segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: NOVO CONCEITO,CORTESIA ISBN: 9788581636580 GÊNERO: ROMANCE PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 272 SKOOB

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: NOVO CONCEITO,CORTESIA ISBN: 9788581636580
GÊNERO: ROMANCE, LITERATURA BRASILEIRA
PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 272
SKOOB

Em Três dias para sempre, a autora Janda Montenegro nos apresenta Eveline, uma mulher jovem, com coração de menina, que veio da Bahia com o noivo para o Rio de Janeiro. No entanto, foi abandonada no altar pelo traste que fez questão de levar consigo as alianças. Então, sem ter para onde ir, Line consegue um emprego no hotel onde o casamento seria realizado.

No primeiro dia do ano novo ela precisa buscar alguns hóspedes do hotel que estão no aeroporto. Levanta cedo, se arruma e aguarda com ansiedade os turistas. Após colocá-los na van, ela pega um ônibus para voltar pra “casa”, e é nesse ônibus, no ano novo, que ela encontra Teo, um rapaz charmoso e bonitão que veio de Brasília só para passar as férias com os amigos no Rio. Line ainda está juntando os caquinhos do seu coração, mas imagina que se apaixonar por Teo, assim, à primeira vista, não seja uma loucura. Então, ela entrega a ele o cartão de visitas dela, com nome e telefone.

Pela sinopse acima imaginei aquele amor doce de verão. Leve. Livre. Onde o que conta mesmo é a pessoa especial que está ao seu lado. Mas fui pega de surpresa, assim como muitos outros leitores. Após a noite em que o coração de Line foi arrebatado pelos olhares de Teo, ela aguarda prontamente pelo contato dele. E não dá outra, ele manda um SMS, liga e marca o primeiro encontro dos dois. Daí em diante, tudo acontece na velocidade da luz

Em poucas horas, os dois já estão enamorados, trocam promessas, e até tentam trocar carícias. Mas sempre são interrompidos. Entendo a naturalidade de Line querer se apaixonar. Entendo as inseguranças, as incertezas. Ela é a representação perfeita de muitas mulheres, de muitas histórias. O que eu não entendo é porque ela faz de Teo o seu porto seguro. As cobranças, os medos, essa pressa de querer encontrar um amor e simplesmente se desdobrar para fazer tudo por ele. Por um homem que ela mal conhece, por um cara que está ali só pra curtir o verão.

A escrita é leve e flui bastante. Quando você nota já passou da página 100. O que é extremamente irritante são as atitudes de Line e o jeito de querer sempre agradar todas as pessoas que estão a sua volta. Ah, e as juras de amor que ela quer tanto dizer. A história  é basicamente focada nesses traços. Algumas saídas, beijos, amassos, conversas, idas ao cinema. Dois jovens da vida real. O chocante mesmo é que no finalzinho do livro o rumo da narrativa muda, e o fim é tão surpreendente quanto esse “love” todo.

Esse foi o primeiro livro que li da autora. Apesar da leitura rápida e até um pouco gostosa, fiquei nervosa em muitos trechos pelas atitudes da protagonista. Tenho certeza que outras obras de Janda devem ser maravilhosas, mas Três dias para Sempre deixou um pouco a desejar por esse motivo.

“Foi quando ela sentiu os dedos dele se encostarem nos seus, e a sua mão abrir-se espontaneamente para acolher a dele. Seus dedos se fecharam, abraçando-se, num gesto universal que simbolizava o pertencimento de um ao outro”

Sobre o autor
Anne Caroline Anderson
Anne Caroline Anderson Catarinense. 24 anos. Leitora por amor e futura jornalista. A melhor parte do dia? Aquela em que eu abro um livro e passo um bom tempo mergulhada em sua estória <3


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: