para-sir-phillip-com-amor-capa-viagens-de-papel

Avaliação: 4/5 Editora: Arqueiro, Cortesia ISBN: 9788580413625 Gênero: Romance de época, Romance Publicação: 2015 Páginas: 276 Skoob

Não é de hoje que sou encantada pelos irmãos Bridgertons. Desde o primeiro livro da série, fui conquistada pelos valores de lealdade, fraternidade, humildade, honestidade, simpatia e simplicidade que todos eles possuem. Além disso, as histórias, que são um misto de humor, romance e pitadas de aventura, tornaram a série uma de minhas favoritas. Sempre fico ansiosa quando há livro novo lançado e, ao terminar a leitura, não vejo a hora de conhecer o próximo. Desta vez, com Para sir Phillip, com amor, quinto livro da série publicado no Brasil, não poderia ser diferente. Entretanto, apesar de ter adorado a história, fiquei um pouco decepcionada com a leitura, já que, de todos, foi o que eu menos gostei.

Um dos pontos positivos nas histórias de Julia Quinn é a capacidade da autora de se reinventar. Apesar das histórias seguirem praticamente o mesmo rumo, ela consegue, a cada livro, inserir elementos diferentes e criar novas aventuras para os protagonistas. Em “Para sir Phillip, com amor”, conhecemos melhor Eloise Bridgerton. Ela, então com 28 anos, já era considerada uma ‘solteirona’, apesar de ter rejeitado vários pedidos de casamento. Eloise nunca havia pensado em se casar. Com uma família estável, nenhum de seus possíveis candidatos chamaram a sua atenção, por isso a todos ela disse um belo ‘não’.

Entretanto, após sua melhor amiga Penelope se casar com seu irmão Colin Bridgerton, Eloise passa a reavaliar sua vida e a pensar se é aquilo mesmo que ela quer para seu futuro. O fato da amiga estar seguindo adiante e construindo uma família deixou Eloise ainda mais reflexiva, já que ela sempre se imaginava ao lado da amiga, tomando as mesmas decisões. O casamento foi o impulso que faltava para que ela tomasse uma decisão que poderia afetar o resto de sua existência. No meio da festa, despercebida, ela embarca em uma carruagem rumo à propriedade de Phillip Crane, com quem se correspondia por carta há algum tempo.

Eloise tinha como um de seus passatempos favoritos escrever cartas. Eram correspondências para amigos, familiares, em diversas ocasiões. Quando sua prima distante Marina faleceu, ela encaminhou suas condolências para o viúvo Phillip. Não demorou muito para que ele respondesse e os dois começassem a se corresponder com frequência. Depois de cerca de um ano, ele fez a ela uma proposta: que fosse visitá-lo em Romney Hall e que, se os dois se dessem bem, se unissem em matrimônio.

Quando chegou ao local, Eloise ainda não sabia bem como tinha tido coragem suficiente para driblar a família rumo a um desconhecido. Ele também leva um susto, já que não havia recebido uma resposta positiva e já que descobre que ela é bem diferente do que imaginava. Uma mulher atraente, falante e capaz de desconcertá-lo. A chegada repentina de Eloise faz com que sir Phillip não a trate da maneira como ela esperava. No início, ele não sabe como agir e é até mesmo um tanto rude. A srta. Bridgerton começa a reconsiderar a sua ida à Romney Hall ainda mais quando conhece os filhos de Phillip, os gêmeos Oliver e Amanda, e percebe que a proposta de casamento envolvia muitos elementos além do que ela pensava.

Apesar do começo difícil, durante sua estadia na propriedade os dois passam a se conhecer melhor e ver que possuem muitas coisas em comum. São capazes de imaginar uma vida juntos, ainda que isso demore um tempo para acontecer. Entretanto, algo inesperado acontece. Algo capaz de redefinir e selar o destino de ambos.

Como dito no início da resenha, Para sir Phillip, com amor foi um livro que mais uma vez me conquistou, porém nem tanto quanto os outros da série. A história, diferente das outras, é bem legal e mostra uma Eloise madura, pensando no que realmente quer para seu futuro, e considerando não apenas sua vida, mas sim como seus atos afetarão as pessoas a sua volta. O mesmo acontece com Phillip, que toma uma atitude visando o bem de seus filhos, mas percebe, ao decorrer da história, que também pode voltar a ser feliz.

Os personagens, a princípio, parecem bem diferentes. Conforme vão se conhecendo melhor, percebem que podem encontrar conforto um no outro.  Gosto da forma com que a autora une os casais em seus livros, mas fiquei um pouco incomodada neste pelo fato de ter achado os personagens um tanto contraditórios. Tanto Eloise, quanto Phillip, não foram capazes de me convencer em algumas de suas ações. Em várias situações esperei outras atitudes, mais condizentes com cada um, mas isso não aconteceu. Esse fato fez com que eu não criasse uma conexão com o casal principal, como aconteceu nos outros livros, em que eu torcia e sofria junto com os protagonistas.

Apesar desse ponto negativo, que fez com que eu me decepcionasse um pouco com a obra, foi uma ótima leitura de entretenimento e está mais do que indicada para quem gosta de romances históricos. A narrativa da autora é extremamente cativante e fluída, fazendo com que as 288 páginas do livro passem voando. Nas últimas páginas, como de costume, há o primeiro capítulo do próximo livro, para deixar os fãs com um gostinho de quero mais e roendo as unhas de curiosidade. A próxima obra, O conde enfeitiçado, falará sobre a irmã Francesca Bridgerton. Um pouco de sua vida já foi apresentada nos dois últimos livros da série. Pelo que li até agora, será mais uma ótima história.

Ah, para finalizar, vale lembrar que as histórias são independentes. Então, se você quiser começar por este livro, não há problemas. Entretanto, apesar disso, a minha recomendação é que você siga a ordem, pois alguns detalhes dos outros casais aparecem nos outros livros.


Conheça os outros títulos da série Os Bridgertons:

1. O duque e eu  (2013)

2. O visconde que me amava (2013)

3. Um perfeito cavalheiro (2014)

4. Os segredos de Colin Bridgerton (2014)

5. Para Sir Phillip, com amor (2015)

 


 

Sobre o autor
Camila Tebet Camila Tebet, 22 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Lê de tudo um pouco, mas os gêneros de que mais gosta são os romances românticos e chick-lit. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe uma resposta

  1. segunda-feira, 27 de abril de 2015.

    Oi, essa série é realmente um sucesso num grupo que participo e de ler sua resenha já sei que serão livros que vão me entreter bastante. Gostei muito, obrigada pela inspiração! Beijos,
    Mila
    http://scraplivros.blogspot.com.br/

  2. segunda-feira, 27 de abril de 2015.

    a parte que as histórias são independentes, eu não sabia, ao menos não recordo de ler essa informação. Isso é bom, pois alguns da série eu gostei e outros, não me interessaram.
    Bela resenha, como sempre. Como os personagens são contraditórios? Fiquei curiosa.
    http://www.poesianaalma.com.br/

  3. segunda-feira, 27 de abril de 2015.

    Eu gostei muito, mas muito desse livro. E bem quando eu achei que o 4° volume seria o melhor de todos. A Eloise é uma personagem muito interessante por sua independência mesmo pra época em que vive. Fiquei apaixonada por esse livro.

    http://laoliphant.com.br/

  4. terça-feira, 28 de abril de 2015.

    Oi, tudo bem?
    Aiii, a cada resenha fico com mais vontade de ler a série.
    Tenho só o primeiro mas vou comprar os outros antes de ler, o que vai demorar um pouco.
    Acho interessante quando cada livro de uma série é sobre um protagonista diferente.
    Bjs

    A. Libri

  5. terça-feira, 28 de abril de 2015.

    Oii.
    Sou suspeita para falar de romances históricos, pois são os meus favoritos principalmente esses dos Bridgertons, li este livro em ebook e minha avaliação não foi tão positiva comparado com os outros anteriores, foi um livro muito aguardado que me decepcionou um pouco. Mas ainda pretendo comprá-lo e resenhar no blog, para dizer o que não me agradou. Eu achei a mocinha perfeita, mas o Sir Phillip eu não gostei, achei ele um frouxo, largado e nem ai para vida ou para os filhos.

    http://leiturasdamary.blogspot.com.br/

  6. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Eu fico imaginando como esses autores tem tanta criatividade assim para criar séries! Todos esses livros da Julia Quinn tem o mesmo método, mas como você disse, ela se reinventa a cada narrativa. Esse é uma das características mais importantes em uma série

    http://ocasulodasletras.blogspot.com.br/

  7. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Oi, tudo bem?
    Eu li o primeiro livro da série e não gostei muito, acredito que eu não me de bem com livros de época pois todos que eu leio eu acabo não gostando rsrs, mas quem sabe no futuro meu gosto literario não acabe por mudar?
    E eu gostei muito da resenha a Eloise parece ser dona de uma personalidade forte.

    http://www.fonte-da-leitura.blogspot.com.br

  8. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Este comentário foi removido pelo autor.

  9. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Oii. Tudo bem?
    Adorei sua resenha!
    Eu amo os Bridgertons mas ainda não li esse livro. Parei em Os Segredos de Colin Bridgerton, mas pretendo adquirir o meu o mais rápido possível, pois apesar de já ter os meus irmãos favoritos, Benedict e Colin, eu simpatizei mais ainda com Eloise no quarto livro e quero saber como será a história dela.

    Beijos
    http://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br/

  10. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Romance histórico é muito bacana, o unico estilo de romance que chega a me interessar até. Adorei a resenha, fiquei super curiosa pela saga, já quero ler !

  11. quarta-feira, 29 de abril de 2015.

    Olá =)

    Ainda não li nada da Julia, mas pretendo. Gosto de romances históricos e esse seria bem rapidinho de ler. Bem aqueles que curam as ressacas literárias. Adorei a resenha, parabéns!

    Beijos
    http://www.estantedarob.com.br

  12. quinta-feira, 30 de abril de 2015.

    Oláá
    Sempre leio resenhas dessa série e desse livro mas nunca me atraíram de verdade apesar dos milhares de elogios, porém, sua resenha está ótima e fico feliz que o livro te conquistou e que curte a série haha 😉

    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

  13. quinta-feira, 30 de abril de 2015.

    Oii
    Amei a sua resenha…
    Eu estou doida pra ler essa serie mas ainda não tive a oportunidade, consegui comprar até o do Colin apenas… mas cara… vale muito a pena pois so ouvi coisas otimas sobre ela.
    Sobre serem independentes e poder ler fora da ordem, acho muito legal, mas eu sou chata hhahaha então se tem que ler, que seja na ordem

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

  14. sexta-feira, 1 de maio de 2015.

    Oie, também esperava mais desse livro, fiquei um pouco decepcionada, rsrsrs, mas amo livros históricos e livros da Julia são os que mais gosto, espero que o proximo seja realmente bom :p
    http://www.muchdreamer.blogspot.com.br

  15. sábado, 2 de maio de 2015.

    Não curto romance de época, mesmo esta sendo uma série bem aclamada.
    Aqui em casa quem está doida para ler estes livros é a minha esposa. Acho que irei comprar e dar de presente para ela.

    Abraço,
    Diego de França
    http://www.leitorsagaz.com.br

  16. domingo, 3 de maio de 2015.

    Oiee ^^
    Eu também gostei bastante desse livro, mas a história de Colin ainda é a minha favorita, até porque ele é o meu Bridgerton favorito ♥ Adoro os livros da Julia Quinn, e adoro mais ainda romances de época. Estou doida para ler o próximo livro, espero que a editora adiante um pouco a publicação…haha'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

  17. domingo, 3 de maio de 2015.

    Olá… tudo bem??
    Eu sou louca para começar a leitura dessa série… já tenho o primeiro livro… no final de maio pretendo comprar mais dois assim eu vou lendo aos poucos, apesar que eu acho que a história dessa familia é bem viciante… muitas pessoas gostam… você não é a primeira pessoa que não gosta tanto desse livro.. fiquei mais curiosa para entender o que causa isso nos leitores… xero!!

  18. segunda-feira, 11 de maio de 2015.

    Oieee, tudo bem? Gostei de saber que os livros são independentes, achei que teria que ler na ordem, eu amo as capas destes romances históricos porém as histórias não conseguem fazer muito o meu estilo, comecei a ler este tipo de livro quando eu apresentei um evento de romances de época em Goiânia e para isto li alguns livros da arqueiro desta temática, achei os mesmos legais mas em comparação a romances sobrenaturais que são os meus preferidos eu fico com o segundo kkkk, mas os mesmos são legais, para quem curte é um prato cheio, eu curto mas não muito, mas se precisar ler, leio sem problemas rs, Abraços·

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: