terça-feira, 25 de julho de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: QUADRINHOS NA CIA., CORTESIA ISBN: 9788535928457 GÊNERO: HQ, FANTASIA, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 40 SKOOB

Como não se apaixonar por Hilda, a personagem do cartunista e ilustrador inglês Luke Pearson? Nessa primeira aventura, lançada esse ano pelo selo Quadrinhos na Cia., conhecemos uma menina que mora numa casa isolada nos arredores da fictícia Trolburgo, uma região privilegiada pela natureza, com muitas montanhas, animais, pinheiros, fiordes e neve.

Em companhia de sua fofa raposa, Túlio, que mais parece uma rena por causa dos chifres, Hilda gosta de acampar ao lado de casa em noites de chuva, passar os dias ao ar livre e desenhar alguns dos cenários vistos durante essas caminhadas de exploração.

Ao desenhar pedras que encontra no caminho, se depara com uma com a aparência de um troll, decide pedir para Túlio colocar um sino no possível nariz do amontoado de rochedos, para que pudesse ouvir caso ele começasse a se transformar. Depois disso, resolve então desenhar a criatura, porém fica tanto tempo nessa tarefa que acaba pegando no sono, ao acordar com o barulho do sino, percebe que o troll desapareceu e o sol já está se pondo.

A edição de Hilda e o Troll está impecável, em capa dura, as cores estão maravilhosas, contracapa colorida. No início temos um mapa da região e após as poucas páginas de história, porque são apenas 40 páginas e de tão boa, acaba muito rápido. Ao fim, temos uma ilustração de duas páginas mostrando o quarto de Hilda, em seguida, o livro que está aberto na escrivaninha da garota é aproximado, sendo possível ler um pouco sobre os trolls, esse detalhe final é essencial para inteirar aqueles que como eu ignoravam pormenores desses seres de hábitos noturnos.

A história foi inspirada na cultura nórdica, ou seja, os países do Norte da Europa, Dinamarca, Finlândia, Islândia, Noruega e Suécia. Nessa região, histórias sobre trolls são amplamente conhecidas, sendo inclusive vendidos diversos objetos sobre eles, realmente faz parte do folclore local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A boa notícia é que Pearson já lançou mais três livros com outras histórias de Hilda e no próximo mês, agosto, será lançado aqui no Brasil o segundo livro da série, “Hilda e os gigantes“. Já estou aguardando ansiosamente a próxima leitura. \o/

Enfim, as aventuras de nossa nova amiguinha de cabelos azuis está recheada de diversão, impossível não se encantar e se apaixonar por Hilda. De modo geral, o livro nos é chamativo, mistura pitadas de humor e boas mensagens para nossos pequenos leitores, de modo simples os ensina mais sobre os laços familiares.

Sobre o autor
Nara Dias 31 anos (22/12) – São Paulo Pós graduada na USP em Ética, valores e cidadania na escola, atua como professora de informática e robótica para crianças de 4 a 11 anos. Também com especialização em Libras - Língua Brasileira de Sinais, participa da comunidade surda da região onde mora, na Baixada Santista. Seu perfil no Skoob com mais de mil livros lidos, mostra sua paixão pelo gênero infanto-juvenil, onde capa, ilustração e tipo de impressão interferem muito em suas escolhas.


Deixe uma resposta

  1. sábado, 29 de julho de 2017.

    Oii
    Não sou lá o que se chame de leitora de quadrinhos. Nada contra, mas entre comprar um livro e um Graphic, eu fico com o livro. Achei o traço de Hilda muito fofo e a história parece ser igualmente fofinha, mas creio que só o lerei se “cair” de paraquedas no meu colo (leia-se, encontrar em uma biblioteca publica/emprestar de alguém).

    Vícios e Literatura

  2. domingo, 30 de julho de 2017.

    Amei a dica, achei os quadrinhos super lindinhos e parece ser uma história apaixonante!
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

  3. domingo, 30 de julho de 2017.

    Olá!

    Escandinávia <3 Não conhecia o livro, mas achei uma fofura, ainda mais por se passar nessa região. Vou esperar saírem os próximos pra ver se leio tudo de uma vez!

  4. segunda-feira, 31 de julho de 2017.

    Olá!
    Que livro interessante. Apesar de ler poucos quadrinhos a forma como foi desenvolvida e o toque de humor ja me ganham pra leitura.
    Dica anotada!
    Beijos!

    Camila de Moraes

  5. terça-feira, 1 de agosto de 2017.

    Ahh que fofo! Amo livros com mensagens construtivas, ainda mais com essa pegada infantojuvenil que é uma época tão preciosa pra se aprender coisas. Acho que pra nós, adultos, também é um resgate dessas emoções e lições. Amei a indicação, a Hilda é fofíssima. Anotado. Beijos!

  6. terça-feira, 1 de agosto de 2017.

    Que dica de leitura maravilhosa, eu ainda não conhecia e já amei a premissa. As ilustrações parecem estar muito lindas. Eu gosto da cultura nórdica e achei bem interessante tê-la no livro.

  7. terça-feira, 1 de agosto de 2017.

    Heeeeey!
    Que edição maravilhosa, quadrinhos em capa dura 😍
    A estória me pareceu uma fofura, e mesmo sendo voltada ao público infantil vou adicionar na minha meta de leitura deste ano.
    Muito obrigado pela dica, vou aguardar a resenhas dos próximos ok?

  8. terça-feira, 1 de agosto de 2017.

    Olá Nara, tudo bem?
    Owmm que dica mais fofa essa sua
    Dizem que sempre temos uma criança dentro de nós, acredito que para mim é verdade, pois apesar da idade adoro quarinhos, histórias infantis e afins kkk Amei a sua dica e já estou vasculhando seu blog a procura de outras hehehe.
    Beijos

  9. quarta-feira, 2 de agosto de 2017.

    Oiii!

    Eu não conhecia essa obra e fiquei animada para ler!! Gosto de ler histórias assim e as ilustrações estão tão lindas que não tenho nenhum palavras. Gostei bastante das fotos e da resenha! Espero que os proximos livros sejam tão bons!

    Beijinhos,

  10. quinta-feira, 3 de agosto de 2017.

    Nara, que personagens mais cativantes. Amei a raposa com “chifres”. Ilustração belíssima. A cultura nórdica rende sempre ótimas histórias. Certeza que vou comprar para os meus pequenos leitores aqui de casa.

    Beijos!

  11. quinta-feira, 3 de agosto de 2017.

    Olá, tudo bem? A suspeita de SEMPRE em falar em graphic novel hahahha Não conhecia essa dica, por isso já estou anotando. Adorei os traços do autor e por ser inspirada na cultura nórdica, CLARO que amei <3 Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

  12. segunda-feira, 7 de agosto de 2017.

    Oi, tudo bem?
    A temática da história é bem interessante e a arte dos quadrinhos está linda, mas não sei se eu leria não.
    Bjs

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: