas possíveis, em que ouvimos os desinformados pedirem pela volta da ditadura… desanimando ainda mais o povo, que por si só não é unido e não combate essa velha história da carochinha que se repete o tempo todo… Ou seja, o livro, mesmo sendo ficcional, trata tanto tema atual que eu já estava quase indo para o Rio para ver se os personagens existiam mesmo! rs

Hermano é o delegado novo, sem experiência, sempre tentando fazer a coisa certa, pronto para se provar. Chega a sua delegacia um crime estranho: o corpo de um deputado foi encontrado queimado, só que por dentro!

Logo de início as investigações apontam para uma nova igreja, Chama Divina, que fica próxima ao local do estranho homicídio. As atitudes evasivas do pastor Ismael e seus “discípulos” que mais parecem capangas de filmes de máfia, tornam o espaço importante na história.

Por outro lado Alice, companheira de Hermano, esta prestes a fazer um trabalho artístico com Gunnar, uma (ex-)paixonite dela. E isso se mistura na trama de diversas formas: os dias estressantes do jovem delegado, sem espaço para sua vida pessoal e a conexão de todas as coisas que o cercam com o mistério. E para completar os problemas amorosos Hermano ainda tem um caso com Jackie sua parceira no trabalho.

A vida profissional de Hermano que aparentemente começa a ir bem, na verdade esta ficando bem fora dos eixos também: o controle na delegacia, as reportagens que são lançadas sobre o caso e o povo… Sim! O povo, dividido entre “Hermano-salvador-da-pátria” e culpado, já que na verdade o assassino esta fazendo a justiça necessária. E mais um corpo aparece…

Há muitos envolvimentos em diversas instâncias na história, e é realmente um emaranhado de corrupção e uma ideia de como há tanto para ser investigado sempre. Mas não dá pra comenta-los sem ter um spoiller aqui. Fica a reflexão de que isso acaba com vidas mesmo.

Uma única nota sobre personagens femininas: há um toque muito machista na história, uma insinuação de ‘mulher objeto’ que me incomodou bastante, até porque são bem desnecessários.

Sobre o autor
Janaína Rodrigues
Janaína Rodrigues Uma sonhadora nata, encantada com a magia que pode ser encontrada no mundo real. Super apaixonada por livros, quadrinhos e séries... Hum... fanática por animação e amante entusiástica de manifestações artísticas. Pedagoga, professora de informática, virginiana, Grifinória e, claro, divergente. Mais ou menos por ai...


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: