domingo, 31 de Janeiro de 2016

Shadowhunters é uma série baseada nos livros de Cassandra Clare (Os instrumentos Mortais) e está sendo produzida pela ABC e exibida pela Netflix. A série conta com apenas três episódios, então não dá pra formar uma crítica completa, mas como uma apreciadora do mundo Shadowhunter me senti na obrigação de compartilhar com vocês minhas primeiras impressões da série.


Pra quem não conhece a história dos livros vou fazer um breve resumo. A série narra a vida de Clary Fray, que em seu aniversário descobre que faz parte de um mundo totalmente novo que nem imaginava existir – o mundo shadowhunter. Nele, demônios, vampiros e outras criaturas existem e ela faz parte do grupo dos caçadores de sombras, as pessoas que caçam e protegem o mundo humano dessas criaturas. Além de cair de paraquedas nesse mundo sem saber nada dele, ela ainda tem a mãe – que escondeu dela todos esses anos essa parte de sua vida – sequestrada por demônios e tem que ir atrás dela para salvá-la, com a ajuda de Jace, Alec e Isabelle.

Vou tentar não comparar muito a série com o filme ou com os livros, mas é uma coisa inevitável. Mesmo assim, as críticas que farei aqui são mais direcionadas a série de uma maneira geral, e nem tanto à história dela.

O primeiro ponto que quero tocar, e que foi a primeira coisa que me chamou a atenção são os péssimos efeitos especiais da série. Como uma viciada em seriados, sei muito bem que séries novas (ainda mais as que tem pouco orçamento) costumam ter uns efeitos mais fracos, porém acho que essa exagerou, e mesmo as lutas mais simples ficaram com um aspecto forçado e falso com os efeitos horríveis que usaram. Espero que – caso a série continue e faça sucesso – eles melhorem essa parte, porque está realmente ruim.

O segundo ponto que chama a atenção logo no início é a atuação. Juro que fui de mente aberta assistir a série, e não julguei os novos atores até ter visto o trabalho deles, mas não consigo defendê-los com a atuação fraca que estão tendo. Não senti que nenhum deles conseguiu realmente pegar a essência dos personagens, e soaram completamente forçados pra mim. Não consigo reconhecer ninguém ali, e mesmo que eu ignorasse as personalidades dos personagens nos livros e apenas me apegasse a essa nova versão deles, eu ainda acho que está uma coisa muito forçada. Falta naturalidade pra eles, está tudo muito mecânico, sem emoção. Não consegui gostar deles (e que fique claro que isso não quer dizer que prefiro o elenco do filme – não gosto de nenhum dos dois, apesar de ter achado a atuação nos filmes melhor, mais natural).

O terceiro ponto crítico que quero mencionar é mais delicado e diz respeito as mudanças que fizeram na série. Sei que o nome é adaptação justamente porque se fazem necessárias algumas alterações na história a fim de conseguir adaptá-la para outra mídia. Acredito que eu seja uma pessoa muito tranquila quanto a esse quesito, e é muito fácil me agradar em adaptações, mas o que eu vi em Shadowhunters não fez sentido algum pra mim. Foram mudanças importantes e que eu não vi necessidade. O Instituto, por exemplo, passou de um lugar antigo, habitado por pouquíssimos shadowhunters para uma super instalação tecnológica, muito moderna e com pessoas trabalhando por lá 24h por dia. Não quero dizer que é uma mudança ruim, só acredito que descaracterizou muito o lugar. Aliás, tudo que eu vi na série fugiu muito do que realmente é na história dos livros. 

De maneira geral, de tudo que vi na série, posso dizer que Shadowhunters não captou a essência do livro e são todos os detalhes que contribuem para isso. O que eu vi é uma série com efeitos ruins, atuações forçadas e mecânicas, e uma história com um apelo teen enorme e que não tem muito a ver com o livro – apesar de o cerne de tudo ser o mesmo. 

Mesmo avaliando apenas como uma série normal, sem relações com os livros, ainda acho que é uma série fraca. O primeiro episódio foi muita informação jogada no colo do telespectador sem uma boa explicação, e, pra quem não leu os livros, isso é péssimo. Sei que muitos fãs ficaram – e ainda estão – felizes com a possibilidade de uma segunda chance de adaptação para as telas, mas sinceramente, se for pra ser desse jeito, completamente descaracterizando o mundo shadowhunter, eu prefiro que nem tenha. Estou rezando para que nos próximos episódios a série melhore, porque irei facilmente abandonar se continuar assim.

Assista ao trailer:



Ficha técnica:

Título original: Shadowhunters: The mortal instruments (EUA)
Direção: Ed Decter
Gênero: Drama / Fantasia / Ação
Lançamento: 2016
Duração: 42 min
Classificação: Livre


Por Larissa Gaigher
Sobre o autor
Larissa Gaigher

Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro
Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.



Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: