AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: GALERA RECORD ISBN: 9788501107572 GÊNERO: JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 546 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: GALERA RECORD
ISBN: 9788501107572
GÊNERO: FANTASIA, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 546SKOOB

Quando vi que a editora Galera Record iria lançar no Brasil o livro Além-Mundos, escrito pelo autor Scott Westerfeld, imediatamente corri para ler a sinopse e fiquei com muita vontade de ler. Com uma proposta diferente, esse parecia ser um livro que eu precisava ler o mais rápido possível, afinal que leitor não ficaria curioso em ler um livro dentro de outro livro?

É isso mesmo o que você leu, Além-Mundos é uma história dentro de outra história. Scott Westerfeld teve a brilhante ideia de nos oferecer a visão de um autor ao escrever um livro, sendo assim, somos apresentados à nossa protagonista Darcy, uma escritora muito jovem que está prestes a lançar seu primeiro livro intitulado Além-Mundos, que conta história de Lizzie, uma garota que após passar por uma experiência de quase morte descobre ter uma ligação com o mundo dos mortos.

Pode parecer um pouco confuso ter duas histórias sendo contadas ao mesmo tempo, mas o autor conseguiu me prender em ambas as tramas. Por um lado temos um cenário realista, onde acompanhamos Darcy dando seus primeiros passos no mercado editorial, lidando com várias mudanças em sua vida e descobrindo que não é nada fácil crescer e seguir os seus sonhos. Do outro acompanhamos a história de Lizzie, em um cenário fantástico onde fantasmas vagam pela terra, e ela é obrigada a escolher entre ignorar esse mundo sombrio ou se render ao chamado das sombras.

“De repente tudo aquilo parecia imenso e paralisante, como se pela primeira vez eu percebesse que a morte era real, e mais assustadora e complicada do que jamais poderia imaginar.”

As duas histórias são muito interessantes e não perdem o ritmo, além de possuírem elementos que te prendem e te fazem não querer largar o livro antes de terminá-lo. Sem contar a construção dos personagens que foi muito bem feita, todos ganham espaço e têm suas personalidades muito bem definidas e histórias que enriquecem ainda mais o livro. É muito bacana ler uma história onde todos os personagens são valorizados e não servem somente para encher um cenário, pelo contrário, aqui o autor fez um trabalho tão bom que alguns personagens secundários como Imogen, Nisha e Jamie acabam ganhando mais espaço no meu coração do que as protagonistas.

Outro ponto em que o autor acertou foi na dose de romance nas histórias, apesar de a história de Lizzie e seu amor épico pelo deus da morte Yamaraj ser um pouco fantasiosa demais, ela é convincente e te faz torcer por eles, acredito que toda a fantasia exagerada foi pelo fato de Darcy estar escrevendo essa história, afinal ela ainda é muito jovem e inexperiente, tanto que ela mesma pontua isso no decorrer do livro. Já o romance vivido por Darcy é mais real e até mais empolgante de acompanhar, pois foge muito dos clichês e foi uma ideia muito bem pensada pelo autor.

A estrutura do livro também foi outro acerto, o autor dividiu os capítulos entre o mundo real de Darcy, sendo narrado em terceira pessoa, e a história fantástica de Lizzie que é narrada em primeira pessoa. Os capítulos sempre terminam de forma empolgante, e como são revezados entre as duas histórias sempre ficamos mais curiosos pelo o que está por vir, sendo assim, o livro que é um tijolinho com mais de 500 páginas acabou sendo devorado muito mais rápido do que eu gostaria (acredito que uma releitura irá acontecer muito em breve rs).

“O mundo sempre tem mais detalhes do que é possível se lembrar, mais do que é possível ver, e mil vezes mais do que é possível escrever. Estamos sempre apagando e esquecendo muito mais do que conseguimos expressar em palavras.”

Enfim, com uma proposta nova e duas histórias repletas de personagens cativantes, Além-Mundos me ganhou completamente. Sempre acho difícil escrever sobre um livro que gostei muito, pois nunca acho que consegui transmitir todo o meu amor, espero que essa resenha mais do que positiva tenha te dado aquela pontinha de vontade de ler esse livro que foi só amor. É claro que como todos os livros ele não é perfeito e possui algumas coisinhas aqui e ali que podem não agradar algumas pessoas, mas deixo aqui a minha recomendação para aqueles que gostam de uma história bem escrita e que te prende do início ao fim.

Sobre o autor
Tayara Olmena

Estudante que tomou gosto pela leitura aos 12 anos de idade depois que leu “A marca de uma lágrima” do escritor Pedro Bandeira. Costuma ler de tudo, mas ainda torce o nariz para o romance. Além de ler, também é viciada em séries e filmes, e não perde a oportunidade de maratonar sua série favorita.



Deixe uma resposta

  1. quinta-feira, 6 de outubro de 2016.

    Oi Tayara, gostei muito de sua resenha, você conseguiu me deixar completamente impolgada com a história. Será que consigo ler rapidamente?

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: