sexta-feira, 4 de novembro de 2016

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: ARQUEIRO, CORTESIA GÊNERO: ROMANCE DE ÉPOCA, ROMANCE ISBN: 9788580415469 PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 288 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5           EDITORA: FÁBRICA231, CORTESIA                       GÊNERO: ROMANCE ISBN: 9788568432747 PUBLICAÇÃO: 2016     PÁGINAS: 288                     SKOOB

Eu estou aqui é um romance da autora francesa Clélie Avit, lançado pela Editora Rocco, que me fascinou desde o primeiro instante, primeiro por seu enredo fora do comum, e segundo por ser um romance francês, quando estou tão acostumada com livros americanos ou britânicos. O livro narra a história de Elsa, uma montanhista que sofre um grave acidente e se encontra em coma há 5 meses, sem esperança de grandes melhoras. Apesar de, tecnicamente, ela não estar consciente e não sentir nada, ela pode ouvir tudo a sua volta e pensar por si mesma. Então, quando Thibault entra por engano em seu quarto, ela é capaz de ouvir e se conectar com ele. Thibault, por sua vez, está sofrendo por não conseguir perdoar o irmão, que, bêbado, causou um acidente matando duas pessoas e se encontra agora no hospital. É em uma de suas visitas a ele que Thibault conhece Elsa, entrando por engano em seu quarto.

A partir de então Thibault estabelece uma rotina, passando sempre pra visitar Elsa, buscando o conforto que sua presença, mesmo que inconsciente, lhe dá. Um conforto que não havia encontrado em nenhum outro lugar e que o faz se sentir conectado a ela. Aos poucos os dois vão criando uma conexão improvável, a ponto de a vida de Elsa depender unicamente de um homem que ela nunca viu, ou conheceu de verdade.Eu estou aqui é um romance lento, mas encantador. A graça da história está justamente no fato de ser um romance improvável e de ele acontecer tão delicadamente, tão sutilmente através apenas de sentimentos, afinal, devido ao estado de Elsa, não há contato físico propriamente dito entre eles.

A narrativa é em primeira pessoa, intercalando os pontos de vista entre um protagonista e outro, tornando fácil acompanharmos cada lado da história, acompanharmos o desenvolvimento individual tanto de Elsa como de Thibault, além do relacionamento em construção que há entre eles. O interessante da narrativa é que, apesar de ser mais parada, ela dá voz aos personagens. Ao longo do livro eu consegui distinguir perfeitamente os dois personagens, mesmo se não houvesse a indicação no início dos capítulos de quem era a narrativa, eu saberia indicar, pois a autora conseguiu separar muito bem a voz deles.

Como eu mencionei, esse é um livro mais parado, que não possuiu um ritmo tão frenético que envolve o leitor, mas a autora conseguiu usar das ferramentas que dispunha – no caso a emoção, os sentimentos e o drama da relação dos protagonistas – para envolver o leitor na história, a ponto de ficarmos ansiosos com o desfecho e temerosos pela situação de Elsa, torcendo para tudo dar certo.

Os capítulos e o próprio livro são curtos, então a leitura é rápida, mesmo em seu ritmo mais lento. Além disso, a autora tem um dom de passar a emoção em suas palavras, de modo que é impossível o leitor não ficar mexido com a história, não se conectar com os dramas pessoais dos personagens, com seus medos, anseios e temores, que vão além do romance estabelecido entre eles.

Eu estou aqui é um livro bastante emocional, com um enredo simples e diferente, mas tocante a sua maneira. É envolvente, com uma escrita excelente, e uma carga dramática de partir o coração. Recomendo muito pra quem gosta desses romances que te deixam com o coração na mão!

Sobre o autor
Larissa Gaigher

Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro
Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.



Deixe uma resposta

  1. sexta-feira, 25 de novembro de 2016.

    Adorei sua resenha, li um livro similar chamado: Escolhas de vida ou morte –
    Judith Brown, nele a personagem faz diversas escolhas ruins na vida e quando sofre um acidente está grávida de seu patrão e fica numa cama por muito tempo. A família sem esperanças é persuadida pelo hospital a optar pela atanásia, porém ela está viva e ouvindo tudo ao seu redor, fica em pânico… Bem envolvente. Apesar de ser parado, coloquei esse na minha lista.

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: