AVALIAÇÃO: 3/5 EDITORA: GALERA RECORD,CORTESIA ISBN: 9788501106223 GÊNERO: JOVEM ADULTO, ROMANCE PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 272 SKOOB

AVALIAÇÃO: 3/5
EDITORA: GALERA RECORD, CORTESIA
ISBN: 9788501106223
GÊNERO: ROMANCE, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 272
SKOOB

Lucy e Owen são dois jovens que moram no mesmo prédio, mas nunca se falaram. Apesar de já terem se esbarrado diversas vezes, nenhum dos dois jamais tomou a iniciativa de uma aproximação, mas isso muda, quando por acaso do destino os dois acabam presos no elevador do prédio em meio a um blecaute que atingiu toda Nova Iorque.

Sem terem como sair do elevador, os dois acabam compartilhando um pouco de suas vidas, e o que era para ser uma noite horrível na escuridão e no calor do verão de Nova Iorque, acaba sendo uma noite mágica na qual dois estranhos se esbarram e descobrem ter uma forte ligação. Lucy, que sempre se acostumou a ser invisível, finalmente se sente visível e confortável ao lado de alguém, e Owen, que ainda sofre com a perda de sua mãe e sua nova vida em uma cidade que detesta, finalmente consegue ver algo de bom em meio a toda bagunça que sua vida está nesse momento.

Mas como nem tudo são flores, quando a noite mágica termina e a realidade bate a porta, os dois percebem que essa nova relação não será nada fácil, pois ambos descobrem que vão se mudar. Enquanto Lucy vai morar fora do país com sua família, Owen e seu pai partem em uma viagem de carro sem destino certo e com a esperança de encontrar um novo lar onde poderão recomeçar.

Com toda a fofura que pode existir, A geografia de nós dois é mais um grande acerto da autora Jennifer E. Smith. Para quem já leu outros títulos da autora, fica nítido o talento que ela possui para criar romances fofos e simples, por isso não me surpreendi ao ser totalmente fisgada por essa história, e me pegar sorrindo no meio da leitura mesmo não sendo muito chegada a histórias de amor.

“Se traçassem um mapa dos dois, de onde tinham começado e de onde terminariam, as linhas seguiriam para longe uma da outra como imãs de polos opostos… O mapa era o mesmo que uma porta prestes a se fechar. E a geografia da situação – a geografia dos dois- estava completa e irremediavelmente errada.”

A geografia de nós dois é narrado em terceira pessoa, e a autora intercalou os capítulos entre os dois protagonistas de modo que podemos acompanhar as aventuras de ambos, em seus diferentes destinos geográficos. A história é simples, mas é tão bem escrita e sem pontas soltas, não é apenas um livro sobre romance adolescente, é também uma história sobre recomeços e o quanto podemos aprender com o mundo se nos permitirmos nos lançar ao desconhecido.

Mas, apesar do livro ter me conquistado, não posso ignorar pequenos destalhes que acabaram me incomodando. Além dos clichês sempre presentes nos livros de romance, aqui encontrei dificuldades em pegar o ritmo da história. Me enganei ao achar que seria um livro rápido de ser lido, algumas partes são um pouco cansativas, o que tornou a leitura um pouco mais demorada do que eu gostaria. Tirando isso, A geografia de nós dois, é um livro muito fofíssimo que recomendo a leitura.


Sobre o autor
Tayara Olmena

Estudante que tomou gosto pela leitura aos 12 anos de idade depois que leu “A marca de uma lágrima” do escritor Pedro Bandeira. Costuma ler de tudo, mas ainda torce o nariz para o romance. Além de ler, também é viciada em séries e filmes, e não perde a oportunidade de maratonar sua série favorita.



Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: