AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: ARQUEIRO, CORTESIA ISBN: 9788580415797 GÊNERO: JOVEM ADULTO, LITERATURA BRASILEIRA PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 272 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: ARQUEIRO, CORTESIA
ISBN: 9788580415797
GÊNERO: JOVEM ADULTO, LITERATURA BRASILEIRA
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 272
SKOOB

Thalita Rebouças tem um carinho em meu coração desde há muito tempo. Não apenas por seus livros, mas pela pessoa que ela é, sempre simpática e receptiva. Li algumas histórias dela quando mais novo, e sinceramente as adorava. Repleta de humor e com personagens únicos, sua escrita me cativava e sempre fazia eu querer mais. Assim vi o lançamento de Confissões de uma garota excluída, mal-amada e (um pouco) dramática, não pensei duas vezes antes de solicitá-lo. Quando chegou, foi uma alegria! E a leitura? Muito mais ainda.

Aqui conhecemos a história de Teanira (isso mesmo! Ótimo nome para se colocar na sua filha!), uma garota que acabou de se mudar com a família toda para a casa dos avós em Copacabana, no Rio de Janeiro. A casa em que moravam, na Barra da Tijuca, teve de ser vendida pois seu pai havia acabado de perder o emprego, resultando em uma virada brusca em sua vida. A única alegria e referência em sua vida é cozinhar. E claro, comer as delícias que faz. O lado bom de ter saído do antigo colégio foi ter se livrado do bullying que sofria, além é claro, de sua desilusão amorosa. No entanto, Tetê (como a chamam!) está apavorada com o que pode encontrar em sua nova escola. Não tem facilidade em fazer amigos e tem medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Todavia, a vida lhe reservará algumas surpresas, e cabe a ela decidir o que fazer com elas.

CGEMAPD (vou usar uma sigla, porque né?) apresenta uma típica história adolescente, que muitos já conhecem ou tem referência de outros livros. Não vou negar que nas primeiras páginas a protagonista me irritou um pouco, tanto que me fez querer entrar no livro e dar umas sacudidas nela. Porém, conforme vamos adentrando mais a história, conseguimos adquirir uma simpatia por Tetê e que chega no final já estamos torcendo pela mocinha. Pode-se dizer que ela é a típica gata borralheira (aquela, da história da Cinderela), porque tem um visual péssimo e não se importa com a aparência. Claro que toda Cinderela tem sua fada madrinha, e aqui Tetê ganha dois grandes amigos logo no primeiro dia de aula: Eric e Davi. O primeiro é animado, extrovertido e se torna um grande confidente para a menina ajudando ela se aceitar e a se mudar enquanto garota, enquanto o outro é mais tranquilo, mas mesmo assim se mantém próximo.

O trio vai passar por poucas e boas até conseguir chegar ao que se pode dizer de um final feliz. Ler livros desse tipo é como uma nostalgia de quem já passou por essa fase, pois a autora traz situações do cotidiano que fazem a gente dar aquele sorrisinho pois sabe que passou por aquilo. Além disso, a família da protagonista é um charme a parte, onde ela põe umas tiradas e piadas que é impossível não se divertir. Por fim, como nossa protagonista é uma exímia cozinheira, Thalita acertou em colocar as receitas dos pratos que Tetê prepara ao longo da história (deu vontade de colocar algumas em prática!)

Temos outros personagens que já são conhecidos por nós, como a patricinha do colégio ou o garoto dos sonhos de toda menina. Mas mesmo assim, a história de Thalita ganha o leitor que é impossível largar antes de chegar ao final. Ela trata dos assuntos com tanta leveza e humor, trazendo muitas referências que é de nosso conhecimento (por exemplo as músicas que ela cita ao longo do livro #ShakeItOffFeelings) mas ao mesmo tempo de maneira séria, trazendo reflexões que são concernentes ao cotidiano de qualquer adolescente. O bullying é o ponto central, mas outros temas como amizade, autoestima e aceitação aparecem na sombra e dão um toque a mais na história. A narrativa, a prima vista, pode parecer um pouco superficial e irritante em alguns momentos, mas se destinando a adolescentes funciona perfeitamente.  O desfecho é válido e faz jus tudo aquilo que a autora propõe, trazendo conselhos e lições de vida. Temos muito a aprender com Tetê e acredito que todos, assim que puderem, devem dar uma oportunidade ao livro. Mesmo se tratando de algo mais adolescente, ele traz ensinamentos e questões de atitudes que permeiam nossas relações com outras pessoas, que mesmo inconscientemente, acabamos praticando.

Sobre o autor
Lucas Kammer Orsi
Lucas Kammer Orsi Estudante de História. Vê nos livros uma maneira de fugir da realidade e encontrar um pouco de aconchego do cotidiano tão corrido. Potterhead, se emociona fácil com romances, mas não deixa de lado um bom suspense, de viver uma aventura e dá gargalhadas com um chick-lit. Está sempre com suas séries atrasadas, mas isso não o impede de sempre começar mais uma. Amante da música pop, é grande fã de Taylor Swift.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Comentários no Facebook