segunda-feira, 18 de maio de 2015

Avaliação: 3,5/5
Editora: Record/Cortesia
ISBN: 9788501094667
Gênero: Romance histórico
Publicação: 2015
Páginas: 350
Livreto

Skoo
Eu pretendia ler algo diferente e ao mesmo tempo dentro da temática que gosto, por isso, não demorei para solicitar o livro Sua Última Duquesa para resenha. A leitura foi um pouco densa e demorou um pouco para engatilhar, nada que interferiu nos aspectos positivos da obra. Dentre eles, o livro foi inspirado no monólogo Minha Última Duquesa, escrito por Robert Browning. Enquanto escrevia o esboço de sua obra, Gabrielle Kimm descobriu que os personagens originais do poema e também de seu livro, realmente existiram, embora haja muitas especulações sobre o que de fato houve com Lucrécia, a duquesa e esposa do quinto duque de Ferrara, na vida real se distingue do destino que lhe foi dado pela autora.

Eu me animei com os primeiros capítulos do livro, mas depois, como mencionado, a leitura tornou-se densa, apesar de toda a fundamentação e criatividade da autora no desenvolvimento de um enredo rico em intrigas, inseguranças e falta de comunicação entre o jovem casal de protagonistas. Lucrécia fora prometida a Alfonso d`Este, o herdeiro do ducado de Ferrara. Aos 16 anos de idade, ela nutria grandes sonhos com relação a si própria e sua futura vida junto do duque.

Afonso encantar-se com Lucrécia desde o instante que a conhece, sua esposa é linda e muito cobiçada, infelizmente bondosa e humilde demais para desempenhar o papel que duque tanto espera, seu comportamento era inadequado para sua nova posição.

O casamento entre eles não era feliz, estava muito distante disso, algo impossível devido a insegurança do duque consigo e sua masculinidade, ele culpa Lucrécia por sua incapacidade de consumar o casamento. E ainda havia a forte influência de Roma para que o jovem casal tivessem um herdeiro. E como isso seria possível, dada a atual situação de seu relacionamento com a duquesa? O duque tinha um plano para solucionar todos os seus problemas.


Lucrécia sentia-se só, distante e culpada por não ser capaz de despertar o interesse do marido, após tantas tentativas, o duque tornou-se inseguro e descontava sua incapacidade na esposa, que não compreendia o que havia de tão errado. E assim, não demorou muito para que ela também nutrisse sentimentos negativos em relação ao marido e seu desejo por ele se apagasse. Lucrécia acaba se apaixonando por um jovem artista, um aprendiz de pintor. Enquanto o duque saciava sua ira na cama de uma meretriz. Esses pequenos detalhes levaram Lucrécia e Afonso ao declínio de seu casamento e a tomada de decisões que não terminaram tão bem.


Sua Última Duquesa possui todos elementos de um romance histórico, mesmo com a extensa pesquisa e o desenvolvimento de um enredo fascinante, a autora não captou minha total atenção, eu me senti perdida durante determinadas situações da narrativa, sem entender direito o que estava acontecendo e demorando a me situar novamente na história, eu gostei da proposta da autora, mas a maneira como ela conduziu os acontecimentos deixaram a desejar, faltando maiores explicações a respeito. Ainda assim, recomendo a leitura.

Sobre o autor
Viagens de Papel O blog Viagens de Papel foi criado em 22 de janeiro de 2013 com o intuito de promover diálogo sobre literatura, paixão que todos os autores do projeto têm em comum. Através de resenhas, lançamentos, listas, dicas e variadas matérias, queremos que você sinta-se em casa e aprecie o conteúdo nosso conteúdo! =)


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    Oi Oi!
    Eu adoro romances de época, só não sei se leria esse livro pelo que você falou na resenha, que não prendeu sua atenção e tudo o mais, mas eu sempre acabo arriscando em Romances eróticos e mesmo não sendo tão bons, eu gosto… Sou doida? hahahah
    Beijos

    LuMartinho |Face

  2. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    Olá, quando vi esse livro, achei que poderia ser uma boa história, mas a premissa não me atraiu muito. E vendo sua resenha, vejo que a autora se arriscou muito com a pesquisa histórica e talvez tenha cometido alguns erros que tornaram a leitura menos interessante. Uma pena, adoro romances históricos., Bjs

    Território nº 6

  3. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    bem, até gosto de romance histórico, mas não me empolguei coma premissa de Sua última duquesa, então, dessa vez, deixo a leitura passar… =/
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

  4. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    Oi!
    Nossa adoro romances históricos, mas fiquei um pouco decepcionada em saber que esse em especial tem uma leitura mais densa e demorada. Mas ainda assim me interessei pelo enredo, talvez eu leia em breve.
    Beijos
    Carol
    http://www.sobrevicioselivros.com

  5. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    É uma pena que a autora não soube conduzir muito bem a história.
    É muito ruim quando isso acontece, mas eu gosto tanto desse estilo histórico que daria uma chance para a leitura.

    Lisossomos

  6. segunda-feira, 8 de junho de 2015.

    Adoro livros com a realeza acho um tema meio chato para ser escrito, requer muita pesquisa. Sinceramente não chamou minha atenção, e o fato de ser derivado de algo real me da medinho IUHDIUGHDUIFH
    Beijos
    http://mytinybooks.blogspot.com.br/

  7. terça-feira, 9 de junho de 2015.

    Oi, flor!
    Resenha impecável, mas – devo dizer – o livro não me atraiu. Romance histórico não é meu gênero favorito, sabe? Ultimamente, tenho desejado alguns deles simplesmente porque parecem mais modernizados. Sim, pode soar estranho… São históricos, mas sinto que os autores conseguiram trazer novos níveis de complexidade aos relacionamentos que não os clichês "hierárquicos" ou "de gênero", como víamos.
    Achei incrível o modo como a autora desenvolveu esse enredo, mas acho que a narrativa densa pode cansar o leitor. Não é um livro para que procura entretenimento.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.blogspot.com

  8. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Olá!
    Confesso que não leio muito esse gênero, mas sempre fico curiosa com um título ou outro. Acho que para mergulhar de vez nesse tipo de história tenho que começar por outro né?!
    Mesmo com as suas ressalvas achei o enredo bacana!
    beijos e boas leituras!

  9. quarta-feira, 10 de junho de 2015.

    Oi
    Eu estou mega curiosa para ler este livro, imagineli que seria uma leityra mais densa mesmo. Com sua resenha tive uma maior ideia do que se trata a história e mesmo assim quero ler.
    Ótima resenha!

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

  10. sexta-feira, 12 de junho de 2015.

    Olá!

    Ainda não conhecia esse livro, mas adoro romances históricos. Imaginei que seria uma leitura mais truncada mesmo. Mas adorei a sua resenha. Parabéns! :}

    Beijos
    http://www.estantedarob.com.br

  11. sábado, 13 de junho de 2015.

    Oii, tudo bem com você?
    Eu li apenas um romance de época, e achei cansativo a leitura. Apesar disso, pretendo voltar a ler livros desse gênero.Apesar de não ter lhe agradado tanto, este parece ser um livro bom, me deixou curiosa para saber o que acontece ao fim do casamento desses dois.

    Beijos da Jéss ♥
    Brilliant Diamond | Fan Page

  12. segunda-feira, 15 de junho de 2015.

    Oie, tudo bom?
    Gosto desses romances mais históricos, mesmo que a leitura seja um pouco mais densa. É uma pena que a leitura não tenha te cativado.
    Beijos,
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

  13. domingo, 21 de junho de 2015.

    É ruim quando o livro nos proporciona uma leitura arrastada né, isso acaba prejudicando o entendimento completo do livro. Eu não gosto muito de romances de época e vendo que esse tem uma escrita um pouco "complicada" com certeza não entrará para a minha lista de leitura.

    Abraço,
    Diego de França
    http://www.leitorsagaz.com.br

Comentários no Facebook