AVALIAÇÃO: 4/5
EDITORA: SUMA, CORTESIA
ISBN: 9788556510631
GÊNERO:  SUSPENSE
PUBLICAÇÃO: 2018
PÁGINAS: 235 SKOOB

Gosto de conhecer autores que são considerados por suas obras clássicas. E foi por esse motivo que escolhi conhecer a escrita de Shirley Jackson, que além de ter influenciado autores de terror aclamados como Stephen King e Neil Gaiman, seus livros são leitura obrigatória em diversas escolas americanas. King opina sobre esse título em particular: “A história de casa mal-assombrada mais próxima da perfeição que eu já li.

Recebi com muita animação essa sinistramente linda edição da Suma, a ilustração da capa está com um toque perfeito e a capa dura deixou o trabalho ainda mais bem apresentado, em tons degradês entre o laranja e o marrom.

A história está dividida em nove capítulos que são subdivididos em no máximo 8 partes. Toda primeira página do capítulo conta com a fonte em tamanho maior que as demais.

Por ter sido publicado originalmente em 1959, o livro possui algumas palavras desconhecidas, mas isso não atrapalha a narrativa, elas podem até mesmo ser ignoradas para não atrasar a leitura.

John Montague é doutor em filosofia, formado em antropologia e apaixonado por analisar manifestações sobrenaturais, por esse motivo decide alugar a Casa da Colina por três meses e levar para lá um grupo de assistentes, para que pudesse observar as causas e consequências de transtornos psíquicos causados pela convivência em ambientes hostis e aterrorizantes. Seu objetivo principal é que, mais tarde, pudesse publicar uma obra respeitável sobre o assunto.

Depois de uma análise criteriosa em possíveis candidatos para sua equipe, ele consegue enviar meia dúzia de cartas, obtendo apenas quatro respostas positivas e, destas, apenas Eleanor Vance de 32 anos decide realmente ir, para se livrar por um verão de sua irmã e cunhado, ambos mesquinhos, e de sua chata sobrinha. Além de Eleanor, a impetuosa artista Theodora aceita o convite de última hora e também vai até Hillsdale, após brigar com a mulher com a qual divide seu apartamento. A dona da casa, a Sra. Sanderson, sabendo das intenções do dr. Montague e querendo se ver livre de seu jovem, libertino e nada confiável sobrinho, exige que este permaneça durante o verão na casa e acompanhe os visitantes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A narrativa acontece em terceira pessoa, mas percebemos que o foco está na personagem da Eleanor Vance, desde o momento que ela decide roubar o carro da família, deixando para trás apenas a informação de que foi convidada do dr. Montague, mas sem dizer o local onde passará o verão, para não ser encontrada.

Imagino que a senhora saiba o que está pedindo, vindo aqui? Imagino que tenham lhe avisado, lá na cidade? Já ouviu alguma coisa sobre este lugar? Página 32

Chegando na casa, Eleanor se depara com o estranho zelador Dudley, tendo dificuldades em acessar a casa, já que foi a primeira a chegar, antes mesmo do anfitrião. Em seguida conhece sua esposa, a esquisita governanta sra. Dudley, que usa apenas frases decoradas, não sendo nada simpática. Ela faz apenas seu trabalho e parece extremamente desconfiada e até mesmo suspeita.

Não fico depois de pôr o jantar, a sra. Dudley prosseguiu. Não depois que começa a escurecer. Vou embora antes de a escuridão chegar. Página 39

Um a um, os personagens vão chegando, se conhecendo e assim passam a primeira noite numa casa extremamente estranha, feia e mal acabada. A forma como as coisas acontecem, a dificuldade em encontrar os cômodos corretos, já que há muitas portas e a casa é um verdadeiro labirinto, além de mal iluminada; portas que se fecham sozinhas, por mais que se tenha colocado calço para deixá-las abertas… tudo isso contribui para deixar o leitor cada vez mais intrigado e cheio de expectativa.

A casa era repugnante. Estremeceu e pensou, as palavras vindo livremente à sua mente, a Casa da Colina é repugnante, é doente; vai correndo embora daqui. Página 34

A pedido dos próprios convidados, a história sobre a origem da casa começa a ser revelada, já que Montague fez uma pesquisa antes de decidir o melhor local assombrado da região. E quando enfim estranhos fatos começam a acontecer, amedrontando principalmente as mulheres, a curiosidade em saber o por quê aumenta ainda mais.

Mais para frente, a chegada da sra. Montague e sua insuportável superioridade e arrogância e de Arthur Parker, aparentemente seu amigo e assistente, deixa todos irrequietos, mesmo sabendo que ambos passarão apenas alguns dias na casa.

Algo que me deixou perdida e não considero isso um spoiler, foi o fato do idealizador e construtor da casa, Hugh Crain, ter escrito um livro de instruções macabro apenas para uma de suas filhas, Sophia Anne. E o mais estranho é não ter ficado claro se essa tal Sophia era a filha mais velha ou a mais nova. Apesar desse importante detalhe e de também eu ter ficado extremamente insatisfeita com a falta de outras respostas ao final do enredo, o desfecho foi surpreendente, fiquei chocada ao perceber para onde a história se encaminhava e o resultado das perturbações mentais que levaram a um final trágico. Por essa razão, Jackson não levou uma nota menor da minha parte, mas vou dizer que foi quase.

A Casa da Colina, sabe-se lá por qual motivo, é inadequada à habitação humana faz mais de vinte anos. Como era antes, se a sua personalidade foi moldada pelas pessoas que moravam aqui ou as coisas que faziam, ou se era maligna desde o começo são perguntas que não tenho como responder. Página 69

 

Sobre o autor
Nara Dias 32 anos (22/12) – São Paulo Pós graduada na USP em Ética, valores e cidadania na escola, atua como professora de informática e robótica para crianças de 4 a 11 anos. Também com especialização em Libras - Língua Brasileira de Sinais, participa da comunidade surda da região onde mora, na Baixada Santista. Seu perfil no Skoob com mais de 1200 livros lidos, mostra sua paixão pelo gênero infanto-juvenil, onde capa, ilustração e tipo de impressão interferem muito em suas escolhas.


Deixe uma resposta

  1. segunda-feira, 30 de julho de 2018.

    Achei essa edição da suma maravilhosa.
    Ainda não li esta histórias, mas sei que PRECISO por gostar tanto do gênero e saber que inspirou grandes nomes que adoro. <3

    http://www.saidaminhalente.com

  2. quarta-feira, 1 de agosto de 2018.

    Oi Nara, eu também sempre fico animada demais para conhecer autores que influenciaram autores que eu gosto hoje, sinto que tô entrando na intimidade deles, sabe? Hahaha. Eu nao conhecia esse autor em especial, sou medrosa pra caramba, mas a trama me chamou a atenção.

  3. quarta-feira, 1 de agosto de 2018.

    Olá!
    Essa é uma história que a capa não me chamou atenção, mas saber que a trama é repleta de referências e fluida me deixou curiosa pra conhecer. Adoro esse gênero e fiquei sabendo que teria uma adaptação.
    A Suma cada vez mais surpreendente com as obras lançadas.
    Beijos!

  4. quinta-feira, 2 de agosto de 2018.

    Oi Nara
    Eu já li inúmeros elogios para essa obra e tenho muita vontade de fazer a leitura, mas não sei ao certo o que esperar, sabe? Porque o livro tem algumas coisas que parecem não me agradar tanto assim. Não achei muito legal essa parte de o construtor ter escrito um livro macabro.
    Acho que o livro pode me agradar, mas tem alguns pontos que não vou gostar muito, sabe? Vou me arriscar para ver o que acho.
    Beijos

  5. sexta-feira, 3 de agosto de 2018.

    Oi, Nara. Eu estou com esse livro entre as minhas próximas leituras e estou muito curiosa com ele. Adorei poder conferir a sua opinião com a leitura. Ah, acho essa capa muito bonita, a edição está maravilhosa.

  6. sexta-feira, 3 de agosto de 2018.

    Olá! Menina, uma pena que o livro deixou algumas coisas a desejar, porque eu fiquei realmente ansiosa para conhecer, pareceu ser um livro bem empolgante de se ler e eu tenho me aventurado recentemente neste gênero. Talvez eu curta, né? Anotando a dica!

    Abraços

  7. sábado, 4 de agosto de 2018.

    Oi, Nara! Estou com o cabelo em pé a respeito desse livro. Sou mto medrosa em relação a terror, mas esse título me chamou a atenção, por causa de um filme de nome similar. Acho que vou solicitar ele para a editora. rs
    Bjs
    Lucy – Por essas páginas

  8. sábado, 4 de agosto de 2018.

    Olá,
    Eu não gosto de nada que se relacione com terror, e esse livro me parece que tem muito terror e então eu passo essa dica

  9. domingo, 5 de agosto de 2018.

    Conheço o Shirley Jackson, mas infelizmente, não tenho nenhum livro dele, essa edição da Suma está realmente linda, não conhecia essa edição e já quero comprar, gosto de ter em casa absolutamente todos os gêneros, ao menos um título de cada autor importante para uma época ou geração.

  10. segunda-feira, 6 de agosto de 2018.

    Oi Nara, sua linda, tudo bem?
    Eu fui lendo sua resenha e pensei: conheço essa história. Não tenho certeza, mas achei muito parecida, com algumas alterações, com o filme A Casa Amaldiçoada, com o ator Liam Neeson. Joguei no google e descobri que o filme é uma adaptação desse livro, risos.. Ter visto o filme já bastou, não é um enredo forte que me faça ler o livro também.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com/

  11. terça-feira, 7 de agosto de 2018.

    Olá, eu simplesmente quero ler esse livro pelo mesmo motivo que voce começou a leitura: a autora ser influencia para outros excelente autores do gênero!
    Gostei muito da sua resenha e fiquei feliz que apesar de tão ter todas as suas questões respondidas o final conseguiu te surpreender! Ótima dica!

    Beijos

  12. quarta-feira, 8 de agosto de 2018.

    Olá, tudo bem? Está ai um gênero que queria aprender a ler, mas nunca me chama atenção. Sei que esse livro é um grande clássico, porém o fator medo me deixa assustada, o que me faz não lê-lo. Sua resenha está maravilhosa e sincera! Com certeza será um prato cheio para quem curte 😀
    Beijos,
    http://diariasleituras.blogspot.com.br

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: