segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Avaliação: 5/5
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577792
Gênero: Young Adult
Páginas: 352
Publicação: 2015
Skoob
Mim é uma garota fascinante, ela é uma guerreira e carrega uma força imensa dentro de si. Após ter sua vida virada ao avesso, ela se encontra em uma nova escola, uma nova casa e até com uma nova família, já que seu pai se casou com outra mulher após sua mãe ter ido embora. Ela sente uma falta tremenda da mãe que sempre foi sua maior inspiração e, depois de escutar uma conversa entre seu pai e o diretor da escola, ela descobre que tem alguma coisa muito ruim acontecendo com a sua mãe e decide ir atrás dela.

O livro começa com Mim partindo em busca de sua mãe. Logo nas primeiras páginas somos inseridos na história de uma maneira tão intensa que fica impossível largar o livro. Mim, assim que descobre sobre sua mãe, pega sua mochila e parte em uma viagem que acaba se tornando a maior aventura de sua vida.

Ela não sabe o que está acontecendo, acredita que sua mãe esteja doente e sua madrasta a impede de manter contato, e agora não há nada que poderá separa-las novamente. Assim, Mim pega um ônibus e sai em busca da verdade, sem pensar nas consequências e sem saber direito qual passo deverá tomar em seguida.

Mim carrega consigo um diário onde ela lista todos os motivos pelo qual fugiu, e escreve em forma de cartas toda a sua aventura, como se estivesse contando para alguém do futuro tudo o que está acontecendo, todas as suas dúvidas, seus anseios e seus sonhos. Essa narrativa nos prende ainda mais na história e faz com que fiquemos muito próximos da personagem. No meio da história eu já estava tão envolvida que não queria mais que o livro terminasse e criei um laço com a Mim, coisa que está cada vez mais difícil de acontecer nos livros que tenho lido.

A viagem da garota em busca da mãe é cheia de aventuras e acontecimentos marcantes. Mim conhece várias pessoas diferentes, faz novas amizades e até acaba se envolvendo com pessoas perigosas. Muitos desvios acontecem em seu caminho, e o que era para ser uma viagem em busca de sua mãe, acaba se tornando uma viagem de autoconhecimento.

Não há palavras para expressar o quanto amei este livro, desde a edição que está muito bonita, até cada personagem secundário que cruzou com o caminho de Mim durante a viagem. Claro que o livro não é só maravilhas e confesso que o fim me deixou um pouco revoltada, mas isso não afetou nem um pouco o meu amor por esta história incrível.

Como disse anteriormente, Mim é uma personagem tão sensacional que a vontade que dá é de que ela seja real para poder ser amiga dela. Ela é toda diferente e até faz uma pintura de guerra no rosto para lidar com situações que considera difíceis, o que garante momentos muito bons na história.

Mosquitolândia é um livro sensacional, que me fez rir e me emocionou muito pelas lições que traz e pelos temas que aborda. Recomendo demais a leitura e com certeza é um livro que pretendo reler futuramente, além de ter entrado para o top 10 da vida! Mas é o tipo de livro que você ama ou odeia, já li muitas críticas positivas e outras negativas. 
Sobre o autor
Tayara Olmena Estudante que tomou gosto pela leitura aos 12 anos de idade depois que leu "A marca de uma lágrima" do escritor Pedro Bandeira. Costuma ler de tudo, mas ainda torce o nariz para o romance. Além de ler, também é viciada em séries e filmes, e não perde a oportunidade de maratonar sua série favorita.


Deixe uma resposta

  1. terça-feira, 13 de outubro de 2015.

    Oie!

    Estou louca por esse livro! Não imagino como deve ser difícil saber que sua mãe está doente e uma mulher totalmente desconhecida ficar controlando seu contato com ela (mesmo se ela estivesse com a saúde normal, né?). Eu vi deveras muita gente falando que esse livro é 8 ou 80. Eu, particularmente, acho que vou amar, adoro livros com viagens.

    Beijo!
    roendolivros.com

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: