sábado, 21 de janeiro de 2017

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: VERUS ISBN: 9788576861980 GÊNERO: CHICK-LIT,ROMANCE, LITERATURA BRASILEIRA PUBLICAÇÃO: 2012 PÁGINAS: 476 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: VERUS ISBN: 9788576861980
GÊNERO: CHICK-LIT,ROMANCE, LITERATURA BRASILEIRA PUBLICAÇÃO: 2012 PÁGINAS: 476 SKOOB

Alicia tem 24 anos e está muito satisfeita com o modo livre que leva sua vida. Ela sabe mesmo como curtir a vida, sempre de balada em balada, em viagens pelo mundo, sem a preocupação de acordar cedo para trabalhar, ou ainda ter que aturar um namorado no seu pé. Ela está muito bem com sua liberdade e sua inconsequência, até que o avô – sua única família – morre. E não apenas isso, ele deixa pra trás um testamento que a impede de acessar a herança se não estiver devidamente casada (como prova de que é madura o suficiente para cuidar do patrimônio). Além disso, o testamento impõe que ela deve começar a trabalhar em uma das empresas do avô como forma de sustento, algo que ela nunca esteve muito inclinada a fazer.

Cabeça dura como é, Alicia se recusa a casar e perder as mordomias e liberdade que tem. Por isso, resolve burlar o testamento e ir atrás de um marido de aluguel, e é assim que conhece Max, o homem que vai abalar suas estruturas muito mais do que ela esperava.

Procura-se um marido foi o segundo livro que li da maravilhosa Carina Rissi e não poderia ter me apaixonado mais. Se ela é boa com romances de época, como escritora de chick-lits me arrisco a dizer que é ainda melhor. A autora tem aquele dom raro de saber construir uma trama envolvente, original e com aquele “quê” a mais que deixa o romance inesquecível. Convenhamos que hoje em dia, a maior parte dos romances é mais do mesmo – não que isso seja ruim! – e é difícil criar algo diferente em um gênero tão bem explorado, mas Carina consegue!

Alicia é o meu tipo favorito de personagem: inconsequente, impulsiva, teimosa, sem papas na língua, doidinha e adora se meter em uma confusão. Acredito que posso dizer que é bastante mimada também, ao menos no começo do livro, quando está acostumada a ter tudo que quer e de repente vê o chão ser tirado de sob seus pés. Claro que, maluca do jeito que é, tenta dar um jeitinho na situação, mas as coisas se complicam mais do que ela imagina, e em toda essa trajetória ela vai amadurecendo. Isso que gosto mais nos livros de Carina, ela consegue realmente amadurecer um personagem, fazê-lo crescer durante a trama sem perder sua essência.

Ao longo da história percebemos que Alicia tem essa personalidade forte e meio desapegada, mas que no fundo tem seus anseios e seus sonhos como qualquer um, e que na maior parte do tempo age sem pensar por medo. É impossível não se apaixonar por seu jeitinho espontâneo, por sua relação tão verdadeira, tão simples e ao mesmo tempo palpável com seu avô.

Max dispensa comentários: como qualquer mocinho de Carina, ele é daqueles responsável por eu estar solteira até hoje, simplesmente por ser impossível encontrar alguém tão perfeito e apaixonante assim. Tá pra nascer um homem tão carinhoso, atencioso, corajoso, romântico… ah, é impossível não suspirar por espécime tão rara de homem, que se joga assim sem reservas ao amor.

Sobre a trama, esta não poderia correr de maneira melhor. Procura-se um marido é muito mais do que um romance entre dois protagonistas – embora esse transcorra maravilhosamente bem, cheio de cenas embaraçosas, encontros quentes, e momentos fofos -, ele também fala sobre o laço familiar e fraternal, sobre amizade, sobre amadurecimento e responsabilidade. Além disso, amei que a autora inseriu um mistério no livro e criou uma reviravolta no final que me pegou completamente de surpresa. É como eu falei, Carina dá aquele “quê” a mais que os romances tanto precisam.

De uma maneira geral o livro não poderia ser mais fantástico do que isso: uma protagonista impulsiva de personalidade forte, um mocinho apaixonante, uma trama bem desenvolvida, que pega o leitor de jeito e surpreende com suas reviravoltas, e seu tom de bom humor que é o que me faz (dentre tantas outras coisas) mais amar os livros de Carina. É impossível ficar muito tempo sem gargalhar ou simplesmente ficar com aquele sorrisinho de canto de boca durante a leitura. Carina é mestre em criar livros leves, com esse tom divertido e que ainda assim consegue nos tocar com sua sensibilidade. Pra quem não conhece a autora, lamento informar que estão perdendo o tempo de vocês quando poderiam estar se divertindo, lendo obras incríveis dessa autora nacional maravilhosa.


Conheça o Spin-off de Procura-se um marido:

>> Mentira perfeita (2016)


 

Sobre o autor
Larissa Gaigher Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: