AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: GALERA RECORD, CORTESIA ISBN: 9788501108067
GÊNERO: ROMANCE, NEW ADULT, SUSPENSE, JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 144
SKOOB

Atenção: essa resenha pode conter spoilers do volume anterior!

Nunca, em toda minha vida, eu fiquei tão curiosa e esperei desesperadamente por uma continuação de série como eu esperei por Nunca jamais – Parte 2. Isso porque o primeiro volume da trilogia acaba de uma maneira tão súbita que o leitor se sente perdido, como se tivesse lido apenas o comecinho de uma história que o pegou de jeito – o que é exatamente o que acontece.

Neste volume, Charlie e Silas se encontram exatamente da mesma maneira que acabaram no volume anterior: ambos sem memória, com a diferença de que dessa vez Charlie está desaparecida e Silas, após ler todas as notas deixadas por eles mesmos, fica desesperado para encontrá-la e então resolver o mistério que envolve a vida dos dois.

Confesso que me sinto meio estranha em avaliar esse livro por não sentir que ele seja de fato um livro. Mencionei isso na resenha do livro anterior e a sensação é a mesma: a de que acabei de ler apenas uma parte de uma obra, o que de fato é o que acontece. Esse volume seria correspondente ao meio de uma história e isso é o que me irrita tanto aqui: dividirem uma história em três partes desnecessariamente.

Não me entendam mal, a história é muito boa. Aliás, eu amei essa sequência, mas é bem frustrante você ler por partes, e ter finais súbitos quando a coisa está ficando mais interessante. Além de que, dessa maneira, tendo que esperar o lançamento da próxima parte, é ainda pior, pois perdemos um pouco da familiaridade com a história e com os personagens.

Deixando esse detalhe de lado, confesso que me apaixonei pela história e as autoras souberam me pegar de jeito! O mistério que envolve a amnésia simultânea de Silas e Charlie é extremamente instigante e eu amei como a história se desenvolveu nesse volume. Não estamos nem um pouco mais perto de entender o porquê disso acontecer com eles, mas já consegui terminar com algumas teorias na minha cabeça.

Porém, por mais que o mistério seja gostoso de ler e nos deixe curiosos a ponto de ansiarmos pelo desfecho, o mais gostoso desse livro é descobrirmos os personagens junto com eles. No primeiro volume temos mais uma introdução ao que está acontecendo e como eles se sentem sobre isso, mas neste segundo passamos a conhecer mais dos personagens conforme eles buscam pelo passado tentando entender o que aconteceu, tentando desvendar quem eles eram, que tipo de pessoas eram – e se surpreendem com isso.

É um modo interessante de as autoras abordarem esse assunto sobre conhecermos a nós mesmos. Além disso, acompanhar Charlie e Silas enquanto redescobrem seu relacionamento é simplesmente sensacional. Fiquei o tempo todo desejando ver como eles costumavam ser um com o outro – conforme o que descobrimos nas cartas que mandaram um para o outro. É um romance delicioso que eles tinham e que nos deixa refletindo sobre o porque acabou. Mas, ao mesmo tempo, eles desenvolvendo um novo relacionamento, nessa situação diferente, é ainda mais gostoso de acompanhar.

De um modo geral eu amei essa continuação. Continua com uma pegada intensa, com um ritmo frenético que nos fisga e não nos deixa largar o livro. O mistério é instigante, os personagens são bem construídos e cativantes e a história – até o momento – está sendo muito bem desenvolvida. O único porém é o que mencionei de não termos a história por completo e por consequência termos um final bem súbito. Se você for um leitor curioso, aconselho que espere para ler as três partes juntas, mas mesmo se ler separado é uma história que vale a pena (ao menos até a metade dela, que foi o que li até essa segunda parte, rs.). Espero que o desfecho seja tão bom quanto a história está sendo e que esse mistério tenha uma solução surpreendente e à altura do livro!


Conheça os outros títulos da trilogia Never Never:

1.  Nunca jamais (2016)

2.  Nunca jamais – Parte 2 (2016)

Sobre o autor
Larissa Gaigher Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Comentários no Facebook