AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: Seguinte ISBN: 9788565765312 GÊNERO:Infanto-Juvenil PUBLICAÇÃO: 2014 PÁGINAS: 400 Skoob

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: Seguinte
ISBN: 9788565765312
GÊNERO: Fantasia, Infantojuvenil
PUBLICAÇÃO: 2014
PÁGINAS: 400
Skoob

Sempre fui apaixonada por livros juvenis, especialmente os que contém muita aventura, personagens cômicos e, claro, uma bela capa colorida e chamativa. Então, desde que vi pela primeira vez O tesouro da Encantadora, não consegui resistir à tentação… e, depois que o li, não via a hora de indicar a todos esta obra excelente! O primeiro livro da série  A quase honrosa Liga de Piratas é uma leitura leve, descontraída e muito divertida, super recomendada para os jovens leitores, e para os nem tão jovens assim também… vale a pena conferir!

Hilary Westfield é filha de um almirante da Marinha Real, mas sempre sonhou em ser uma pirata. Então, envia sua inscrição à QHLP (Quase Honrosa Liga de Piratas), e é admitida com louvor… até que eles descobrem o fato de que ela é uma garota! Escandalizados, eles rejeitam veementemente a menina, e enviam sua inscrição para a Escola de Aprimoramento da Senhorita Pimm para Damas Delicadas, onde Hilary terá de aprender a ser uma dama de respeito. Porém, ficar na Escola de Aprimoramento não é nem de longe o que a jovem aprendiz de pirata tem em mente: na primeira oportunidade, Hilary foge, e une-se a um pirata autônomo em busca de um grande tesouro! Com uma tripulação nada usual, e a bordo do “Pombo”, esses nobres piratas vão em busca do Tesouro da Encantadora, munidos apenas de um mapa sem um X, uma gárgula mágica, e uma governanta extremamente teimosa… será que eles conseguirão encontrar tal tesouro? E essa aventura será suficiente para convencer a QHLP de que Hilary é uma pirata de verdade?

Esta obra é espirituosa, inteligente e muito divertida, fazendo com que o leitor simplesmente não consiga desgrudar de suas páginas… ao mesmo tempo, ele sutilmente traz à tona um assunto bem relevante: os estereótipos sexistas envolvendo atividades “de menino” ou “de menina”. Hilary passa por muitas dificuldades graças a esse tipo de estereótipo e, conforme a trama avança, torcemos mais e mais para que a jovem pirata possa mostrar a todos a que veio… de uma maneira fofa e descontraída, a autora mostra a seus leitores mirins que se deve correr atrás de seus sonhos, não importa o que o resto do mundo tenha a dizer a respeito! A inserção deste tema, junto a uma história de piratas bem diferente do usual, personagens únicos e diálogos impagáveis, faz com que este seja um livro super recomendado, com uma trama capaz de agradar a todas as idades… Gostei muito de O tesouro da Encantadora, e não vejo a hora de ler o próximo da série!

Além da história em si, não dá pra deixar de mencionar o cuidado imenso que a editora teve com o livro: desde a capa, que manteve a arte original e tem belos detalhes de verniz localizado (o pergaminho que compõe o título quase parece em 3D!), até a diagramação bem feita e cheia de detalhes (temos ilustrações a cada início de capítulo, além de “cartas” detalhadas, que ajudam na compreensão da história, e tornam tudo ainda mais divertido), passando pelos materiais de boa qualidade e folhas amareladas… não tenho outra escolha a não ser dar nota máxima a esta obra! Leitura super recomendada, e livro lindo para se ter na estante!


Sobre o autor
Patrícia Algayer Paty Algayer, 26 anos (10/11) – Florianópolis - SC; Apaixonada por livros, principalmente pelos infanto-juvenis e de fantasia, não resiste a uma série com muitos livros e muitas páginas de pura diversão. Artesã, gateira e geek, também é fanática por séries de TV, filmes de comédia e animação e tudo o que for relacionado à cultura pop.


Deixe uma resposta

  1. domingo, 11 de setembro de 2016.

    Apesar de estar um pouco cansada desse tema “Piratas”, quando eu tiver oportunidade, folhearei essa obra, também adoro livros assim, cuidadosamente diagramados…

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: