segunda-feira, 18 de setembro de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: FABRICA 231, CORTESIA
ISBN: 9788532529688
GÊNERO: ROMANCE, FICÇÃO HISTÓRICA
PUBLICAÇÃO: 201
PÁGINAS: 320
SKOOB

São inúmeros os livros que têm como cenário a 2ª Guerra Mundial, acredito que é um dos temas mais interessantes para se desenvolver uma história, é possível utilizar de diferentes elementos, a carga emocional sempre será o fio condutor, tanto pela tragédia que se alastrou pelo mundo ou pelos pequenos focos de esperança que encontramos nessas tantas histórias. Digo e repito: não me canso de ler cada vez mais livros a respeito.

Resistência nos conta a história de duas gêmeas idênticas, Stasha e Pearl Zamorski, duas judias com apenas doze anos de idade. Elas foram tiradas de seu lar, em Lódz, e enviadas para Auschwitz. Lá se tornaram os “bichinhos” de estimação e objeto de experimentos de Josef Mengele, conhecido como o Anjo da Morte.

Os experimentos realizados nas gêmeas se mostraram bastante promissores no Zoológico de Auschwitz. A pouca idade delas e das outras crianças é indiferente aos olhos de seus captores. Mengele escolhe a dedo seus bichinhos, ao contrário dos demais judeus, essa classe minoritária, era de certo modo privilegiada. A seção dos gêmeos, trigêmeos, anões e etc. despertavam nos nazistas certa curiosidade, tanto que essas crianças eram poupadas das câmeras de gás e da morte iminente, elas eram bem alimentadass para que se mantivessem vivas, afim de serem objetos de estudos. Mas, o preço por suas vidas era um destino ainda pior, aos poucos os pequenos experimentos tomaram proporções ainda maiores, o pai dos gêmeos era um sádico sem coração e com uma ambição sem limites.

Embora fossem judias, as meninas eram muito parecidas com as demais crianças arianas, exceto pela cor dos olhos, apenas um pequeno detalhe. Em outros casos, Mengele criou pares de gêmeos, sem que essas crianças tivessem qualquer ligação genética. E sua monstruosidade não para por aí. No livro, há outros relatos das atrocidades cometidas pelo pai dos gêmeos.

Resistência mescla fantasia e realidade, a crença que se instaura entre uma das gêmeas para que possa suportar sua nova vida, ela se agarra ao que pode para sobreviver, enquanto a outra é mais pé no chão e tenta proteger a irmã. Confesso que foi bem difícil de acompanhar a história delas sem que me sentisse indignada com as brutalidades que essas crianças passaram nas mãos dos nazistas.

Os capítulos são intercalados entre Stacha e Pearl. Embora com personalidades próprias, as duas meninas se complementam. Com o desenrolar dos acontecimentos e com a intensa tortura física e psicológica, também temos episódios de devaneios vivenciados pelas gêmeas. O livro tem muitas partes impactantes e difíceis de serem digeridas. Embora a autora tenha utilizado uma linguagem mais leve para descrever tais situações, ainda assim elas não se tornam menos perversas.

Após a libertação das crianças, uma das gêmeas luta para reencontrar sua outra metade, embora acredite fielmente que a irmã ainda está viva, mas não há como ter certeza. Algo é certo, qualquer um que passou por tal experiência não mais será o mesmo, ou verá a humanidade com os mesmos olhos. A crueldade faz parte da natureza humana, cabe a cada um impor limites a si próprio e ao que é aceitável, embora diferentes culturas vejam com olhos diferentes um mesmo assunto. O ser humano se corrompe muito rápido em face do poder ou do dinheiro, esquece seus próprios valores. É muito fácil fingir que não vemos que ocorre a nossa volta, desde que isso não esteja ocorrendo dentro do seu território.

Sobre o autor
Patrícia Oliveira Patrícia Oliveira, 25 anos (07/01) – São José/SC. Acadêmica de Direito, leitora assídua e blogueira. Lê de tudo um pouco, seus gêneros literários favoritos são romance histórico, época e contemporâneo, thriller psicológico, fantasia épica e clássicos. Sempre cultivou a ideia de criar um blog, onde pudesse compartilhar sua opinião. Quando não está fazendo tarefas cotidianas, geralmente está divertindo-se na companhia de seus bichos de estimação. Curte séries, filmes de comédia romântica e animes, mas sua grande paixão é a literatura.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: