quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Avaliação: 4,5/5
Editora: Geração Jovem/Cortesia
ISBN: 9788581301129
Gênero: HQ/Juvenil
Páginas: 430
Publicação: 2012
Skoob
Malícia é uma revista lendária da qual todos já ouviram falar alguma vez, mas que ninguém sabe com certeza se os rumores são verdadeiros ou não. A história é de que os personagens da revista são na verdade pessoas reais que desapareceram e foram “sugadas” para dentro dos quadrinhos. Algumas pessoas, porém, preferem acreditar que o autor apenas usa os rostos das pessoas da sessão de “desaparecidos” do jornal e que toda essa história na verdade é um mito. Luke é uma dessas pessoas, e, decidido a provar que tudo não passa de invenção, ele aparece com um exemplar de “Malícia” e executa um ritual esquisito que, segundo ele, faria Jake Gigante – o vilão que comanda “Malícia” – viesse buscá-lo. 

Porém, tudo que acontece imediatamente é uma sensação esquisita de que tinha algo errado. Até que ele desaparece misteriosamente e ninguém parece saber onde ele está. Seus melhores amigos, Seth e Kady, decidem então começar uma investigação própria para descobrir o que aconteceu e, para isso, vão atrás de uma loja de revistas em quadrinhos e furtam um exemplar de “Malícia”. E eis que, pelas suas páginas, existe um Luke lutando por sua vida. Seth, preocupado com seu amigo, decide por a vida em risco, embarcando nesse mundo de mistérios e perigo a fim de encontrar Jake Gigante e impedi-lo de levar mais garotos para perigosa terra de “Malícia”.

Primeiramente, devo chamar a atenção para a narrativa dinâmica que o autor criou, intercalando a história narrada em terceira pessoa e quadrinhos, representando a macabra “Malícia”. É um tipo de narrativa bem diferente e que dá uma agilidade maior à história. Não fosse isso suficiente, temos ainda a própria trama, que é recheada de ação e mistérios e nos deixa envolvidos a tal ponto que não conseguimos largar o livro, de tão imersos que estamos na história. 

O que realmente me ganhou em Malícia foi justamente essa habilidade do autor de envolver o leitor e criar uma trama com um ritmo intenso, onde ficamos agoniados esperando o próximo acontecimento e tentando prever qual será o próximo passo. O enredo por si só também já faz isso, pois foi tão bem construído e desenvolvido que somos mantidos em suspenso, esperando cada peça se encaixar em seu lugar para sabermos o desfecho final. 


Outro ponto positivo são os personagens. Somos conquistados por eles, que com seus defeitos e qualidades se tornam reais e próximos a nós. Seth é o tipo de amigo determinado e que não mede esforços para ajudar quem gosta. Kady é aquele tipo mais excêntrico, que não se mostra totalmente, mas que mesmo assim é cativante. Além deles, ainda conhecemos muitos outros personagens durante a história, e por mais insignificantes que pareçam ser, todos têm sua importância e seu papel no plano geral das coisas. Esse é outro ponto que adorei no livro: o autor inclui todos os personagens na história.

O único ponto que posso considerar negativo na história é o começo meio arrastado, mas que é totalmente compreensível. Todo livro (ou a maioria, pelo menos) que introduz um novo mundo criado pelo autor tem essa parte na qual somos apresentado aos detalhes e regras do universo e que por vezes acaba sendo mais lenta. Porém, logo a trama pega ritmo e não para até seu desfecho.

De maneira geral, Malícia é um livro incrível! O ponto chave não está nem no enredo, que é pra lá de original e interessante, mas sim na maneira como a história foi narrada e na maestria com que o autor a desenvolveu. Esse é o tipo de livro que todo o mistério e suspense nos mantêm interessados, e toda a ação dá um ritmo eletrizante à história de maneira perdemos o fôlego e não paramos pra respirar até o final. Por esse motivo acredito que seja um livro não só para jovens, público alvo do autor, mas também para adultos que gostem de um livro com muitas aventuras e mistérios e que superem as expectativas. 

Por Larissa Gaigher
Sobre o autor
Larissa Gaigher Larissa Gaigher, 19 anos (12/06) – Rio de Janeiro Estudante de administração e química, leitora ávida e blogueira por paixão. Embarcou no mundo da literatura quando tinha 10 anos e nunca mais saiu de lá. Apaixonada também por música, séries e filmes. É uma geminiana típica, sempre faz muitas coisas ao mesmo tempo e muda de ideia várias vezes, tanto que não consegue definir um gênero favorito. Carioca da gema, tem 19 anos, adora uma boa praia, muita comida e diversão.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

Comentários no Facebook