AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: FANTÁSTICA, CORTESIA GÊNERO: FANTASIA ISBN: 9788568263440 PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 400 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: FANTÁSTICA ROCCO, CORTESIA
GÊNERO: CONTOS, FANTASIA
ISBN: 9788568263440 PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 400
SKOOB

Histórias selecionadas por Neil Gaiman

Criaturas estranhas é uma reunião de dezesseis contos dos mais diversos autores – dos quais vale a pena mencionar que só conhecia Neil Gaiman, de tanto ouvir falar de suas obras -, que tem como ponto em comum o universo fantástico idealizado por cada um deles e o fato de se tratar de criaturas estranhas, sejam boas ou más. Não vou falar sobre cada conto, afinal são muitos e tomaria muito tempo de vocês pra ler a resenha, então vou falar sobre os aspectos gerais e o que me chamou a atenção no livro como um todo.

Primeiro, devo mencionar que eu amo esse tipo de livro pela oportunidade de conhecer a escrita de novos autores, ainda mais considerando se tratar de meu gênero favorito que é a fantasia. Por isso, tenho a satisfação de dizer que nenhum deles me decepcionou com relação à escrita. Houveram sim alguns contos em que a narrativa era mais densa, e por isso, um pouco mais lenta, mas em todos eles, de uma maneira ou de outra, os autores conseguiram me envolver na história, seja pela escrita, pela história em si, ou pelo universo criado.

É interessante acompanhar aqui como cada autor utilizou de um recurso próprio para discorrer sobre o tema, criando as mais diferentes histórias, cada uma com um ponto peculiar que chama a atenção.Uns são mais complexos e trabalhados, outros mais simples, advindos do cotidiano, mas cada um tem algo que os torna especial. Alguns se destacaram mais do que outros, mas acredito que isso é por questão de gosto e identificação com o modo como a fantasia foi abordada em cada conto. Eu, por exemplo, amei “O mal também se levanta”, que me lembrou uma versão mais sombria de “A bela e a fera”. Outro conto que adorei, pelo simples fato de fazer da Morte um personagem (amo livros/histórias que tratam dela), é “Venha, Dona Morte”

Foto: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

Foto: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

Também devo destacar que a seleção de Neil Gaiman foi feita à perfeição. Cada autor ali teve a habilidade de puxar o leitor pra suas histórias, para seu universo fantástico. Achei incrível como cada um deles conseguiu criar algo tão único, desenvolver um universo tão profundamente nas poucas páginas que o conto permitia.

Fot:o: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

Fot:o: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

De uma maneira geral, o livro é ideal para os fãs de fantasia que desejam se aventurar em algo novo. Os contos têm de tudo para ganhar do público mais exigente aos mais fáceis de agradar. Tem contos para todos os gostos dentro do mundo fantástico, todos muito bem elaborados e envolventes. Super recomendo a leitura!

Foto: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

Foto: Larissa Gaigher/Viagens de Papel

Sobre o autor
Larissa Gaigher Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Comentários no Facebook