terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Avaliação: 4/5 Editora: Alfaguara, Cortesia ISBN: 9788556520227 Gênero: Ficção latino-americana Publicação: 2016 Páginas: 2016 Skoob

Avaliação: 4/5
Editora: Alfaguara, Cortesia
ISBN: 9788556520227
Gênero: Ficção latino-americana
Publicação: 2016
Páginas: 2016
Skoob

Esse foi o segundo livro de Mario Vargas Llosa que li e, assim como no primeiro, “Pantaleão e as visitadoras”, Cinco esquinas me envolveu muito com sua narrativa e trama repleta de traições, surpresas e sensacionalismo.  Ambientada no Peru da década de 90, terra natal do autor, a história mistura realidade e ficção e passeia entre politicagens e o quanto a imprensa marrom, sensacionalista, tem o poder de transformar a vida de alguém.

A trama traz diversas histórias e personagens, que de certa forma acabam se entrelaçando e afetando uns aos outros. Logo de início, somos apresentados a duas amigas de longa data, Marisa e Chabela, esposas de homens ricos e importantes, que acabam se envolvendo sexualmente. Quique e Luciano, seus maridos, não desconfiam de nada.

Quique, dono de empresas de mineração, está muito ocupado tentando resolver seus próprios problemas. Ele perdeu o sossego quando recebeu em seu escritório a visita de Rolando Garro, editor de uma revista de fofocas. Algumas fotos suas comprometedoras, de dois anos atrás, caíram na mão de Garro e agora ele está fazendo chantagem. Como Quique não cede, as fotos são publicadas na revista e sua vida vira de cabeça para baixo.

Do outro lado da cidade, Juan Peineta, recitador de poemas aposentado, vive seus dias odiando Rolando Garro, que também destruiu sua vida ao fazê-lo ser demitido do programa Os três piadistas, em que representava papel de destaque. Importante para a história, há também o núcleo que trabalha na revista sensacionalista. Além de Garro, Baixinha, sua fiel discípula, é peça importante na divulgação dos escândalos.

Todas essas histórias se juntam quando, após divulgar as fotos de Quique em sua revista, Rolando Garro é encontrado morto. A partir de então, um mundo obscuro, cheio de intriga, corrupção e violência surge, comandado por altas esferas do país, envolvendo até mesmo o presidente Alberto Fujimori e o chefe de segurança do Estado, conhecido como Doutor.

Fujimori e Vladimiro Montesinos, o Doutor, fazem parte da história do país. Em 1990, Vargas Llosa concorreu à presidência do Peru, mas perdeu no segundo turno para Fujimori, que fez de seu governo uma grande ditatura, destruindo a economia e, com o escudeiro Montesinos, implantando forte repressão no local. Fujimori foi condenado por vários crimes e hoje cumpre pena de prisão. Em Cinco Esquinas, Vargas Llosa relembra a degradação da sociedade peruana daquele tempo, envolta em atos de terrorismo, corrupção, assassinatos e miséria.

Além de criticar o governo ditatorial, há também a retratação de como a imprensa sensacionalista é capaz de destruir a vida das pessoas, trazendo à tona fatos que podem ou não ser verdadeiros e colocando-os contra ou a favor das pessoas, da forma que melhor convir. É uma importante e atual reflexão.

Com narrativa ágil e habilidosa escolha de palavras, Mario Vargas Llosa tem o dom de envolver o leitor em suas tramas. Apesar de ter uma história muito interessante, Cinco Esquinas também peca em alguns aspectos, trazendo personagens um tanto quanto rasos, que poderiam ter sido melhor desenvolvidos. Este com certeza não é o melhor livro do autor, mas ainda assim possui uma boa história, capaz de entreter e propor reflexões pertinentes.

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: