terça-feira, 19 de julho de 2016

Avaliação: 4/5 Editora: Companhia das Letras, Cortesia ISBN: 9788535925975 Gênero: Ficção Inglesa Publicação: 2016 Páginas: 396 Skoob

Avaliação: 4/5 Editora: Companhia das Letras, Cortesia ISBN: 9788535925975 Gênero: Ficção Inglesa Publicação: 2016 Páginas: 396 Skoob

O gigante enterrado é classificado como um romance do gênero fantástico, o que discordo, a obra em si é uma fábula, desde o início da narrativa somos apresentados a um casal de anciões que passam por dificuldades em sua vila, localizada na Grã-Bretanha numa época remota (Idade Média). Posteriormente, após alguns episódios inexplicáveis, Axl e Beatrice, os protagonistas da história, questionam-se a respeito de suas memórias.

Muitos fragmentos de memórias são introduzidos na história de modo peculiar – metafórico, o casal, num instante se lembra de algum acontecimento importante em suas vidas, mas logo essas lembranças se dissipam rapidamente de suas mentes. Eles sabem que em algum momento tiveram um filho, e devido a um episódio que não recordam de imediato, o filho foi para uma terra distante. Assim, decidem seguir viagem para encontrar o filho perdido e entender o que está havendo de errado com as pessoas de sua vila e fora dela.

O livro narra uma aventura que fala da antiga Britânia e de seus mitos, a história é ambientada após o reinado de Arthur, o mesmo rei das lendas dos Cavaleiros da Távola Redonda, do Mago Merlin, da espada Excalibur etc. Conforme nos situamos na história, compreendemos os anseios dos personagens e sua busca por respostas. Com o tempo, o casal descobre o que há de tão extraordinário por detrás do mistério que ronda e ameaça as memórias de todos, o que houve no passado que causou tal rebuliço no presente e no futuro a sua volta.

Kazuo Ishiguro é um escritor renomado, suas obras causam grande impacto no leitor devido ao apelo e a profundidade de suas mensagens. O gigante enterrado diverge das demais obras até então publicadas, pois é o primeiro título que trata de uma história envolta pelo misticismo e pelo fantástico. Aliás, posso dizer que o desfecho é no mínimo ambíguo.

A narrativa de Ishiguro é complexa e sútil em todos os aspectos, o autor trata de temas universais como: a memória e o esquecimento, o envelhecimento, o casamento, o amor, a paz e a guerra, a barbárie, os costumes sociais das diversas civilizações, os valores e os princípios que carregamos e adquirimos com nossas experiências. No entanto, o principal foco desta obra é a “memória”, o poder que dela emana na vida do ser humano, como é possível que um fato ganhe diversas interpretações a curto e longo prazo, como é possível silenciar e distorcer verdades.

Sobre o autor
Patrícia Oliveira Patrícia Oliveira, 25 anos (07/01) – São José/SC. Acadêmica de Direito, leitora assídua e blogueira. Lê de tudo um pouco, seus gêneros literários favoritos são romance histórico, época e contemporâneo, thriller psicológico, fantasia épica e clássicos. Sempre cultivou a ideia de criar um blog, onde pudesse compartilhar sua opinião. Quando não está fazendo tarefas cotidianas, geralmente está divertindo-se na companhia de seus bichos de estimação. Curte séries, filmes de comédia romântica e animes, mas sua grande paixão é a literatura.


Deixe uma resposta

  1. quarta-feira, 20 de julho de 2016.

    Achei bem interessante o enredo e os temas abordados, mas não acho que terei oportunidade de ler esse livro tão cedo… Ótima resenha!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

  2. quarta-feira, 20 de julho de 2016.

    Não conhecia o livro nem a editora, gosto de livros medievais. Curti muito a sinopse ^^
    bjs

  3. sexta-feira, 29 de julho de 2016.

    Olá.
    Gostei da resenha, somente pela sinopse não consegui identificar se o livro me agradaria. Mas no entanto, com a resenha me senti mais ligada ao livro. Gosto que ele seja mais voltado ao misticismo e fantástico. Fiquei aqui curiosa já pela resenha, deve ser revoltante e pertubador não ter suas memórias, então gostaria de aprofundar mais na história e entender como eles reagem a isso e claro também quero descobrir o que aconteceu para que eles ficassem nessa situação e onde está o filho deles.
    Achei a capa linda, tão simples e aconchegante que me faz pensar em pegar esse livro e ler ao céu aberto em uma rede. Isso mesmo sem ter uma rede kkkk.
    Gostei muito e pretendo ler em breve.
    Beijos.

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: