terça-feira, 9 de junho de 2015

Avaliação: 3,5/5
Editora: Galera Record/Cortesia
ISBN: 9788501086303

Gênero: Young Adult
Publicação: 2015
Páginas: 336
Skoob
Durante a última madrugada iniciei a leitura do livro Síndrome Psíquica Grave, da autora Alicia Thompson, acabei solicitando o título por se tratar de um livro único. A primeira parte da história me empolgou bastante, tanto que minha intenção era apenas iniciar a leitura, mas acabei virando a noite. 

A autora interligou termos técnicos da área de psicologia ao desenvolvimento da narrativa e ao crescimento da personagem principal. Leigh é uma estudante de psicologia na Califórnia, ela namora Andrew, eles estão juntos a cerca de um ano, desde o Ensino Médio. O jovem casal estuda na mesma faculdade, em cursos diferentes.


O livro gira em torno da vida acadêmica de Leigh, ela é o tipo de pessoa que se esquece facilmente de seus compromissos e acaba deixando tudo para o último instante, mas consegue driblar esses obstáculos com maestria. A personagem é muito inteligente e hilária.

Enquanto Andrew, o namorado, parece só se preocupar com os estudos, pois sempre que Leigh procura por ele, nunca está disponível. Além disso, ele é distante e insensível com seu relacionamento. Ele tem um companheiro de quarto, Nathan, que aparentemente não suporta Leigh.

Cerca de seis meses atrás, na noite de formatura, Leight estava pronta para dar o próximo passo, mas Andrew acabou decidindo que não era o momento ideal, já que isso era o esperado. Leigt ainda é virgem, ela não compreende por qual razão eles ainda não foram adiante.

O livro se inicia com Leigh fazendo uma breve avaliação da própria vida, a personagem é tanto a paciente como a psicóloga, e isso nos remete ao título do livro: Síndrome Psíquica Grave, que é “uma desordem comum na qual um estudante de psicologia, sobrecarregado por doenças, efeitos e desordens, começa a analisar a própria vida”.


E para piorar a situação, Nathan se torna a fantasia sexual da protagonista, ele insiste em aparecer em seus sonhos. Segundo Ami, sua amiga e colega de quarto, isso seria uma espécie de sinal. Leigt é um pouco ingênua no que se refere a seu relacionamento com Andrew e também com o que acontece a sua volta. Ela é bem competitiva, pelo menos com Ellen, sua colega de classe. E tem Rebekah, sua orientanda, uma colegial com quem interage no programa de orientação, mas que acaba se mostrando muito mais madura que a protagonista.

No geral, foi uma boa leitura, o livro teve seus momentos engraçados, mesmo que o assunto fosse mais sério, a autora conduziu a narrativa de um modo totalmente divertido e sarcástico, a história é bem previsível e clichê, recomendado para quem deseja uma leitura rápida e leve. Narrado em primeira pessoa, Síndrome Psíquica Grave me rendeu boas risadas, o que tornou a leitura muito mais prazerosa. O projeto gráfico está impecável, a capa é bem bonita e atrativa.

Sobre o autor
Viagens de Papel

O blog Viagens de Papel foi criado em 22 de janeiro de 2013 com o intuito de promover diálogo sobre literatura, paixão que todos os autores do projeto têm em comum. Através de resenhas, lançamentos, listas, dicas e variadas matérias, queremos que você sinta-se em casa e aprecie o conteúdo nosso conteúdo! =)



Deixe uma resposta

  1. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Olá, olha eu não tinha me empolgado tanto com a premissa desse livro, mas com sua resenha, me pareceu um tipo de livro que eu gostaria de ler, pois a história é leve, mas ao mesmo tempo engraçada e inteligente pelo assunto que aborda. Bjs

    Território nº 6

  2. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Olá!
    A capa me chamou atenção pela simplicidade e lendo sua resenha, me pareceu mais bonita ainda. Gostei bastante da história e espero poder ler em breve, adoro livros com assuntos mais complexos.

    Beijos
    http://www.breakingfree.blog.br/

  3. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Comprei esse livro no site da saraiva, mas ele ainda não chegou. Confesso que no começo que lançou, achei a capa linda, mas não me vez muito uma leitura para aquele momento… eu li algumas resenhas e meio que não quis ler o livro. Eu amei muito sua resenha e acho o enredo bem legal, a Leigh parece muito comigo em muitos aspectos e isso me deixou animada.
    Bjs
    http://teoremasdamimosa.blogspot.com.br/2015/06/os-personagens-mais-chatos-dos-livros.html

  4. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Estou bastante curiosa para ler este livro, tenho visto várias resenhas bastante positivas dele. Infelizmente é um livro bem clichê, pelo que percebi, mas quem sabe eu de uma chance rs

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

  5. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Gostei muito da premissa da história. E essa capa? Maravilhosa!
    Já tinha visto outras críticas positivas do livro, a sua só me fez ficar ainda mais curiosa.
    Beijos!

    http://www.palavrasradioativas.com

  6. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Oi, flor!
    Sua resenha esclareceu melhor a proposta do livro. Não sabia do que, afinal, ele tratava. Eu sou psicóloga e, confesso, não me interessei em ler essa história. Pareceu-me pouco empolgante, porque não gosto de atribuir títulos psicológicos para as experiências. Se um dia tiver a oportunidade, lerei, mas não pretendo ir atrás da obra.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  7. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    O livro tem uma capa bonita e um enredo curioso. Acho que daria risadas com ele. Não é um livro que compraria para hoje, por questões de prioridades, mas acho que seria uma leitura leve e divertida para depois de um dia estressante.

  8. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Olá!
    Eu sempre quis ler esse livro, mas algumas resenhas negativas me desanimaram para comprá-lo =/
    Sua resenha foi uma das únicas positivas, mas trouxe de volta a esperança para o meu coraçãozinho hahaha!
    Vou comprá-lo quando puder =)
    Beijos

    http://www.livrosdajess.com

  9. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Oie, flor!
    Esse é o tipo de livro que eu compraria de cara só pela capa, mesmo que lesse a sinopse e descobrisse que foge totalmente da minha zona de conforto. Adorei sua resenha, que bom que você gostou!
    Com carinho,
    Celly.

    http://melivrandoblog.blogspot.com/

  10. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Olá, pelas resenhas que tenho visto (gostei da sua), estou com bastante vontade de ler o livro, por ser uma história divertida (além de ter uma capa bem bonita).

  11. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Eu gostei muito desse livro. Não é uma leitura desafiadora, mas te ajuda muito a pensar sobre certas coisas da vida. A escrita da autora é ótima, fiquei apaixonada pelos personagens.

    http://www.laoliphant.com.br/

  12. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Oi, tudo bem?
    Já faz um tempo que quero esse livro e a cada resenha fico com mais vontade.
    Gosto bastante de histórias leves e com momentos engraçados.
    Bjs

    A. Libri

  13. quinta-feira, 11 de junho de 2015.

    Oi
    Gostei dos elogios que fez para o bra, e que bom que ainda se divertiu com o livro.
    Gostaria de ler ele espero nao demorar. Ótima resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  14. sexta-feira, 12 de junho de 2015.

    Oi!
    Nossa não conhecia o livro, mas já quero ler ele! Adoro livros leves e divertidos e esse parece se encaixar perfeitamente nesse tipi né? Vou procurar saber mais e espero ler ele em breve. Amei a resenha.
    Um beijo
    Carol
    http://www.sobrevicioselivros.com

  15. sexta-feira, 12 de junho de 2015.

    Já tinha lido outra resenha desse livro e me encantei, com a sua agora não vejo a hora de ler. A premissa e diferente e a capa é linda.
    beijos
    http://mytinybooks.blogspot.com.br/

  16. sexta-feira, 12 de junho de 2015.

    Oie! Tudo bem?!

    Já havia lido algumas resenhas sobre o livro, mas a sua foi a única que me fez ter vontade de ler o livro!! E NOSSA!! Como você lê rápido, rsrs. Quero dar boas risadas com esse livro também :))

    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

  17. sexta-feira, 12 de junho de 2015.

    Olá!

    Acho essa capa uma fofura, ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro. Mas depois da sua resenha quero muito. Gostei de saber que é um livro rápido e bem divertido! Lista de desejados!

    Beijos
    http://www.estantedarob.com.br

  18. sábado, 13 de junho de 2015.

    Oi, ainda não tinha lido nenhuma resenha sobre o livro, isso de analisar por si a própria situação deve ser um trem de doido. Gostei da sua resenha, não sei se leria o livro por agora, mas o pegaria para ler uma outra hora.

    PS: Essa capa é igualzinha a capa do livro Triângulo de 4 Lados, a imagem é a mesma, fiquei boba O.O. Mas as duas capas são lindas, cada uma com sua característica, apesar da cabeça feminina ser a mesma e até a cor da capa. Enfim, ótima resenha.

    bjs

  19. sábado, 13 de junho de 2015.

    Eu já tinha ouvido falar do livro, mas muito pouco.
    E pela maneira que você falou me interessou bastante.
    Até porque meu cunhado fica meio que analisando a vida de todo mundo por fazer psicologia.
    Acho que seria uma boa mostrar pra ele. Divertido seria com certeza…
    Quero saber até onde a protagonista foi com a sua obsessão pelo Nathan.

    Lisossomos

  20. terça-feira, 16 de junho de 2015.

    Oii,
    venho lendo várias resenhas desse livro
    e a cada uma fico mais curiosa pela leitura dele.
    Adorei a temática, é sem dúvidas muito interessante.
    Beijos

  21. quarta-feira, 17 de junho de 2015.

    Oii, tudo bem com você?
    Acho essa capa muito bonita, tenho bastante vontade de ler o livro, fico mais curiosa a cada resenha lida, e apesar de você não ter curtido tanto né, mas adorei a sua resenha.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

  22. quinta-feira, 18 de junho de 2015.

    Oi, flor!
    Acredita que quando li a sinopse nem imaginava que o livro seria tão bom assim. Sua resenha aguçou minha curiosidade e talvez o peça o mês que vem.
    Adorei ^^

    Beijocas da Deebs!Obrigada pela dica!

  23. sexta-feira, 19 de junho de 2015.

    Li este livro em um ótimo momento, estava meio de ressaca de um livro anterior, então precisava de algo leve e divertido.
    Também achei interessante ter em cada capítulo uma definição sobre algo ligado a psicologia.
    Angel Sakura
    http://www.euinsisto.com.br

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: