quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Avaliação: 3/5
Editora: Intrínseca
/Cortesia
ISBN: 9788580576566
Gênero: Ficção
Publicação: 2015
Páginas: 224
Skoob

O livro A última dança de Chaplin, publicado pela Editora Intrínseca, é um misto de gêneros. O italiano Fabio Stassi desenvolveu uma narrativa que mescla fantasia e realidade, a partir da qual acompanhamos a biografia de Charlie Chaplin, ícone da sétima arte e a principal referência do cinema mudo, e a história fictícia criada pelo autor.


O livro aborda fragmentos da vida pessoal e profissional de Chaplin, Carlitos ou apenas vagabundo, como ficou conhecido mundialmente. O ator interpretou personagens marcantes e geniais, um homem que através de gestos fez grandes críticas contra a indústria e a hipocrisia da humanidade. Chaplin foi capaz de reproduzir nas telas a vida como ela é, nua e crua, através de sua atuação, direção e criação, um indivíduo multiface: ator, diretor, roteirista e produtor, fora tantas outras tarefas que executou ao longo de sua vida.

A própria trajetória/origem do cinema é retrata pelo autor, contada sob a perceptiva de Chaplin interpretando seu maior personagem, o vagabundo, afim de enganar a Morte. Chaplin tinha conhecimento que morreria velho, mas seu filho caçula ainda tinha sete anos, desejava vê-lo crescer.  Na véspera do Natal de 1971 na Suíça, num ato de coragem, Carlitos propôs a velha senhora um pacto, se fosse capaz de fazê-la rir, poderia viver por mais um ano, assim a cada Natal, a Morte retornava para lhe buscar, durante alguns anos seu plano funcionou. 

Aos 88 anos, Chaplin finalmente soube que as cortinas se fechariam, dessa vez alcançaria a perfeição, sendo incapaz de continuar vivo.  A partir daí, o idoso dá inicio a uma carta de despedida para seu filho, agora com quinze anos,  Chaplin narra toda sua história, desde a infância pobre ao glamour da vida adulta, do trabalho no circo à sua partida para os Estados Unidos.

O livro narrado em primeira pessoa, desperta o interesse do leitor em seus primeiros capítulos, logo com a alternância de gêneros, o palco muda,  declinando em sua composição, uma obra fascinante, tediosa e estranha. 

Esteticamente A última dança de Chaplin é um colírio para os olhos, o ritmo de leitura também sofre mudanças bruscas conforme o estilo adotado pelo autor. Uma obra que pode ou não fascinar seu leitor, recomendada para os fãs de Charlie Chaplin e aos amantes da sétima arte.
Sobre o autor
Viagens de Papel O blog Viagens de Papel foi criado em 22 de janeiro de 2013 com o intuito de promover diálogo sobre literatura, paixão que todos os autores do projeto têm em comum. Através de resenhas, lançamentos, listas, dicas e variadas matérias, queremos que você sinta-se em casa e aprecie o conteúdo nosso conteúdo! =)


Deixe uma resposta

  1. quinta-feira, 17 de setembro de 2015.

    Oie!

    Eu adoro o trabalho do Charlie Chaplin, mas detesto ele como pessoa. Dá para entender? Eu sou assim com um monte de artistas, não leve a mal, por favor. HAUEHAUEHAUEHAE Mas enfim, o que eu quero dizer é que concordo com você, ele simplesmente revolucionou o mundo cinematográfico. Pena que era tão fdp, mas relevemos… Amei a sua resenha!

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com/

  2. terça-feira, 22 de setembro de 2015.

    Oi Patrícia, tudo bem?

    Adorei a sua resenha e parece ser um livro interessante, mas que possui altos e baixos. Só assisti a um filme do Chaplin, "Tempos Modernos" e achei muito bom e com uma ótima crítica, e vemos que mesmo passado tanto tempo, e com as mudanças da sociedade, continua sendo bem atual. Acho a ideia de enganar a morte fazendo ela rir bem interessante e a parte da carta deve ser emocionante… mas pena que a narrativa não seja constante e as vezes a leitura torna-se tediosa… mas deve ser um grande presente para os fãs.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

  3. quarta-feira, 23 de setembro de 2015.

    Oláá
    Que capa gracinha, adorei o livro, parece ser muito legal, sei pouco sobre o Chaplin, mas gostaria de ler o livro, boa dica.

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

  4. quinta-feira, 24 de setembro de 2015.

    Oi Paty tudo bem, nem sabia que eles tinham lançado esse livro, eu gosto muito de filme antigos e assisto ás vezes de Chapilin, ele foi uma pessoa enigmática. Fiquei super curiosa para ler esse livro, as partes que vc destacou na resenha são bem interessantes.
    Bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

  5. domingo, 27 de setembro de 2015.

    Olá… tudo bem??
    Eu não curto biografias, mas acredito que para quem é fã, ler um livro rico em detalhes como esse deve ser um prato cheio…. esse cara foi muito bom nas coisas que ele fez e acredito que cativou muitas pessoas…. os pontos que você destacou na resenha foram bem interessantes. Aquela parte de meio que enganar a morte foi bem legal de saber… Xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br

  6. quinta-feira, 1 de outubro de 2015.

    Oie, tudo bom?
    Meu amigo está lendo esse livro há meses porque ele diz que está apreciando a leitura. Bom, concordo que é um livro maravilhoso para fãs do ator e estudiosos do cinema. Não me interessou muito, mas amei a capa.
    beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

  7. sexta-feira, 9 de outubro de 2015.

    Oi, tudo bem? Até hoje só assisti aos filmes do Chaplin e ainda não li nenhum livro. Na verdade nunca nem procurei saber sobre algum livro, mas fiquei bem interessada em ler esse. Parecer um livro mais tranquilo de ler e pelo o que você disse ele é um ótimo livro.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: