Avaliação: 4/5
Editora: Arqueiro, Cortesia
ISBN: 9788580414752
Gênero: Romance de época, Romance
Publicação: 2015
Páginas: 304
Skoob

Publicado no primeiro semestre de 2015 pela Editora Arqueiro, O príncipe dos canalhas inicia outra série de romances históricos. Depois que eu li “Os Bridgertons”, fiquei encantada e sempre me interesso por novos títulos do gênero. Neste livro, conhecemos Sebastian Ballister, o marquês de Dain, conhecido também como lorde Belzebu. Sua infância foi muito sofrida, pois a mãe fugiu de casa com outro homem quando ele era criança e, após esse episódio, o pai passou a renegá-lo, mantendo o mínimo de contato possível.

Além disso, Dain era uma criança com traços muito destacados, como o grande nariz, e a estrutura óssea muito larga, um tanto desproporcional. Por isso, sempre sofreu bullying por sua aparência. Cresceu achando que era a criatura mais monstruosa dessa Terra e, por isso, não mantinha uma relação saudável com as outras pessoas. Construiu sua fortuna e passou a fazer dela o seu escudo, assim como se fazia valer de sua influência e poder para conquistar tudo o que queria. Toda vez que entrava em alguma sala, as pessoas já baixavam as cabeças, pois temiam o lorde e sabiam da sua fama de libertino e desafiador das convenções sociais.

Um dos amigos de Dain era Bertie Trent, altamente influenciável e que se deixava levar pelos vícios de Belzebu, gastando até o que não tinha. Preocupada com o irmão, Jessica embarca para a França com o intuito de acabar com aquela amizade e colocar um pouco de juízo na cabeça de Bertie. Ela só não esperava que, ao chegar e se deparar com Dain, ele exerceria um grande fascínio e atração sobre ela. Por sua vez, Dain surpreende-se com a inteligência e determinação da dama e também passa a desejá-la.

O interesse do lorde pela recém-chegada chama a atenção da sociedade, já que isso nunca tinha acontecido antes. As especulações em torno do romance fazem com que um grande baile seja realizado. Os dois são convidados, e Dain, que nunca comparecia a esses eventos, vai até o local com o intuito de dar um fim aos boatos. O problema é que, quando estão juntos, Jessica e Dain não conseguem controlar o que sentem um pelo outro. Esse fato faz com que eles sejam flagrados em uma situação nada decorosa para a época, que leva a um casamento que não era esperado por nenhum dos dois.

Juntos, eles descobrirão coisas a respeito de si mesmos capazes de surpreendê-los e transformá-los. Terão também que se adaptar a nova rotina, além de identificar se o que sentem um pelo outro é somente atração. Dain, que nunca teve alguém ao seu lado para lhe dar atenção e cuidados, leva um susto ao descobrir que a esposa não está ali apenas para ser sua subordinada, apesar de ter prometido total obediência. Ela não é uma marionete, mas sim uma mulher decidida, inteligente, desafiadora e com fortes ideais. Terá que provar o seu valor e mostrar que a mulher não é um objeto.

Em meio a novas descobertas, um filho do lorde entra em cena. Há oito anos, ele se envolveu com uma prostituta que gerou uma criança, da qual ele nunca quis saber. Agora, o menino reaparece e será ainda mais um obstáculo na relação de Dain com Jessica, já que ele nega qualquer relação com a criança, e ela diz que, mais do que nunca, o menino precisa de assistência, de alguém que cuide dele com carinho e dê um novo rumo para sua vida. O episódio faz com que, mais uma vez, as ideias do casal batam de frente, e eles tenham que abrir suas mentes e enxergar os pontos de vista de cada um, com o objetivo de amadurecer juntos e manter a relação.

O príncipe dos canalhas é mais um romance de época encantador. Além de ter várias surpresas durante a obra, apresenta uma protagonista destemida, determinada, que eu adorei. Ela não tem papas na língua, nem mede suas ações para provar seus pontos de vista e mostrar que suas ideias não são besteiras. Tanto ela quanto Dain amadurecerão muito no decorrer da história e aprenderão muito um com o outro. A forma como o livro apresenta a relação do casal, baseada em confiança e aprendizado, é bem bonita.

Além da história ser ótima, a narrativa da autora é deliciosa. Os capítulos não são tão curtos, mas passam rápido devido a tantos desdobramentos de acontecimentos. Por mais que seja um romance de época, o livro tem boas doses de ação, o que deixa a narrativa dinâmica, ágil. Este não é um livro que irá mudar a sua vida, nem traz nada de original, mas é um excelente entretenimento. Uma leitura leve, despretensiosa, que prende do início ao fim. Ótima pedida se você está procurando algo do tipo!

Sobre o autor
Camila Tebet
Camila Tebet Camila Tebet, 24 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Este livro é ótimo, me diverti tanto ao longo da leitura. Os diálogos entre os dois são ótimos.
    Bjs, Rose.

  2. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Olá!!!
    bom, acho que já cansei de falar por aí que estou maluca para ler esse livro kkkk, mas é a verdade. dessa semana não passa garanto!
    bjs

  3. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    OMG!!! Que resenha mais encantadora!!!
    Estou louca por esse livro, mas ainda não tive a oportunidade de comprar, mas em breve estarei lendo,
    bjus

  4. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Ola lindona eu amei esse livro, os personagens são perfeitos, a autora nos presenteou com diálogos inteligentes que nos conquistam, sem contar que Jessica é uma mocinha muito a frente de seu tempo. A capa do livro está linda e delicada, a Arqueiro mais uma vez acertou em cheio com um livro perfeito. beijos

    Joyce​
    http://www.livrosencantos.com

  5. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Sempre tive um certo preconceito sobre esse livro, talvez por causa do título e da capa que não me agradou muito…. Mas ao ler sua resenha, senti que o livro pode não ser o que eu imaginava. Beijos

  6. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Olha eu ainda não li o livro O Principe dos Canalhas.
    Estou bastante curiosa para fazer a leitura, porque tenho visto muita gente comentar bem sobre ele, mas eu ainda não sei o que esperar sabe. Não estou colocando muitas expectativas para não me decepcionar, mas lendo sua resenha, fiquei mais curiosa do que eu já estou e espero poder fazer a leitura assim que puder =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/07/resenha-princesinha.html

  7. quarta-feira, 22 de julho de 2015.

    Oiiiii!

    Li só resenhas positivas sobre e definitivamente, a premissa me cativou e se vir a ter oportunidade, super quero poder lê-lo. Parece ser uma história bem gostosa.

    Beijo!
    Ana.

  8. quinta-feira, 23 de julho de 2015.

    Eu tenho visto tantas resenhas desse livro que estou com a forte impressão que já o li por completo. Apesar de serem todas elogiosas, deixo a dica passar…

  9. quinta-feira, 23 de julho de 2015.

    É a primeira resenha que leio desse livro que me sinto conectado com a narrativa. Tão bem escrita sua resenha que é impossível a gente não parar para pensar na história dos protagonistas. E olha que eu não sou leitora desse tipo de romance. Parabéns!
    Esse livro tem feito muito sucesso. Acho que a Arqueiro acertou quanto trouxe ele para Brasil

  10. quinta-feira, 23 de julho de 2015.

    Esse parece mais um super clichê dos romances de época, mas eu adoro. Hahahahaha
    No começo fiz cara feia para o título. Mas depois de ler algumas resenhas dei o braço a torcer e me interessei.
    A Arqueiro tem lançados tantos do gênero que não estou conseguindo acompanhar, haja dinheiro. Mas ainda assim pretendo ler quando surgir a chance!

    Infinitos Livros

  11. sexta-feira, 24 de julho de 2015.

    Oi, tudo bem?

    Bom, já li muitas resenhas sobre essa série e, até agora, nenhuma me fez ter vontade de conferir os livros. Já gostei muito de romances de época, até me dar conta que 99% de todos eles seguem a mesma fórmula, então parei de lê-los. Sua resenha ficou ótima, mas também não me fez ter vontade de ler o livro huehue.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

  12. sexta-feira, 24 de julho de 2015.

    Gostei muito da sua resenha, e já iniciei a leitura do livro, espero poder gostar me encantar com a historia assim como você.

  13. sexta-feira, 24 de julho de 2015.

    Mais uma resenha de livro que tem a capa mais linda do mundo.
    Não estou comprando livros por enquanto e toda vez que aparece uma resenha desse livro eu quase choro. Mesmo não sendo meu estilo de leitura acredito que irei gostar desse livro.

    Coração Leitor

  14. sábado, 25 de julho de 2015.

    Olá!
    Esses romances de época tem cada capa que dá vontade de colecionar, na boa <3
    Enfim, o livro em si não me interessou muito já que, no momento, achei uma narrativa mais suave e eu quero um livro de tiro, porrada e bomba hahaha

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

  15. segunda-feira, 27 de julho de 2015.

    Esse romance parece me chamar pelo nome, hahaha. Acho que vou adorá-lo quando finalmente tiver tempo para lê-lo. Só não o adquiri, porque é fato que ficaria parado na prateleira. Mas tenho como meta me dedicar a ele assim que possível. Adorei seu destaque aos personagens. Acho que a caracterização deles é que rende boas cenas nessa obra! Estou ansiosa para conhecê-los.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  16. terça-feira, 28 de julho de 2015.

    Oi, tudo bem?
    eu amo romances de época, Julia Quinn é minha diva maior, mas sempre gosto de conhecer novos autores. Esse livro é um que divide opiniões. Já vi algumas resenhas detonando o Dain, e outra elogiando, como você. Espero gostar também, e o fato da protagonista ser forte e de atitude, já é um incentivo a mais
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

  17. quarta-feira, 29 de julho de 2015.

    Oie, tudo bom?
    Ai, eu gosto muito de romances de época mas não estou acostumada a lê-los. Ultimamente tem tido um boom do gênero e eu fico preocupada com tanto clichê mas a capa desse livro me chama muita atenção. Esse mês quero ler o livro da Nora Roberts para me familiarizar. Adorei saber que a protagonista não é bobinha e chata, mas sim destemida e corajosa o que já me incentiva bastante!
    Beijão
    http://www.sarahmarques.com.br/

  18. quarta-feira, 29 de julho de 2015.

    Oie, tudo bom?
    Ai, eu gosto muito de romances de época mas não estou acostumada a lê-los. Ultimamente tem tido um boom do gênero e eu fico preocupada com tanto clichê mas a capa desse livro me chama muita atenção. Esse mês quero ler o livro da Nora Roberts para me familiarizar. Adorei saber que a protagonista não é bobinha e chata, mas sim destemida e corajosa o que já me incentiva bastante!
    Beijão
    http://www.sarahmarques.com.br/

  19. terça-feira, 11 de agosto de 2015.

    Olá!
    Comprei esse livro a pouco tempo e eu estou louca para ler essa história.
    Parece ser maravilhosa e muito encantadora.
    Os personagens são fortes e muito envolventes.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

  20. sexta-feira, 14 de agosto de 2015.

    Nossa a sua resenha está demais e só reforçou ainda mais o meu desejo de ler este livro. A protagonista é daquelas que me fazem cair de amores por ser uma mulher muito a frente do seu tempo que não baixa a cabeça para ninguém. Gosto de mulheres fortes e pelo que tenho lido, ela é uma delas.

    Beijos
    Tânia Bueno
    http://www.facesdaleitura.com.br

Comentários no Facebook