AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: GLOBO ALT
ISBN: 9788525060358
GÊNERO: ROMANCE, FANTASIA, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 336
SKOOB

A fúria e a aurora é o primeiro livro de uma duologia que é uma recontagem da história das mil e uma noites. Assim como no conto original, o Califa Khalid tem uma péssima reputação com relação a casamentos: ele mata todas as suas esposas na primeira aurora após desposá-las. O motivo ninguém sabe.

Sherazade nutre um enorme desejo de vingança contra esse mesmo príncipe, isso porque ele matou sua melhor amiga, e decide então executar um plano para que isso nunca mais aconteça a ninguém: ela se casa com o cruel Khalid e na noite de núpcias ela lhe conta uma história, atiçando tanto sua curiosidade que ele deixa que ela viva até a noite seguinte para continuar com a história. Porém isso vai se prolongando dia após dia, como de fato era o plano de Shazi, e ela aproveita esse tempo para estudá-lo, encontrar um jeito de matá-lo. Só que, quanto mais tempo passa com Khalid, quanto mais o conhece, mais ela percebe que as coisas podem ser muito mais complicadas do que ela imagina.

A fúria e a aurora me conquistou logo na premissa, quando eu soube que era uma recontagem de “As mil e uma noites“: adoro recontagens. E não parou por aí. Os cometários sobre o livro eram tão bons que não resisti e peguei pra ler antes mesmo de lançar no Brasil! E devo dizer, não me arrependo por um segundo, foi uma das melhores leituras de 2016!

Renée Ahdieh encontrou o equilíbrio perfeito entre romance e fantasia. O romance do casal protagonista está tão entrelaçado com a fantasia de que se desenvolve no contexto que um não sobrepõe o outro. Falando do romance, achei que a autora soube desenvolvê-lo muito bem! Juntar uma protagonista com um homem que ela odeia é uma coisa que poucos sabem fazer bem, mas Renée acertou em cheio. O relacionamento dos dois progride muito naturalmente, no tempo certo. É aos poucos que Shazi vai vendo que não era tudo como ela pensava, e então passa a ter uma luta interna entre o que sempre acreditou e o que presencia, até então finalmente deixar a guarda cair. É uma evolução e tanta e foi feita no timing perfeito.

Falando em Shazi, que protagonista maravilhosa! Apesar da pouca idade, Shazi é bem madura, decidida, forte e acima de tudo corajosa. Ela sabe o jogo que está jogando e usa de todas as suas armas para vencê-lo. Também gostei que ela não se deixa levar facilmente, e foi muito convincente com relação aos seus sentimentos.

Sobre Khalid, posso dizer que estou apaixonada! O homem é misterioso, mas percebemos desde o primeiro minuto que tem algo errado nessa história. Ele é muito charmoso, cuidadoso e suas atitudes não são as que se esperam de um homem cruel que mata todas as suas esposas. De certa maneira é até previsível a revelação que vai acontecer, a questão que fica é o como, e nisso a autora conseguiu surpreender!

E falando nesse como, é aí que se concentra a fantasia da história. Na verdade, ela entra bem antes quando o pai de Shazi decide intervir e salvar a filha e nos mostra os poderes que tem escondido na manga. É uma parte muito bem elaborada, nada extraordinário, mas que complementa bem a história.

Aliás, algo de que gostei muito é que a autora não foca exclusivamente no casal, mas em todo o contexto: o pai que tenta salvar a filha, o melhor amigo/pretendente que quer unir forças com outros povos para marchar contra o califa, e o jogo de poder que ocorre no próprio palácio com pessoas que querem tomar o lugar de Khalid. São vários pontos que a autora explora, e o que mais encanta: com equilíbrio perfeito entre todos eles.

A fúria e a aurora é um livro com leitura rápida, envolvente e dinâmica. Com uma trama bem desenvolvida e que mescla o previsível com o surpreendente. Os personagens são extremamente cativantes e a autora soube levar a história muito bem, tanto que estou mega ansiosa pelo próximo volume. Mal posso esperar pra saber o que vai acontecer após o final bombástico deste livro!


Sobre o autor
Larissa Gaigher

Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro
Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.



Deixe uma resposta

  1. sexta-feira, 24 de Março de 2017.

    Gostei muito da resenha Lari. Eu já tinha o interesse de ler o original mil e uma noites, mas a oportunidade que tive acabei deixando passar. Seria muito bom ler esse reconto, já coloquei na minha lista, beijos.

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: