segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

novembro-9-capa-viagens-de-papel

Avaliação: 4,5/5
Editora: Galera Record, Cortesia
ISBN: 9788501076250
Gênero: New Adult, Romance, Jovem Adulto
Publicação: 2016
Páginas: 352
Skoob

Essa já é minha quinta leitura da Colleen Hoover, quanto mais eu leio seus romances, mais fã da autora eu me torno. Dentre todos os títulos até o momento, em termos de cargas emocionais, Novembro 9 foi o mais fraco – ao menos comigo. A história em si segue o esquema trágico, emotivo e romantizado dos demais, a típica receita do bolo que continua rendendo frutos – uma legião de leitores fiéis.

Neste livro, Colleen conta-nos a história de Ben, um aspirante a escritor, e Fallon, uma jovem que passou por um acidente aos 16 anos e deseja retomar a carreira de atriz.

Quando foi vítima de um incêndio na casa do pai, Fallon vê sua vida ir ladeira abaixo, tudo o que tinha se perdeu – sua beleza, vida social e carreira. Presa a uma situação dolorosa, a jovem só toma um novo rumo aos 18 anos, decidida a abandonar a autodepreciação, ela está de partida para Nova York.

No entanto, um dia antes, precisamente no dia 9 de novembro, ela marca um encontro com o pai num restaurante, e lá o pai acaba machucando a filha com palavras muito duras para alguém que já carrega tantas cicatrizes. Um rapaz ouve a discussão e, revoltoso com seu rumo, ele intervém a favor de Fallon, passando-se por seu namorado.

Depois, a coisa toda vira um rolo, os dois passam a última noite dela em Los Angeles juntos. Isso mesmo, ela se aventurou com um perfeito desconhecido, até aqui nada demais, já vimos isso em outros livros do gênero New Adult. Porém, os nossos pombinhos decidem se reencontrar uma vez por ano, no mesmo dia e local, durante cinco encontros, enquanto Ben dedica-se na escrita de seu romance, um livro sobre eles.

O título do livro é bem proporcional à história. Novembro 9 não é só sobre o dia que o casal de protagonista se conhece, ou o dia do aniversário do acidente de Fallon. O encontro com Ben não foi só uma coincidência, há um drama por trás disso, e aí que se concentra “aquilo” que costumo chamar de marcar registrada da autora, o elemento que capta o leitor, o que o faz transbordar em lágrimas. Juro que não estou exagerando, a autora realmente te emociona com sua escrita sensível.

Os livros da Colleen têm algo de especial. Os New Adults ultimamente não trazem mais nada de novo, tornaram-se muito repetitivos, já nos cincos títulos da autora que tive a oportunidade de ler não senti em nenhum momento a leitura enfadonha ou forçada, era sempre uma história nova e bem escrita, com leitura ágil e fluída. Novembro 9 é narrado em primeira pessoa por ambos os protagonistas, de modo linear, seguindo o fluxo dos encontros aos quais se dispuseram.

Para mim, o que não funcionou muito no livro foi a ideia central da trama, parece-me um pouco exagerada, no sentido de que Fallon se coloca numa situação como tal com um total estranho, não que fosse impossível. Na vida real conheço um casal que se conheceu numa festa, ele foi para casa dela, tiveram a noitada e com três dias estavam vivendo juntos. Hoje em dia permanecem juntos e tem um filho de 8 anos…. Enfim, o desfecho do livro é como seria de esperar – … e viveram felizes.

Novembro 9 traz uma mensagem muito bonita, por isso, e devido a qualidade da escrita e desenvolvimento da história, indico a leitura.

Sobre o autor
Patrícia Oliveira Patrícia Oliveira, 25 anos (07/01) – São José/SC. Acadêmica de Direito, leitora assídua e blogueira. Lê de tudo um pouco, seus gêneros literários favoritos são romance histórico, época e contemporâneo, thriller psicológico, fantasia épica e clássicos. Sempre cultivou a ideia de criar um blog, onde pudesse compartilhar sua opinião. Quando não está fazendo tarefas cotidianas, geralmente está divertindo-se na companhia de seus bichos de estimação. Curte séries, filmes de comédia romântica e animes, mas sua grande paixão é a literatura.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    Oi Patrícia!
    Não sou fã do gênero, nem da Coleen. E como vc disse, a trama me pareceu beeem exagerada. Porém indico pra uma amiga que já leu livros dela e gostou.
    Bj

  2. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    Olá.
    EU AMEI ESSE LAYOUT <3
    Sou fã de CoHo, mas só li 4 livros dela apenas, meu desejo é ler todosss.
    Embora eu tenha amado Novembro 9 , não foi o melhor livro dela que li, e acho que é justamente por conta desse lance dos personagens se colocarem em uma situação grande quando nem mesmo se conhece, mas em momento algum senti que a relação entre eles pareciam forçada e isso é o incrivel de CoHo hahahaha.
    Adorei a resenha

  3. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    Oi Patrícia
    Eu nunca li nada da autora, ela tem uma pegada bem romântica e eu não gosto de livros românticos.
    Essa parte de duas pessoas que nem se conhecem fazendo um pacto desses também me incomodou no inicio, mas como você disso isso pode acontecer na real também, mas como sou muito desconfiada, acho que prefiro um pouquinho mais de prelimenares XD

  4. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    oi
    Novembro, 9, parece ser mais uma história e tanto.Uma obra linda e apaixonante!
    Gostei demais da sua opinião e espero ler o livro em breve 😉
    bjo

  5. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    Oiii, tudo bem?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou meu interesse,mas parabéns pela sua resenha que ficou incrível.
    Beijinhos da Morgs!

  6. quinta-feira, 19 de janeiro de 2017.

    Oiii!!!

    Eu não li nada dessa autora mas todo mundo que já leu adorou. Mesmo não sendo uma leitura 100% parece ter uma história interessante e bem encantadora.

    Beijinhos

  7. sexta-feira, 20 de janeiro de 2017.

    Olá.
    Sua resenha foi a mais interessante que li até agora.
    Antes eu não estava muito interessada em ler e olha que gosto da Colleen.
    Vou ler em breve. Valeu pela sinceridade na resenha.
    Bjs

  8. sexta-feira, 20 de janeiro de 2017.

    Oi linda,

    Tentei ler uns dois livros da Colleen, mas não consegui finalizar nenhum.
    Não me senti cativada em momento algum e foi me desgostando de personagens rapidamente e o livro ficando tedioso.
    Ela escreve bem, mas não para me conquistar.

    Beijos!

  9. sexta-feira, 20 de janeiro de 2017.

    Oi.
    Eu ainda não li nada da autora e apesar de ouvir falar muito de seus livros, não acho que eu vá gostar pelo fato dele usar uma fórmula bem batida na construção de seus livros. Mesmo assim, até fiquei curiosa com esse livro, para saber o que é que faz o leitor cair em lágrimas.
    Abraços.

  10. sábado, 21 de janeiro de 2017.

    Cada resenha que leio desse livro me apaixonou cada vez mais. Eu ainda não li nada da autora apesar de ter alguns comigo. Espero primeiro ler “O lado feio do amor”. Mas estou bastante ansiosa por esse. Parabéns pela bela resenha.

    Beijos.

  11. sábado, 21 de janeiro de 2017.

    Olá, tudo bem? Sou fã suprema da Colleen, mas acho Novembro 9 um dos enredos mais fracos. Consegui quase captar toda a trama em menos da metade do livro. Mas isso não tira o mérito de ser uma história linda. Todo livro que essa mulher lança por aqui estou lendo haha
    Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

  12. sábado, 21 de janeiro de 2017.

    Oi, tudo bem?
    Amo essa autora e Talvez um dia é meu favorito, por enquanto! Esse não li ainda, mas está na minha lista e pretendo ler antes do meio do ano! Parabéns pela resenha!

  13. domingo, 22 de janeiro de 2017.

    Eu sou simplesmente apaixonada por essa autora. Tudo que sai dela aqui no Brasil eu leio e, se estiver demorando demais para chegar, tento importar em inglês mesmo.rs. Novembro 9, até o momento, é o meu favorito dela.

  14. domingo, 22 de janeiro de 2017.

    Amo essa mulher e comecei esse livro tem dois dias. Ela se tornou uma das minhas autoras estrangeiras preferida. <3

  15. domingo, 22 de janeiro de 2017.

    Oie!
    Eu sou suspeita em falar dos livros da autora, pois até agora gostei de todos que li.
    E esse não foi diferente, achei a trama bem delicada, emocionante, e gostei muito do final do livro.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

  16. segunda-feira, 23 de janeiro de 2017.

    Realmente cada livro da autora traz algo de inovador, apesar de ela escrever o gênero New Adult ela não deixa cair na mesmice e em algo enfadonho. Eu adoro a história do casal,e não vejo nada, nada negativo na história. adorei ver suas impressões do livro.

  17. segunda-feira, 23 de janeiro de 2017.

    Olá!

    Tenho vontade de ler algo da Colleen, justamente por causa de sua escrita dramática sem ser chata/irritante. Essa capa é muito bonita, mas quero ler outro livro dela antes desse, só não sei qual, rs.

  18. terça-feira, 24 de janeiro de 2017.

    Eu tenho uma grande admiração pela CoHo. Acho que os livros dela são fantasticos e com uma premissa incrível! Ainda não tive a oportunidade de ler esse em particular, mas tenho certeza que irei gostar quando ler. Beijos

  19. terça-feira, 24 de janeiro de 2017.

    Olá,
    Eu amo a escrita da CoHo e as tramas que ela consegue criar, nos fazendo passar pelos mais diversos sentimentos enquanto vemos o desenrolar dos enredos criados!
    Desde o lançamento de Novembro, 9 que estou louca para fazer a leitura mas ainda não consegui.
    Afinal tem uma premissa que para mim é original e, como você disse, foge do repetitivo.
    Uma pena que certa parte não tenha funcionado para você.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

  20. quarta-feira, 25 de janeiro de 2017.

    Olá!
    Estou morrendo de vontade de conferir essa obra porque há pouco tempo me apaixonei perdidamente pela escrita da Colleen. Tenho certeza que será um livro que irei me apaixonar e me emocionar a todo tempo.
    Beijos.

  21. sexta-feira, 27 de janeiro de 2017.

    Olá,

    Como ainda não li esse, considero O lado feio do amor o mais fraco em termos de drama da autora. Tenho muita curiosidade em relação a novembro 9, porque amo a escrita da Colleen <3 Pense numa mulher destruidora na hora de escrever e desenvolver seus livros. Esse é o primeiro comentário que não é 100% positivo, mas ao invés de isso me fazer pensar duas vezes antes de fazer a leitura, só me deu mais vontade de ler.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

  22. domingo, 29 de janeiro de 2017.

    Esse foi o décimo livro que li da Colleen, mas ao contrário do que aconteceu com você ele se tornou um dos meus preferidos. A autora sempre acaba comigo e dessa vez fui muito surpreendida pelas revelações, nunca ia esperar uma coisa daquelas. Adorei a proposta deles se encontrarem só uma vez por ano.

Comentários no Facebook