Avaliação: 4/5 Editora: Arqueiro, Cortesia ISBN: 9788580413939 Gênero: Romance de época, Romance Publicação: 2015 Páginas: 288 Skoob

Avaliação: 4/5
Editora: Arqueiro, Cortesia
Gênero: Romance de época, Romance
ISBN: 9788580413939
Publicação: 2015
Páginas: 288
Skoob

Ligeiramente Maliciosos é o segundo volume da série Os Bedwyns, escrita por Mary Balogh. As histórias são independentes, então você não precisa ter lido o primeiro volume antes. Neste livro, nós conhecemos Rannulf Bedwyn, cavalheiro muito rico, irmão do duque de Bewcastle. Em uma de suas viagens, à propriedade da avó que não estava bem de saúde, Rannulf se depara com uma diligência tombada no meio da estrada. Como estava a cavalo, ele para e presta assistência. Não poderia fazer nada além de ir a cidade mais próxima e pedir ajuda, mas quando avista uma ruiva curvilínea entre os passageiros, com segundas intenções faz uma proposta à moça para que ela o acompanhe.

Quando Judith Law recebe o convite, fica meio receosa, mas em um ímpeto resolve aceitar. Com 22 anos, ela deixou a casa dos pais para ir morar com a avó e a família da tia. Seu irmão perdeu a maior parte do dinheiro da família com apostas e os pais não tinham dinheiro para bancar todas as irmãs. Sabendo de seu desafortunado destino, viver como solteirona sendo mais como uma empregada da tia do que qualquer outra coisa, ela encontra no convite do cavalheiro uma oportunidade de vislumbrar outra realidade.

No primeiro instante que passam juntos, próximos por conta da viagem a cavalo, a tensão sexual é evidente. Ela se apresenta como Claire Campbell, uma atriz determinada, experiente, dona de si. Ele, por sua vez, diz que seu nome é Ralf Bedard, para esconder o peso que o nome Bedwyn possui. Quando por fim chegam a cidade mais perto, os dois se aproximam ainda mais e estão prestes a se entregar um ao outro. Por mais que não tivesse nenhuma experiência amorosa anterior, Judith está pronta para se entregar a Ralf e descobrir novas experiências e sensações antes de voltar para a sua realidade.

Os poucos dias que passam juntos são suficientes para que se encantem um pelo outro, a ponto de Ralf se oferecer para acompanhar Claire a Londres e estender o caso de amor por mais alguns dias. Ela, com medo de que seu disfarce fosse descoberto, foge desesperada sem dar maiores explicações a ele. Rannulf, então, não vê outra alternativa e segue sua viagem. Ele estava indo para a casa da avó com a intenção de cortejar a neta de uma das vizinhas e amiga querida da família. Por mais que não desejasse se casar, esse era um dos últimos desejos da avó e ele estava disposto a considerar a ideia.

O que nem Rannulf nem Judith esperavam era que fossem se reencontrar. A pretendente de Rannulf era ninguém menos do que Julianne, a prima de Judith, que morava na mesma casa onde ela estava hospedada. A surpresa foi mútua quando ambos se reencontraram. Bem diferentes dos disfarces que haviam assumido, sem nenhuma máscara, eles perceberão que têm muito mais em comum do que imaginam, além da atração crescer a cada dia.

O problema é que por mais que a atração seja evidente, Rannulf está praticamente prometido à prima de Judith. O casamento é vantajoso para ambas as famílias e fará a vontade da avó dele. Além disso, Judith vem de uma família humilde, o que é um empecilho para uma família tão tradicional como a Bedwyn. Ela também sofre muito com a baixa autoestima. Por conta dos longos cabelos ruivos e das curvas, sempre sofreu comentários maldosos do pai e de outros membros da família. A situação piora quando vai morar com a tia, que faz de tudo para esconder sua real beleza, obrigando-a a usar toucas que cobrissem os cabelos e ajustando a medida de suas roupas, deixando-as muito largas.

Judith sente-se feia e desvalorizada e acredita que as chances de se casar seriam nulas. Ela estava pronta para viver sua vida na companhia da avó, de quem passou a gostar muito e se identificar. Entretanto, nos momentos em que passam juntos, Judith e Rannulf não conseguem esconder o fascínio que sentem um pelo outro, além de conversarem sobre seus desejos e sentimentos mais íntimos, coisas que não falam para outras pessoas.

Os dois se reaproximam ainda mais quando, após uma armação, Judith é acusada de roubar joias valiosas da avó. Ela pensa que o culpado é seu irmão, que enfrentava dificuldades financeiras, e foge da casa da família para ir atrás dele e cobrar uma explicação. Quando entende o que realmente aconteceu, Rannulf vai atrás dela e faz de tudo para inocentá-la, assim como ao irmão, pois sabe que uma injustiça aconteceu.  Aos poucos, os dois percebem que negar o que sentem um pelo outro é mais complicado do que parece.

Terminei Ligeiramente Maliciosos desejando que não acabasse nunca mais. Senti uma conexão maior com essa história e com os personagens, que se mostraram íntegros e muito interessantes ao longo do livro. Como um bom romance histórico, a obra não desaponta e une elementos como romance, aventura, sensualidade, entre tantos outros. É impossível não se encantar e torcer pelo final feliz, tão esperado.

Gostei muito da Judith. Uma protagonista forte, que sabe o que quer, e mesmo quando descoberta não deixou seus ideais de lado. Desvalorizada, com a autoestima lá embaixo e conformada com seu destino, gostei da maneira como sua história foi mudando e como ela foi se autodescobrindo, percebendo que é muito mais do que imaginava. A ajuda de Rannulf foi imprescindível. Ele também é um ótimo protagonista. Como os outros Bedwyn, possui um senso de dever muito forte, mas são outros sentimentos que despertam seu interesse por Judith.

“Judith subitamente ansiou por um pouco de solidão, pois acabara de descobrir que era possível sentir-se a pessoa mais solitária do mundo no meio de uma multidão”.

Narrado em terceira pessoa, o livro é extremamente envolvente. O começo é um pouco lento, mas a partir do momento em que Rannulf e Judith se relacionam, é difícil deixar a obra de lado. Além de ser um romance encantador, que arranca diversos suspiros, a obra também apresenta diálogos inteligentes e mostra a protagonista como alguém forte, capaz de lidar com seus próprios problemas, desafiando a própria época. Gosto muito quando isso acontece. Além disso, a obra trabalha com diversos temas, como as relações familiares, preconceito, quebra de paradigmas. Se você gosta do gênero, é uma excelente opção.

“- […] Você é um Bedwyn, afinal de contas, e os Bedwyns sempre levam seus deveres a sério, não importa o que mais se possa dizer sobre eles”. 

Foto: Camila Tebet/Viagens de Papel

Foto: Camila Tebet/Viagens de Papel

 


 Conheça os outros títulos da série Os Bedwyns:

1. Ligeiramente casados (2014)

2. Ligeiramente maliciosos (2015)


 

 

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

  1. domingo, 21 de junho de 2015.

    Ainda não li nenhum romance de época, mas comprei pra garantir. Estou interessada em comprar essa série, achei bem instigante e apaixonante. Creio não estar enganada, sua resenha já fala por si só.
    Parabéns

    Bjocas
    Ni
    Cia do Leitor

    Tem postagem nova no Cia!
    http://ciadoleitor.blogspot.com.br/2015/06/resenha-gayle-forman-apenas-um-ano.html

  2. terça-feira, 23 de junho de 2015.

    Olá!! Parabéns pela resenha!! Ficou ótima!
    Eu li o primeiro volume dessa série, e embora tenha gostado dessa sinopse, não senti vontade de ler ainda, eu acabei não gostando do primeiro, eu adoro romances de época da Arqueiro e sou super fã da Julia Quinn e da Lisa Kleypas e acho que senti falta do romance e humor na escrita dessa autora. Ele tem um tom um pouco sério pra mim, não sei, sabe quando o santo não bate? Acabei achando que não teve romance o suficiente entre o casal e o final foi muito corrido, quem sabe esse não é diferente né? Quem sabe um dia eu dê uma chance, beijos!
    http://www.trocandodisco.com.br/

  3. terça-feira, 23 de junho de 2015.

    Confesso que romances de época não são muito meu estilo literário, mas essa capa e a sinopse chamaram bastante minha atenção. Estou curiosa e sua resenha só aumentou mais ainda minha vontade de lê-lo

  4. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Nossa que resenha sensacional!
    Infelizmente romances não são muito meu estilo, muito menos romance de época. Mas gostei do fato da protagonista ser uma personagem forte e decidida, personagens assim já dão uma "graça" a mais pra historia

    Abraços
    http://www.desconstruindooverbo.com.br/

  5. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    bem, não sou fã do gênero, mas me parece que a história é bem amarradinha. Pelo que percebi, os personagens são bem construídos, a história parece fluir bem…
    quem sabe eu leia, mas não no momento…

  6. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Não gosto de romances de época onde só tem romance e sexo, acho eles muito forçados e não abordam os temas fortes da época, pela sua resenha esse parece diferente. Já li alguns e detestei, quem sabe esse eu goste.

  7. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Ooi,
    Ainda não li romances de época mas acho que eesse seria um perfeito paraconhecer o gênero!
    Vivi
    Corujas de Biblioteca

  8. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Eu não curti muito esse gênero da Arqueiro, e pra ser bem sincera, achei mais do mesmo, pois já existem outros livros contanto a história dos irmãos fulano de tal… No entanto, não posso ser displicente em negar que a construção dos personagens ficaram muito boas, digo isso, pois andei foleando na livraria, realmente, é incomparável a escrita…. seria o que me faria ler o livro, mas não é um livro que compraria…

  9. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Olá!!

    Eu conheço as obras da autora por resenhas que li, mas não li ainda. Eu gosto desses livros onde conhecemos o lado de cada personagem. Achei legal essas caracteristicas da personagens, é ótimo saber quando ela são bem descritas e com carga emocional valiosa.
    Não tenho muito conhecimento em romances de época e estou querendo mudar isso nesse ano, já tô com alguns para ler. Gostei da sua resenha, mas confesso que esse titulo não me atraí hahahaha

    Beijinhos,
    http://www.entrechocolatesemusicas.com

  10. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Oii!

    Não leio muito romances de épocas, mas estou querendo mudar isso então esse vai para a listinha ^^

    Beijos, Kamila
    http://www.vicio-de-leitura.com

  11. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Oiii
    Eu sou uma grande fã de romances de época e confesso para você que estou louca para ler essa série, ainda infelizmente não tive a oportunidade de ler o primeiro volume e nem esse. Gostei bastante da sua resenha, a história me atraiu e espero conseguir comprá-lo o mais rápido possível.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

  12. quarta-feira, 24 de junho de 2015.

    Olá, tudo bem?
    Que capa linda, não é mesmo?
    Estou doida para focar nos romances de época, mas ando na correria que mal estou conseguindo ler aquilo que eu quero =S
    De qualquer forma, parabéns pela resenha, as fotos tbm ficaram lindas <3

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

  13. quinta-feira, 25 de junho de 2015.

    Olaa
    Sua resenha esta otima, sempre ouço elogios do livro, autora ou do gênero mas é algo que nao tenho vontade de ler, quem sabe mais para frente haha.

    Reality of Books

  14. quinta-feira, 25 de junho de 2015.

    Ah, eu não me interesso por esse livro muito não… Mas sua resenha, apesar disso, me cativou. 🙂

  15. sexta-feira, 26 de junho de 2015.

    Os romances de época são todos mais ou menos iguais, mas não posso negar que amo! <3
    Essa é uma série que não comecei a ler ainda, mas vi sobre ela no encontro de romances de época que a Arqueiro organizou e fiquei super curiosa!
    Depois da sua resenha, a curiosidade só cresceu! Certamente lerei. 😉

  16. sexta-feira, 26 de junho de 2015.

    Mesmo sendo histórias independentes, se eu fosse ler ia querer acompanhar a série toda. E a verdade é que não curti a premissa desse livro. Não gostei do jeito que eles se conheceram e do envolvimento ter sido tão rápido, mesmo a mocinha tendo motivos para fazer as escolhas que fez, não tenho vontade de ler.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

  17. sexta-feira, 26 de junho de 2015.

    Acho que foi a melhor resenha que li sobre esse livro. Eu sou uma das que não gosta muito desse gênero. Explicando melhor: amo Jane Austen. Mas todos esses livros inspirados em sua obra não me atraem. Acho tudo muito repetitivos.

    Beijos!

  18. sexta-feira, 26 de junho de 2015.

    Oie…
    Adorei sua resenha, tenho o primeiro livro da série mas ainda não li. Bom saber que a histórias são independentes fica muito melhor para ler. Fiquei ainda mais curiosa para ler esse livro, sei que vou amar, sou apaixonada por romance e de época tem todo um charme irresistível.
    Parabéns pela ótima resenha!
    Bjus
    Juh – Surtos da Juleka

  19. sexta-feira, 26 de junho de 2015.

    Eu amei esse livro, também queria que não acabasse ♥ hahaha
    Achei muito melhor que o primeiro, não sei se por causa de Judith ter mais atitude, se descobrir, sei lá..
    Quero muito ler os próximos, espero que lancem logo *-*

    Beijos ;*
    Proseando com uma BibliophileFacebookInstagramTwitter

  20. sábado, 27 de junho de 2015.

    Oi, tudo bem?
    Eu não tive uma boa experiencia com romances de época, os que eu li me decepcionaram um pouco, porém muitas pessoas estão falando bem desse livro, espero poder o ler em breve.

    http://www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

  21. sábado, 27 de junho de 2015.

    Gosto muito desse gênero (com exceção dos que só tem sexo), esse livro me chamou bastante à atenção, por todo o conteúdo abordado.Adorei a sua resenha e já coloquei na minha lista de desejados. <3

    Beijos ♥
    Livros e blablablá

  22. sábado, 27 de junho de 2015.

    Adoro livros que trabalham temas mais densos em meio a um romance aparentemente leve. Infelizmente ainda não comecei essa série – e tá fogo colocar em dia os romances de época da Arqueiro. É um melhor do que o outro, não sei por onde começar! rsrsrs
    Tão bom quando o livro termina e a gente quer que continue, temos certeza de que ele ganhou um cantinho especial no coração. Espero que ele me conquiste tanto quanto conquistou vc.
    Beijinhos!
    Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

  23. domingo, 28 de junho de 2015.

    Oi, tudo bem
    Não sei porque, mas essa história me lembrou um pouco da madrasta e das irmãs postiças da Cinderela. A forma como ela era tratada era inadmissível é também era um absurdo um homem não poder casar com quem amava, essa questão de casamento por contrato, de união por interesses, para o bem da família é de arrepiar. Por isso achei lindo ele ir atrás dela e pelo visto visto vai lutar por ela. Não vejo a hora de ler. Sua resenha ficou ótima!!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  24. segunda-feira, 29 de junho de 2015.

    Olá!

    Muitas pessoas falam muito bem desse livro, mas, apesar disso, não sou muito fã de romances de época, então fiquei com um pé atras ao ler a resenha e com o livro. Quem sabe eu leia um dia?

    http://loucurasaovento.blogspot.com.br/

  25. terça-feira, 30 de junho de 2015.

    Adorei a capa, o enredo, os personagens, a forma como a autora escreve, enfim, fiquei encantada com a série que com certeza vou seguir fielmente.
    Bjs,Rose.

  26. terça-feira, 30 de junho de 2015.

    Ola lindona estou com esse livro e não vejo a hora de ler, ainda não li nada da autora, gostei muito da premissa mesmo parecendo clichê. A capa está linda demais., A Arqueiro está com ótimos livros de romance de época. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

  27. quinta-feira, 2 de julho de 2015.

    Olá!
    A história parece ser bem legal. eu tenho o primeiro livro e vou ler pra poder acompanhar a série. E mesmo sendo um pouco lento no início quero ver o que vai acontecer.
    Beijinhos!
    http://eraumavezolivro.blogspot.com.br/

  28. quinta-feira, 13 de agosto de 2015.

    Eu também gostei mais desse do que do primeiro,o casal é tão mais encantador e apaixonante… Também queria que o livro tivesse mil e muitas páginas,me apaixonei de verdade pela narrativa,assim como você…. Linda resenha…

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: