Hollow City - capa e lombada.indd

Avaliação: 4/5
Editora: Intrínseca, Cortesia
ISBN: 9788580578904
Gênero: Fantasia,  Jovem Adulto
Publicação: 2016
Páginas: 384
Skoob

Depois de algum tempo, finalmente a esperada continuação de “O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares” foi lançada! Quem deu continuidade à publicação da série foi a editora Intrínseca. Em Cidade dos Etéreos, o jovem Jacob Portman continua sua jornada no mundo cheio de peculiaridades que descobriu no primeiro volume. No primeiro livro da série, ele foi em busca de pistas para desvendar o que causou a morte do avô, e foi levado a um antigo lar para crianças em uma ilha galesa. Lá, descobriu crianças com dons sobrenaturais, protegidas pela poderosa diretora srta. Peregrine.

No segundo volume da série, Jacob está junto dessas crianças peculiares e eles precisam escapar de um exército de monstros que anda perseguindo os peculiares e também às suas protetoras, as ymbrines. Eles precisam descobrir um jeito de fugir disso e ainda encontrar uma maneira de ajudar a srta. Peregrine, que está presa no corpo de uma ave. Assim, eles partem rumo ao desconhecido e em busca de uma cura para Peregrine. Sua viagem, com destino a Londres, será repleta de surpresas e novas descobertas. Uma jornada em que se deve desconfiar de todos a fim de garantir a sobrevivência.

Diferente de seu antecessor, voltado muito mais às descobertas de Jacob sobre o passado do avô e sobre sua própria essência, além de nos apresentar as crianças e suas diferentes peculiaridades, em Cidade dos Etéreos há muito mais ação. Desde que sai da ilha rumo ao desconhecido, o grupo enfrenta muitas adversidades e deve ficar mais unido do que nunca para atingir seu objetivo. Em seu caminho, eles também se deparam com novos personagens. Além do exército que está a sua procura incansavelmente, eles encontram outros peculiares que os ajudam a entender melhor o que está acontecendo e a seguir em frente. Além disso, um ponto muito positivo da obra é que cada um explora melhor seus próprios poderes, e mesmo aqueles que pareciam ter habilidades “inúteis”, como é o caso do menino que controlava as abelhas que viviam em seu estômago, revelam como são importantes para a história e seu desenrolar.

etereos8

FOTO: CAMILA TEBET / VIAGENS DE PAPEL

O tempo todo o autor Ransom Riggs coloca na obra algum obstáculo para ser vencido. Isso traz dinamismo à história e a torna muito envolvente. Além dos novos personagens inseridos na história, o grupo de peculiares passará por diversas épocas através das fendas temporais, que promovem viagens no tempo. Isso enriquece a aventura e dá ainda mais vontade de saber o que acontece e se eles vão alcançar seu objetivo. A primeira metade do livro é um tanto arrastada, mas depois que a história ganha ritmo, é difícil parar. Li as últimas cem páginas de uma vez só e fiquei de boca aberta com o final. O autor trouxe uma grande reviravolta, que para mim foi bem inesperada. Agora, resta aguardar o terceiro livro e torcer para que ele chegue logo com todas as respostas que ficaram pendentes!

O primeiro volume é um ótimo exemplo de como a história por trás das páginas é mais legal do que o conteúdo em si. O enredo de “O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares” foi construído a partir de fotografias reais, reunidas pelo autor. Eu achei a ideia muito legal, mas a história não havia me convencido. Por isso, quando comecei Cidade dos Etéreos, confesso que fui com um pé atrás. Mas, nesse segundo volume, as imagens da obra vieram para complementar a história que o autor já havia criado. Acho que isso permitiu que ele desenvolvesse melhor o enredo e eu gostei muito mais dessa continuação, apesar de não ter entrado para minha lista de aventuras favoritas.

etereos6

FOTO: CAMILA TEBET / VIAGENS DE PAPEL

Ainda que o livro não tenha ganhado meu coração, estou gostando de acompanhar a série e espero que o próximo volume seja ainda melhor. Para mim, o destaque da saga é o grupo de crianças peculiares. Cada um tem suas habilidades, que juntas se complementam. É muito legal ver como são tão diferentes e mesmo assim construíram uma família inseparável, pronta para enfrentar qualquer coisa. É impossível não se apegar aos personagens. Já estou com saudades!

Enfim, outro ponto que merece (muito) destaque é a edição. Se o primeiro livro já estava lindo, esse superou todas as expectativas! A editora Intrínseca fez um trabalho belíssimo. O livro é em capa dura, em azul claro, e conta com uma jacket com uma capa bem instigante. Por dentro, ele também é maravilhoso. Todas as páginas têm detalhes que tornam a leitura ainda mais prazerosa, além das fotografias que complementam a história. A obra conta também com uma entrevista com o autor Ransom Riggs, que fala um pouco sobre a criação da história, e o primeiro capítulo do próximo volume, só para deixar os leitores ainda mais ansiosos e com aquele gostinho de quero mais! Rs

Veja, abaixo, alguns detalhes da edição:

cidadedosetereos1

FOTO: CAMILA TEBET / VIAGENS DE PAPEL

cidadedosetereos2

FOTO: CAMILA TEBET / VIAGENS DE PAPEL


Conheça os outros títulos da trilogia O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares:

1. O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares (2016)

2. Cidade dos Etéreos (2016)

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: