Avaliação: 4/5
Editora: Arqueiro, Cortesia
ISBN: 9788580414851
Gênero: Romance de Época, Romance
Publicação: 2016
Páginas: 272
Skoob

A série dos Bridgertons já esta quase chegando ao fim e já começa a dar aquele aperto no peito, saudade dos personagens incríveis criados pela autora Julia Quinn. Ainda que similares na estrutura, cada livro da série é encantador a sua maneira e acaba se reinventando de alguma forma, tornando a leitura leve, despretensiosa e muito agradável. Quem já leu os outros livros da série, sabe o quanto Hyacinth Bridgerton é uma personagem um tanto quanto peculiar. Ela é irônica, inteligente e até mesmo um pouco ácida em seus comentários. Toda a sua franqueza me deixavam morrendo de curiosidade de conhecer sua história e finalmente agora pude ler sobre ela.

Em sua quarta temporada na sociedade londrina, a caçula da família não se impressiona com nenhum pretendente, apesar de estar começando a pensar em constituir uma família. Além disso, ainda tem que sofrer com a pressão da mãe para que se case logo. O fato é que Hyacinth não é nem um pouco submissa e quer encontrar um parceiro que acrescente à sua vida, alguém que seja inteligente e crítico e possa ser capaz de desafiá-la em diversos sentidos.

Um dia, Hyacinth conhece Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury, para quem lia em algumas tardes da semana. Apesar da fama de libertino, ela percebe que ele é completamente capaz de manter uma boa conversa, divertida e interessante. Por coincidência do destino, ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário de sua avó paterna, capaz de desvendar segredos antigos da família. Entretanto, o diário está em italiano e ele precisa de ajuda para traduzi-lo. Qual não é sua surpresa ao descobrir que a srta. Bridgerton poderia ajudá-lo?

Depois que ele lhe atribui a tarefa da tradução, os dois ficam cada vez mais próximos e as discussões sobre o conteúdo do diário acabam se transformando em algo a mais. Aos poucos, mesmo sem saber, os dois passam a nutrir sentimentos um pelo outro. Uma caça ao tesouro também integra o livro e consegue unir ainda mais o casal, proporcionando algumas aventuras e novas descobertas.

Os personagens principais são muito marcantes e possuem personalidades admiráveis, além de que, quando estão juntos, tudo parece funcionar muito bem. Novamente, a autora coloca como o amor pode ser capaz de transformar. Com a ajuda de Hyacinth, Gareth descobre muitos segredos sobre sua família e poderá confrontar o que o amedrontava, podendo, finalmente, seguir com sua vida. A presença de Lady Danbury deixa a história ainda mais especial, já que ela é uma senhora muito peculiar, com sua língua afiada e planos divertidíssimos para juntar o neto com a amiga Hyacinth.

Um beijo inesquecível, como os outros livros da série, é delicioso de ler. Com humor, romance e pitadas de ironia, Julia Quinn construiu, mais uma vez, uma história que vai encantar os leitores que gostam de romances históricos. Mais uma vez, recomendadíssimo! Ah, e é sempre válido lembrar que, apesar de ser uma série, você pode ler os livros de maneira independente.


Conheça os outros títulos da série Os Bridgertons:

1. O duque e eu  (2013)

2. O visconde que me amava (2013)

3. Um perfeito cavalheiro (2014)

4. Os segredos de Colin Bridgerton (2014)

5. Para Sir Phillip, com amor (2015)

6. O conde enfeitiçado (2015)

7. Um beijo inesquecível (2016)

Aproveite e confira a entrevista realizada com a autora Julia Quinn! Clique aqui.

Sobre o autor
Camila Tebet
Camila Tebet Camila Tebet, 24 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: