AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: INTRÍNSECA, CORTESIA ISBN: 9788551000724 GÊNERO: ROMANCE, FANTASIA PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 576 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5
EDITORA: INTRÍNSECA, CORTESIA
ISBN: 9788551000724
GÊNERO: ROMANCE, FANTASIA
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 576
SKOOB

O aclamado livro de Neil Gaiman acompanha Shadow, que no início da trama sai da prisão após três anos e descobre que sua mulher morreu. A vida do protagonista passa a tomar rumos estranhos quando ele conhece e passa a trabalhar para Wednesday, figura misteriosa que aparece em todos lugares em que ele está. A partir daí Shadow vai conhecer os tais deuses do título da obra, que não são tão comuns como os que nós conhecemos.

Deuses Americanos estava na minha TBR há muito tempo. O desejo de ler a obra aumentou com o anúncio da série, que será lançada no ano que vem no canal Starz. Com o lançamento dessa edição lindíssima da Intrínseca, não havia mais desculpa: a oportunidade surgiu e, finalmente, li o livro.

Ao finalizar a leitura, tinha certeza de que eu não tinha entendido tudo que havia para entender ali. É o tipo de livro que você tem que prestar muita atenção e, mesmo assim, acaba deixando passar alguns detalhes. A obra é extremamente rica e característica do autor. Você sabe que está lendo algo escrito por Neil Gaiman.

Deuses Americanos não é o tipo de livro que você irá devorar e terminar em pouco tempo. Não que ele seja arrastado ou algo do tipo, mas a leitura demanda uma atenção maior do leitor, que pode não entender tudo de cara. Em vários momentos você tem que seguir em frente e confiar no que está sendo contado, pois tudo vai fazer sentido só mais adiante.

O autor soube utilizar esse elemento de deixar o leitor “às cegas”. Ao invés de só confundir e tirar o interesse pela história, isso só te deixa mais curioso para saber o que está acontecendo e para onde a trama está caminhando.

Deuses Americanos exige do leitor e não é a leitura mais linear e tradicional que você irá realizar. Entretanto, é um livro diferente e com elementos instigantes. É Neil Gaiman. Ou seja, é “estranho”, mas não vai decepcionar

Sobre o autor
Lucas Zeferino


Deixe uma resposta

  1. quinta-feira, 26 de Janeiro de 2017.

    Oi, Lucas!
    Eu nunca li nada do Neil, embora alguns livros dele estejam na minha lista de desejados. Estou lendo um outro livro que tem me deixado assim também, às cegas, e tendo que prestar atenção em tudo para ver se consigo captar algo. Ao mesmo tempo que isso me deixa agoniada, me deixa presa à trama. Então acho que também curtiria “Deuses americanos”.

    Beijos, Entre Aspas

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: