segunda-feira, 13 de agosto de 2018

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: PARALELA, CORTESIA
ISBN: 9788584391172
ANO: 2018
PÁGINAS: 248
SKOOB 

Em pedaços foi dos livros que chegou ao acaso nas minhas mãos, sem saber muito o que me esperava. Sabia apenas que era um new adult e que talvez fosse mais uma das inúmeras histórias do gênero que vemos por aí. Apesar disso, simpatizei com a capa e decidi solicitar. Quando chegou, fiquei surpreso pelo pouco número de páginas e em questão de poucos dias iniciei a leitura, pois precisava de algo leve para relaxar. Que surpresa agradável eu tive!

Em uma releitura de A bela e a Fera, Em pedaços conta a história de Olivia Middleton, uma jovem de 22 anos que tem tudo na vida. Linda, inteligente e caridosa, a garota guarda um segredo terrível, que a separou das duas pessoas que realmente importavam na sua vida. Por causa disso, ela deixa Manhattan e toda a vida de sonhos para morar na região litorânea do Maine e cuidar de um ex-combatente da guerra. O que ela menos esperava era encontrar um jovem da mesma faixa etária que a sua, com temperamento sombrio e um olhar penetrante repleto de dor e mistério. Paul Langdon, ex-combatente, vê sua vida mudar após passar um trauma na guerra que muda totalmente a maneira com a qual se via no mundo, acarretando também uma exclusão total da sociedade. A chegada de Olivia pode trazer a chance de se ter algo novo, mas o passado e suas marcas, tanto físicas quanto emocionais, ainda batem à sua porta.

Sabe aquele livro que você não espera nada e depois que lê fica com gostinho de quero mais? Apresento-lhes Em pedaços (o que acalenta é saber que é o primeiro de uma trilogia). A história tem uma narrativa fluida, que envolve o leitor, fazendo com que ele torça pelos personagens. Estes são bem construídos e me identifiquei com eles desde o início. Antes da leitura, imaginava que Olivia seria o tipo de garota mimada que tem tudo na vida ou algo do gênero, mas descobri alguém que se culpa pelo que aconteceu no passado (é descoberto ao longo da história o ocorrido) e vê a oportunidade de cuidar de Paul como uma rota de fuga. Paul, por outro lado, também guarda as marcas do passado e acredita que por causa delas não conseguirá seguir em frente.

O encontro entre os dois se torna algo quase que instantâneo, intrínseco às características costumeiras de new adult. E é isso que mais gosto em livros desse tipo. Aquele jogo de gato e rato, mas também um quê de redenção, como se estar com aquela pessoa fosse algo esperado e que acabasse com todos os problemas de ambos. E você torce por eles e fica na expectativa para que eles se entreguem ao sentimento no íntimo de ambos. O apelo erótico do livro não é algo escrachado que acontece a todo instante: se torna algo natural e necessário no momento certo. E nesse sentido Lauren sabe dialogar e narrar de tal modo a envolver o leitor.

O livro é previsível em certa medida, mas não deixa passa despercebido. Você inicia a leitura já sabendo todos os meandros da história, até supondo um possível final, uma vez que é o primeiro livro de uma trilogia, mas os sentimentos que são destacados tornam-se o ponto alto da história e deixam o leitor com gostinho de quero mais. Terminei a leitura já pesquisando informações sobre a trilogia e o que posso fazer é recomendar para todos aqueles que queiram se apaixonar por poucos dias.

Sobre o autor
Lucas Kammer Orsi
Lucas Kammer Orsi Estudante de História. Vê nos livros uma maneira de fugir da realidade e encontrar um pouco de aconchego do cotidiano tão corrido. Potterhead, se emociona fácil com romances, mas não deixa de lado um bom suspense, de viver uma aventura e dá gargalhadas com um chick-lit. Está sempre com suas séries atrasadas, mas isso não o impede de sempre começar mais uma. Amante da música pop, é grande fã de Taylor Swift.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: