Avaliação: 4/5 Editora: Seguinte/Cortesia ISBN: 9788565765787 Gênero: Ficção Cientifica, Fantasia, Jovem Adulto Páginas: 272 Publicação: 2015 Skoob

Avaliação: 4/5
Editora: Seguinte, Cortesia
ISBN: 9788565765787
Gênero: Ficção Cientifica, Fantasia, Jovem Adulto
Páginas: 272
Publicação: 2015
Skoob

Atenção: essa resenha pode conter spoilers do livro anterior.

Então você quer ser um Jedi? é o segundo livro da trilogia Star Wars publicado no Brasil pela editora Seguinte. A história tem como base o segundo filme da trilogia clássica de Star Wars (O Império Contra-Ataca), e coube ao autor Adam Giowitz fazer uma “nova versão” da história com o intuito de apresentar o universo de Star Wars para a nova geração.

A trilogia literária segue exatamente a cronologia dos filmes, de modo que o livro Então você quer ser um Jedi? começa onde A princesa, o cafajeste e o Garoto da Fazenda (Uma Nova Esperança) terminou. Os rebeldes estão instalando sua base no planeta Holt, quando acabam sendo descobertos pelo Império, então a partir daí se inicia uma pequena batalha que termina com os rebeldes fugindo para um novo local.

Durante a batalha em Holt, Luke quase perde sua vida, e depois de se perder de seus companheiros ele decide partir para o planeta Dagobah, com o objetivo de iniciar seu treinamento Jedi com o mestre Yoda. Em Dagobah, além de iniciar seu treinamento e de finalmente começar a compreender a Força, Luke aprende mais sobre si mesmo, e, em dado momento, sua lealdade é colocada à prova quando ele tem que decidir entre continuar seu treinamento ou ajudar seus amigos que estão em apuros.

Diferente do primeiro livro da trilogia, nesse livro o autor optou por nos contar a história de uma maneira mais enxuta e que prioriza a parte mais racional da trama. Além disso, enquanto tínhamos o ponto de vista de vários personagens no primeiro livro, nesse ficamos presos em grande parte sob o ponto de vista do Luke.

Logo de cara dá para perceber que o autor resolveu contar a história principalmente para o público Infanto-Juvenil, pois ele usou uma linguagem mais simples e ignorou o romance presente na trama. Confesso que isso não me agradou nem um pouco, pois eu particularmente gosto muito do romance que surge na história, e acredito que se o autor não tivesse ignorado essa parte, o livro teria sido bem melhor.

Narrado em segunda pessoa, o livro se torna quase que um verdadeiro manual de treinamento Jedi, pois além de nos tratar como o Luke na história, o autor inseriu diversas lições do treinamento Jedi entre os capítulos. Com certeza esses foram dois pontos altos para mim, pois se eu amei ser colocada na pele do Luke na história, acredito que as crianças também vão gostar disso.

“Quer ouvir a história? E quer participar dos testes? Certo. Esta é a história de um jovem. O nome dele era Luke Skywalker. Mas, apesar de esta história ser sobre ele, não vou contar como se fosse. Você quer ser um Jedi. Luke se tornou um dos maiores Jedi de todos os tempos. Se quer seguir os mesmos passos, precisa se colocar no lugar dele.”
Enfim, apesar de ter alguns pontos que não me agradaram, e o livro ser um pouco mais maçante comparando ao primeiro volume, Então você que ser um Jedi? no geral é uma boa leitura e soube manter um bom ritmo para a trilogia.
Sobre o autor
Tayara Olmena Estudante que tomou gosto pela leitura aos 12 anos de idade depois que leu "A marca de uma lágrima" do escritor Pedro Bandeira. Costuma ler de tudo, mas ainda torce o nariz para o romance. Além de ler, também é viciada em séries e filmes, e não perde a oportunidade de maratonar sua série favorita.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Comentários no Facebook