Avaliação: 3,5/5 Editora: Galera Record ISBN: 9788576950080 Publicação: 2016 Páginas: 368 Skoob

Avaliação: 3,5/5
Editora: Galera Record
ISBN: 9788576950080
Gênero: Fantasia, Infantojuvenil, Literatura brasileira
Publicação: 2016
Páginas: 368
Skoob

A Olimpíada 2016 foi realizada na nossa casa, no Brasil, e para aproveitar esse evento que reúne o mundo inteiro em uma celebração ao esporte, a autora Paula Pimenta lançou o livro Princesa das Águas. Dando continuidade à série Princesas Modernas, aqui conhecemos Arielle, uma menina de 17 anos que é apaixonada por piscinas e é promessa da natação no Brasil. A história é inspirada na princesa Ariel.

Arielle tem duas grandes paixões: a música e a natação. A primeira ela herdou de sua mãe, a segunda de seu pai. Só que, como a mãe morreu quando ela ainda era pequena, ela optou pela natação, para não deixar seu pai triste, ainda que suas irmãs tenham uma banda muito famosa e façam bastante sucesso por meio de canções.

Depois de tantos anos treinando, Arielle virou destaque no esporte e está prestes a se classificar para a Olimpíada do Rio de Janeiro. Só que, por mais que ela ame o que faz, às vezes ela também quer se sentir como uma garota normal, ir a festas, sair com os amigos, viver uma vida sem tantas imposições, coisa que nem o pai nem o treinador parecem entender.

Em uma de suas “escapadas”, em uma viagem para a Suíça, ela entra em uma confusão e acaba salvando o tenista Erico de um afogamento. Na ocasião, ela cantou para ele se manter acordado, mas logo teve que sair às pressas. O caso é que ambos ficaram encantados um pelo outro. Só que claro que não podia ser tão simples! Erico não se lembra do rosto da moça que o salvou, lembra apenas da voz encantadora que ouviu. Já Arielle, por ordem de seu treinador e de seu pai, tem que se manter afastada de outras confusões e focar na Olimpíada.

A partir daqui, a história inspirada em Ariel vai tomando forma e óbvio que logo os protagonistas se reencontram. Agora, Arielle terá que equilibrar a competição mais importante de sua vida com o fato de estar se apaixonando. Tudo isso se desenrola junto com uma série de eventos bem divertida que marca a pré-olimpíada: programas que imitam reality shows famosos, como MasterChef, Big Brother, The Voice, entre outros, só que com a participação de atletas de diversas nacionalidades. E, adivinhem quem integra a equipe do reality show de namoro? Sim, Arielle e Erico.

Um ponto bacana da história é que traz de volta, mesmo que de relance, princesas de outras histórias. Aqui, quem aparece é a Cintia (DJ Cinderela). A blogueira Belinha também é importante para o desenrolar da obra e ganha cada vez mais importância nos livros, o que leva a crer que logo ela terá sua história contada na série.

Por ser um livro voltado mais para o público adolescente, claro que é recheado de clichês, mas isso não é, necessariamente, um ponto negativo. A obra é puro entretenimento, rapidíssima de se ler (você não consegue desgrudar os olhos, mesmo sabendo que terá um final feliz) e bem desenvolvida. A história flui muito bem e a escrita da Paula é muito gostosa, além do fato que ela consegue ser bem criativa, mesmo sem perder a essência do conto clássico de Ariel.

A edição segue a linha dos outros livros (“Cinderela pop” e “Princesa adormecida”) e traz elementos que representam bem a história. A ilustração da capa é muito linda, a editora está de parabéns. Se você está procurando um livro com reflexões mais profundas, essa não é a escolha certa. Mas, para quem quer uma leitura descontraída e divertida, é uma boa opção.


Conheça os outros títulos da série Princesas Modernas:

1. Princesa adormecida (2014)

2. Princesa pop (2015)

3. Princesa das águas (2016)


 

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

  1. quinta-feira, 27 de outubro de 2016.

    Huauauau, adorei a história, criativa essa escritora hein…..

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: