101-brasileiros-que-fizeram-historia-capa-viagens-de-papel

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: SEXTANTE, CORTESIA ISBN: 9788556080103 GÊNERO: HISTÓRIA, BIOGRAFIA, NÃO FICÇÃO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 232 SKOOB

O livro 101 brasileiros que fizeram história é de autoria de Jorge Caldeira e faz parte da coleção “Estação Brasil“. A obra, como o próprio título sugere, apresenta o retrato de 101 brasileiros que de certa maneira foram importantes para o desenvolvimento do Brasil. Na introdução, de Eduardo Bueno, o autor deixa claro que a coleção no geral quer ser um espelho, refletindo não apenas o país que se vê, mas também a nação que não se enxerga.

O livro serve como guia. São vários perfis, cada um com fotografias e uma breve biografia do sujeito. Começa na época em que os portugueses chegaram ao Brasil indo até os dias de hoje. Um dos motivos pelo qual solicitei o livro foi porque, como serei professor de História, seria um ótimo material para trabalhar em sala de aula, uma vez que apresenta de maneira breve personagens que fizeram parte de períodos importantes da história do Brasil. Temos desde D. Pedro I até Getúlio Vargas, passando por Fernanda Montenegro, Xica da Silva e Lula.

Apesar do material rico, ainda assim ele merece problematizações. Como faço faculdade de História, é impossível não ficar com a pulga atrás da orelha com algumas afirmações ou posicionamentos do autor. Ao apresentar os indivíduos, o autor procura delinear suas trajetórias de maneiras lineares, como se começasse de baixo até chegar num ápice e depois acabar ali. Isso de certa maneira exclui as dualidades e conflitos que um indivíduo pode carecer.

Para isso ficar mais claro, basta pensarmos em nós mesmos: será que temos uma existência linear? Não vivemos em constante transformação, marcados por altos e baixos? Será que temos apenas uma faceta? Não possuímos várias personalidades? É exatamente isso que me fez sentir falta durante a escrita do livro. Por mais que o autor tenha escolhido apenas um ponto, ele não deixou claro que poderia haver outros. Como futuro historiador, um dos pontos fundamentais é justamente isso.

Foto: Lucas Orsi/Viagens de Papel

No mais, um ponto que me chamou bastante atenção foi justamente a escolha dos personagens. Não são apenas cidadãos ilustres ou algo do tipo: são oficiais, mas também são indígenas, mulheres, negros, entre outros. Isso serve para mostrar que a história não é escrita apenas pelos grandes nomes, mas também pelas pessoas comuns, do cotidiano. Além disso, o autor traz alguns pontos do próprio contexto histórico de cada um deles. 101 brasileiros que fizeram história é um bom material didático para se usar em aula, mas desde que o professor tenha consciência dos pontos destacados acima e mostrem isso aos seus alunos. Além de tudo, a diagramação e a edição do livro estão lindas, repletas de imagens!

Foto: Lucas Orsi/Viagens de Papel

Sobre o autor
Lucas Kammer Orsi
Lucas Kammer Orsi Estudante de História. Vê nos livros uma maneira de fugir da realidade e encontrar um pouco de aconchego do cotidiano tão corrido. Potterhead, se emociona fácil com romances, mas não deixa de lado um bom suspense, de viver uma aventura e dá gargalhadas com um chick-lit. Está sempre com suas séries atrasadas, mas isso não o impede de sempre começar mais uma. Amante da música pop, é grande fã de Taylor Swift.


Deixe uma resposta

  1. sexta-feira, 28 de outubro de 2016.

    O livro é bastante atrativo, já que possui pouco mais de 200 páginas, ou seja, retrata em apenas uma página o personagem, isso foi um ponto positivo, fiquei interessada na obra.

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: