quarta-feira, 3 de agosto de 2016

AVALIAÇÃO: 4,5/5 EDITORA: GALERA RECORD,CORTESIA ISBN: 9788501052742 GÊNERO: JOVEM ADULTO PUBLICAÇÃO: 2015 PÁGINAS: 476 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4,5/5
EDITORA: GALERA RECORD,CORTESIA
ISBN: 9788501052742
GÊNERO: DISTOPIA, FICÇÃO CIENTÍFICA, JOVEM ADULTO
PUBLICAÇÃO: 2015
PÁGINAS: 476
SKOOB

Nick Cooper é um agente especial que possui habilidades fora do comum.  Nick faz parte de um grupo chamado Brilhantes, que são pessoas que nasceram com inteligência avançada e são capazes de fazer coisas extraordinárias. Quando os Brilhantes começaram a surgir, no geral, a população  ficou empolgada e ao mesmo tempo receosa. A medida em que os nascimentos tornaram-se mais frequentes, a sociedade passou a temê-los, já que a qualquer momento um deles poderia se voltar contra as pessoas comuns.

E isso de fato aconteceu, alguns Brilhantes acabaram usando suas habilidades para o mau,  os líderes das nações necessitaram tomar medidas preventivas, e assim foram criadas academias para as crianças especiais – o DAR, um departamento exclusivo para a captura dos Brilhantes que quebrassem as regras e infligissem as leis. É neste departamento que Nick trabalha, apesar de também ser um Brilhante, ele trabalha caçando seus semelhantes que optaram pelo caminho errado. Dentre estes criminosos temos John Smith, um terrorista que foi o autor de um atentado que tirou a vida de muitos civis, e que agora planeja iniciar uma guerra civil.

Marcus Sakey nos introduz numa história cheia de ação e ao mesmo tempo explora temas mais sérios como o terrorismo, o preconceito e as conspirações. Temos uma sociedade dividida e que julga como verdade absoluta tudo aquilo que seus líderes dizem. E isso é trabalhado de ambos os lados, tanto os Brilhantes quanto os comuns culpam uns aos outros pelas coisas ruins que acontecem e em sua grande maioria são incapazes de enxergar um indivíduo além dos rótulos que lhes foram impostos.

O livro é trabalhado em cima dessas questões, o que enriquece a história, pois traz uma pegada mais séria e ao mesmo tempo realista, já que infelizmente vivemos numa sociedade assim, que julga e, às vezes, é cruel com aqueles que são diferentes.

“São nossos filhos, irmãos e irmãs, vizinhos. Vocês querem rotulá-los, persegui-los e explorá-los. E aqueles que vocês não controlam, vocês matam.”

Apesar de ter acertado no tom e na seriedade da história, na minha visão o autor acabou falhando no desenvolvimento dos personagens. Todo o foco da história se concentra no protagonista (Nick Cooper) e os demais personagens ficam em segundo plano.

Reconheço que o protagonista possui maior destaque, mas não consegui construir uma ligação com os outros personagens, acredito que o autor poderia ter dado maior profundidade a eles, tendo em vista que o livro é narrado em terceira pessoa, e isso permitiria uma visão mais ampla do desenvolvimento dos personagens.

Outro ponto negativo foi o excesso de detalhes. O autor foi extremamente detalhista em tudo, tanto que no livro podemos encontrar parágrafos inteiros discorrendo sobre um ambiente específico. Isso tornou a leitura menos ágil e o livro possui quase 500 páginas.

Enfim, apesar dos pontos negativos mencionados, gostei demais desse livro! Recomendo para aqueles que gostam de ação e aventura. Confesso que estou ansiosa pela continuação.


Ficção

Sobre o autor
Tayara Olmena Estudante que tomou gosto pela leitura aos 12 anos de idade depois que leu "A marca de uma lágrima" do escritor Pedro Bandeira. Costuma ler de tudo, mas ainda torce o nariz para o romance. Além de ler, também é viciada em séries e filmes, e não perde a oportunidade de maratonar sua série favorita.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: