AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: PEDRAZUL, CORTESIA ISBN: 9788566549454 GÊNERO: ROMANCE, ROMANCE DE ÉPOCA PUBLICAÇÃO: 2017 PÁGINAS: 188 SKOOB

Quando solicitei Alina para resenha, não sabia bem o que esperar, mas estava curiosa para ler um romance de época que se passasse no Brasil. No livro de Emilia Lima, conhecemos a história da família Cirilo, que veio de Portugal com o intuito de ajudar na colonização do Brasil. Alina, uma jovem garota, sempre esteve muito em contato com sua família, porém não deixava de fazer suas vontades e tinha opiniões muito fortes. É a sua história que conhecemos neste primeiro livro da série.

Desde muito jovem, ela se apaixonou por Pedro Garcia, um dos amigos da família. O sentimento era recíproco, entretanto era um amor proibido, pois Pedro era casado e tinha dois filhos. Mesmo com o passar dos anos, eles não conseguiram esquecer esse amor e passaram a lutar cada vez mais contra isso. Entretanto, os dois acabam se entregando um ao outro e para não destruir a família de Pedro, Alina parte em direção à casa da irmã para passar um tempo, pensando depois em se mudar para Portugal.

Seus planos são frustrados quando ela descobre estar grávida de Pedro e para não trazer desgosto para a família, parte com a índia Ana para uma aldeia indígena, onde passa a viver e conhece o mestiço Naru, que a enche de atenções. Juntos, eles descobrem um outro tipo de amor, cuidadoso, leal, sincero e sem pedir nada em troca. Mas por mais que viva feliz com Naru e os filhos, Alina não consegue esquecer de seu passado.

O livro de Emilia Lima é bem curtinho, mas traz uma história bem construída e bastante envolvente. Concluí a leitura muito rapidamente, ainda que estivesse com medo de que isso não fosse acontecer pela história se passar na época do Brasil colonial. Iniciei o livro com um pouco de preconceito com a temática e paguei a minha língua, pois foi muito prazerosa e fluída. Gostei muito de revisitar alguns fatos de nossa história, pois além do romance a autora traz fatos históricos e notas de rodapé que relembram marcos importantes da época.

A história conta com muitos elementos que a tornam interessante: romance, traições, reencontros, a importância da família, ideais abolicionistas, entre outros. O romance entre Alina e Pedro poderia ter sido melhor construído, achei que essa parte foi deixada um pouco de lado para a intensidade do sentimento de ambos, mas ainda assim torci para que todos tivessem seus finais felizes. Outra coisa que não me convenceu muito foi a relação de Alina com o pai. Ele é bastante liberal e acredito que isso não condiz com a realidade da época.

Apesar de alguns pontos negativos, Alina é um livro envolvente, que traz muitos detalhes de nossa história e um bonito relato de um amor que supera os mais variados obstáculos. Para quem gosta de romances de época, vale a pena dar uma chance e se encantar pela trama. Leitura recomendada! <3

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: