sábado, 16 de julho de 2016

Avaliação: Editora: Companhia das Letras, Cortesia ISBN: 9788535914481 Gênero: HQ Publicação: 2009 Páginas: 592 Skoob

Avaliação: 5/5
Editora: Companhia das Letras, Cortesia
ISBN: 9788535914481
Gênero: HQ
Publicação: 2009
Páginas: 592
Skoob

Mesmo com a quantidade enorme de avisos referentes a Retalhos, não esperava colocar as mãos em uma obra tão linda. Duplamente linda, eu diria. Tanto a história, quanto os traços me encantaram bastante.

A trama aborda de forma belíssima relacionamentos familiares, a passagem da infância para a adolescência e, em seguida, para a vida adulta, e os questionamentos que passam pela cabeça de todos nós, ou pelo menos por grande parte, enquanto estamos nessa faixa etária. Ainda mais quando você se vê em uma família extremamente religiosa e duvida de muito daquilo que todos pregam para você. Esse é o caso do nosso protagonista.

Logo de cara o autor já nos situa nesses questionamentos do protagonista. Desde pequeno, Craig é levado a acreditar que quem não segue à risca os ensinamentos do cristianismo vai para o inferno e por isso nos deparamos com um personagem que se priva de inúmeras coisas por causa do medo de estar pecando.

Outro ponto belamente retratado pelo autor é a primeira paixão de um adolescente. Não precisamos nem ir muito longe. Ele retrata bem o que é se apaixonar.

Quando terminei a leitura, tive certeza de que havia lido a história na mídia certa. Se fosse um livro com texto corrido, a trama deixaria de ser linda como é? Não. Poderia ainda ter outros artifícios para encantar o leitor. Um filme também contaria uma bela história, mas o traço de Retalhos agrega demais ao conjunto final da obra e o impacto que ela causa em que a lê.

Foto: Lucas Zeferino/Viagens de Papel

Os desenhos de Craig Thompson na maioria das vezes contam muito mais do que as próprias palavras que carregam junto. É incrível e em muitos momentos eu me pegava apreciando as páginas por mais tempo que o necessário.

Foto: Lucas Zeferino/Viagens de Papel

Foto: Lucas Zeferino/Viagens de Papel

Retalhos é o tipo de obra que todo mundo deveria ler. Ela te faz repensar vários aspectos e é quase impossível não se identificar com pelo menos alguma situação que o autor retrata.

Foto: Lucas Zeferino/Viagens de Papel

Sobre o autor
Lucas Zeferino


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. sábado, 16 de julho de 2016.

    Não tinha ouvida falar da obra mas já apaixonei completamente! Adorei os traços e o enredo, ótima resenha!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

  2. domingo, 31 de julho de 2016.

    Faz tempo que essa obra está na minha lista, quero logo conseguir adquiri-la. Lembrei muito do livro de Marjane Satrapi, Persepólis.

Comentários no Facebook