AVALIAÇÃO: 2/5 EDITORA: GERAÇÃO EDITORIAL , CORTESIA ISBN: 9788581301150 GÊNERO: CONTOS, ROMANCE ERÓTICO, ADULTO PUBLICAÇÃO: 2012 PÁGINAS: 360 SKOOB

AVALIAÇÃO: 2/5 EDITORA: GERAÇÃO EDITORIAL , CORTESIA ISBN: 9788581301150 GÊNERO: CONTOS, ROMANCE ERÓTICO, ROMANCE, ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2012 PÁGINAS: 360
SKOOB

50 versões de amor e prazer é uma coletânea de contos eróticos que não foge ao que se espera dele: muito sexo e cenas eróticas elaboradas. São todos contos de escritoras brasileiras que retratam casais e histórias dos mais diversos tipos: há homossexuais, heterossexuais, histórias com traições, histórias sobre os desejos mais escondidos de uma pessoa, sobre fantasias, sobre homens e mulheres comuns e outros mais excêntricos. O que há de comum em todos eles é a superficialidade dos contos, a linguagem mais elaborada e o conteúdo altamente sexual.

Já aviso de antemão que esse livro é realmente erótico, em todo o significado da palavra. Eu, que estou acostumada com o gênero e que já li meu quinhão dos mais diferentes tipos de livros eróticos, fiquei por vezes chocada com o conteúdo encontrado aqui. E não pela sexualidade que ele exala, mas pelo modo como ela é tratada: crua, sem muito romantismo – aliás, esse é raro. A maioria dos contos foi escrita pra isso: pra chocar o leitor. Acreditem, eu não tenho problema com o erotismo, mas não gosto quando as histórias se tornam uma competição de quem vai chocar mais, ou escrever sobre o mais impensável dos casos amorosos. E foi isso que encontrei aqui: contos forçados, escritos apenas para chocar, sem dar o menor senso de profundidade aos personagens e histórias.

A própria escrita das autoras (novamente, na maior parte delas) foi elaborada pra chamar atenção, utilizando palavras e estilísticas mais trabalhadas e de certa maneira, mais exibicionistas. Por outro lado, talvez por conta do gênero e por se tratarem de histórias mais superficiais, o livro é bem rápido de ler. 

Existe sim, um ou outro conto “mais leve” que me agradaram, mas, novamente, não foi pelo conteúdo sexual, mas sim pela sua forma de abordagem. Mesmo em se tratando de contos, acho que é possível – e já vi em inúmeros casos – dar um pouco de profundidade e sentimento à história. Na maioria das vezes não consegui me sentir conectada.

De qualquer maneira, acredito que minhas expectativas também tenham pesado em minha avaliação do livro, confesso que não esperava algo tão pesado e puramente sexual. Portanto, que sirva de aviso: não espere contos de amor mais quentes, esse não é um livro destes. Leia se você gostar do sexo puro, de relações nada comuns, de sensualidade e eu diria até de perversão. Esse é um erótico mais trabalhado, rebuscado até e que exala devassidão por todas as suas páginas. Com certeza vai ser algo totalmente diferente de tudo que você já leu.


Conheça os outros títulos da Coleção Muito Prazer:

1. Algemas de seda (2012)

2. 50 versões de amor e prazer (2012)

3. Fantasias gêmeas (2013)

4. Redes sensuais (2013)

Sobre o autor
Larissa Gaigher Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: