Temos visto uma infinidade de livros que abordam o tema “mistério e magia“, onde os personagens como bruxas, monstros, fantasmas e afins, parecem saltar das páginas. Com a proximidade do Halloween, escolhi 10 livros que tratam do tema de uma forma extremamente divertida, para realmente encantar crianças e adultos como eu e você. Confira! 🙂


1. A casa assombrada, de Kazuno Kohara (Cosac Naify)

Sensacional é a palavra que utilizo para destacar esse livro, não é à toa que essa obra entrou no Top 10 do New York Times como um dos melhores livros ilustrados de 2008, foi nomeado para Prêmio Livro Ilustrado de Crianças Cambridgeshire e nomeado para o CILIP Kate Medalha Greenaway de 2010.

As páginas são de uma textura mais consistente. A escritora e também ilustradora japonesa Kazuno Kohara, propôs nessa sua primeira obra, um trabalho com colagens em papel branco e linogravuras nas cores símbolos do Halloween, preto e laranja, onde os fantasmas ficam em destaque e também com certa transparência.

Ok, a parte gráfica é perfeita, mas e a história? É ótima! Uma menina junto com seu gatinho ao mudar-se para uma casa que fica afastada do centro da cidade, descobre que ela é assombrada por fantasmas, mas como é uma bruxinha prática, resolve utilizar cada fantasma para seu conforto como transforma-los em cortinas, tapetes, toalhas e até mesmo lençóis da cama.  


2. A casa do Franquis Tem, de Jonas Worcman de Matos e José Santos(FTD)

 

O atraente e curioso título me levou à leitura desse livro, mesmo não sendo fã de poesias, ri muito com as rimas e histórias divertidas dos monstruosos personagens vizinhos da casa assombrada de Franquis.

As ilustrações feitas pelo grande profissional Jótah, deixam a obra ainda mais interessante. O livro foi escrito por pai e filho, sendo que Jonas Worcman tinha apenas 13 anos quando foi lançado pela editora em 2008.

HOJE É DIA DE FAXINA!

Na casa mal-assombrada, a faxina foi geral.

Cinco fantasmas secavam, pendurados num varal. 

 E colocaram de molho, numa bacia azulada,

quinze metros bem medidos da múmia desenrolada. 


3.  Coleção “Segredos e aventuras da bruxa Cremilda”, de Jonas Ribeiro (Franco Editora)

Com onze títulos, a coleção “Segredos e Aventuras da Bruxa Cremilda” é muito engraçada, já que a personagem principal, idealizada textualmente por Jonas Ribeiro e ilustrada por Biry Sarkis, está bastante preocupada em solucionar nossos problemas  na área da estética.

Como não li a coleção toda, dos que li, destaco o título mais marcante para mim. Os cremes poderosos dessa bruxa pretendem acabar com as preocupações.

colecao-segredos-e-aventuras-da-bruxa-cremilda-capas-viagens-de-papel

“…Conheça os cremes mais procurados do laboratório de Cremilda e escolha aquele que está faltando para a sua vida virar um verdadeiro mar de rosas. Toda essa maravilha, finalmente, ao alcance de suas mãos, para usar e abusar. Creme rosa: para menina exibida ficar menos convencida. Passe um pingo do creme rosa no nariz da menina exibida. Faça isso sem ela perceber. O creme rosa acaba com o problema do nariz empinado e com os gritinhos ardidos na hora do intervalo. Creme amarelo: para menino chato…”


4. Bruxas enfeitiçadas, de John Patience (Melhoramentos)

Apesar do livro escrito e ilustrado por John Patience, ter apenas dez páginas, tem como diferencial o fato de ser em POP-UP, ou seja, ao virar cada página, a ilustração salta das páginas através de páginas em papel de gramatura especial todo recortado e dobrado. Esse título faz parte da coleção “Pop-up petrificante” e possui outros três títulos que ainda não li, “Drácula e o Dentista“, “Monstros não comem pizza” e “Festa da Rua Assombrada

A história conta a história das irmãs bruxas Grizelma e Esmeralda que na ânsia de se tornarem belas, saem numa busca desenfreada para conseguir encontrar todos os ingredientes para realizar o feitiço tão almejado. Porém, um ingrediente inesperado cai na poção que desanda e no fim, ficam ainda mais feias.

Sobre a coleção Pop-Up Petrificante:

bruxas-enfeiticadas-fotos-viagens-de-papel

Foto: Nara Dias/Viagens de Papel

“Se a noite deixa você assustado
E no escuro fica acordado,
Estes livros, esteja avisado,
De medo vão deixá-lo arrepiado.”


5. Carona na vassoura, de Julia Donaldson (Brinque Book)

Depois de uma parceria de sucesso no livro “Grufalo“, Axel Scheffler volta a ilustrar uma história de Júlia Donaldson, dessa vez uma bruxa e seu gato estão fazendo uma viagem na vassoura, porém a cada imprevisto que acontece, um animal diferente ajuda a recuperar um dos itens perdidos pela bruxa, como: chapéu, o laço do cabelo e a varinha mágica. Ela, como forma de agradecimento, oferece carona e assim a vassoura fica lotada, até que se quebra e a bruxa se vê em apuros, já que um dragão resolve come-lá. Os animais por sua vez, unem-se para socorrer sua bem-feitora. Uma aventura em que a amizade é a mais poderosa bruxaria.

Em 2012, um curta metragem de animação britânico é lançado, concorrendo ao Oscar em 2014. Apesar de não ter conseguido levar a estatueta, é possível apreciar esse fascinante filme onde as crianças certamente aprenderão o valor da solidariedade.

Clique e assista o desenho animado.

Clique e assista o curta metragem.

 


6. Condomínio dos monstros, de Alexandre de Castro Gomes (RHJ)

 

Após deixar o texto dessa história guardado por alguns anos, o advogado Alexandre de Castro Gomes resolveu tentar mais uma vez publicar seu texto depois de obter a aprovação dos filhos. As ilustrações engraçadíssimas de sua esposa Cris Alhadeff completaram perfeitamente a obra. O talento como escritor gerou diversos outros títulos, mais de 20 até o momento, sendo que muitos deles tem as ilustrações feitas por Cris.

A Múmia precisa do seu descanso de 1000 anos, mas seus vizinhos barulhentos não estão muito dispostos a colaborar, por esse motivo resolve fazer uma reunião com os condôminos, o que gera grandes confusões, também, não deve ser fácil ter como vizinhos o Drácula, o Saci, o Bicho Papão, o Frankenstein e outros personagens conhecidos por todos nós.

Agora falta ler a nova história que aborda novamente os moradores do condomínio, publicado em 2013 pela Editora Baobá “O porteiro do condomínio dos monstros“. Um outro  título que também está na minha lista é “Aniversário no cemitério” também com uma temática misteriosa.


7. Era uma vez uma bruxa, de Lia Zatz (Editora Moderna)

Apesar de ter sua primeira publicação em 2002, é bem fácil encontrar esse título para comprar.

Hildegarda está cansada de morar no meio da natureza e resolve viver numa cidade grande. O lixo, poluição e congestionamentos são um atrativo para a megera, porém ao chegar na cidade já acontece a primeira tragédia, ela é atropelada por um caminhão de lixo e sua vassoura é quebrada. Ao tentar assustar as crianças, percebe que é uma tarefa dificílima já que as crianças estão acostumadas com filmes de monstros e não se impressionam com facilidade, acaba perdendo as estribeiras e quase tem um surto psicótico. No fim, Hildegarda volta para a floresta e após uma temporada se recuperando dos traumas causados por essa experiência, cria uma escola para ensinar novos truques de feitiçaria.

O mais legal nesse livro é que o texto é mesclado com imagens icônicas que fazem com que o leitor complete o texto durante a leitura, do início ao fim. As ilustrações de Rogério Borges ficaram ótimas.

“Era uma vez uma bruxa chamada Hildegarda que morava numa casa no meio da mata, cheia de morcegos, aranhas e ratos. A bruxa estava cheia de transformar príncipes em sapos gordos e velhos e resolveu viver novas e horrendas aventuras na cidade grande.”


8. Pequeno rato – Grande livro dos medos, de Emily Gravett (Salamandra)

Esse livro é uma obra de arte. A cada página, um medroso ratinho, o protagonista da história apresenta uma de suas fobias e no cabeçalho é possível visualizar o nome científico da fobia por ele mencionada. Porém o a forma como são apresentadas é que está a grande sacada da inglesa Emily Gravett, as ilustrações parecem ter sido feitas apenas com grafite, unindo a isso colagens, buracos, mapas e  rabiscos que dominam as páginas e fazem com que a obra seja um arraso. O final é muito bacana. Um livro para aguçar nosso olhar, apesar de ser acompanhado por textos curtos.

Este slideshow necessita de JavaScript.


9. Lucrécia – A bruxinha que queria ser sereia, de Miriam Portela (Noovha América)

Lucrécia não é uma bruxinha comum. Ao contrário das irmãs, primas, tias e até das avós, nasceu gordinha, rosada e de nariz arrebitado. Mortadela, a mãe, culpa as melancias e abóboras que comeu em excesso durante a gravidez. Não conseguia resistir aos alimentos redondos. Em sua trajetória, Lucrécia enfrenta os conflitos de uma adolescente que não se identifica com sua família e busca o sonho de ser uma sereia.

Ao ler essa sinopse não tem como não ficar curiosa!

Lucrecia é medrosa e totalmente diferente de sua família, mesmo tendo uma rigorosa criação, despreza tudo o que envolve o mundo bruxista e nutre um desejo de se tornar sereia, já que tem paixão por água, seja doce ou salgada. Sua triste vida melhora quando conhece seu tio Funéreo, que também é diferente, assim Lucrecia pode compartilhar seus anseios. Texto de Miriam Portela e ilustrações de Jefferson Galdino.

20150215_214725


10. Manual prático de bruxaria em onze lições, de Malcolm Bird (Ática Editora)

Livro de capa dura, com horrorosas, mas bem ilustradas personagens, cada página é uma surpresa. No decorrer das 11 lições, é possível ficar a par de piadas, receitas culinárias, dicas de costura, de jardinagem, de moda… Apesar de ser um manual de arrepiar e matar de rir qualquer aprendiz de feiticeiro, não gostei de mesclar páginas coloridas e outras em preto e branco, isso fez com que ele tivesse uma avaliação um pouco menor, 4/5 estrelas. Mas é um manual interessante não só para as crianças, mas para adultos que querem ideias para abalar uma festa de Halloween.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Há algum título – infantil ou infanto-juvenil -, que vocês sentiram falta nesta lista? Então conte aqui nos comentários. xD

Sobre o autor
Nara Dias

31 anos (22/12) – São Paulo

Pós graduada na USP em Ética, valores e cidadania na escola, atua como professora de informática e robótica para crianças de 4 a 11 anos. Também com especialização em Libras – Língua Brasileira de Sinais, participa da comunidade surda da região onde mora, na Baixada Santista. Seu perfil no Skoob com mais de 1200 livros lidos, mostra sua paixão pelo gênero infanto-juvenil, onde capa, ilustração e tipo de impressão interferem muito em suas escolhas.



Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: