terça-feira, 31 de março de 2015

Avaliação: 5/5
Editora: Novo Conceito, Cortesia
ISBN: 9788581636337
Gênero: Ficção Realista, Jovem Adulto
Publicação: 2015
Páginas: 224
Skoob

Imagine uma pessoa que está aos prantos tentando escrever uma crítica. Esta sou eu neste exato momento. Acabei de terminar a leitura do livro A mais pura verdade, e estou esgotada emocionalmente, desde o dia que vi este livro já imaginei só pela capa que ele seria um tesouro, e não me enganei, que livro é esse minha gente?!

A mais pura verdade nos conta a história de Mark, um garoto que tem o sonho de escalar o Monte Rainer. Mas Mark tem câncer, e após anos de tratamento a doença retornou, o que fez com que ele de certa forma desistisse de viver. Então ele resolve fugir de casa para escalar a montanha, e leva consigo seu cachorro Beau, o melhor cachorro do mundo!

A história já começa com Mark fugindo de casa, deixando para trás seus pais e sua melhor amiga Jessie. Para ele, está será uma fuga sem volta. Ele acredita que nunca mais voltará para casa, e está preparado para o que tiver que acontecer em sua pequena aventura.

Mark e Jessie são amigos desde sempre e a relação dos dois é muito forte e intensa, tanto que nos capítulos onde acompanhamos Jessie, em diversos momentos ela diz que consegue sentir o que o amigo está sentindo sozinho, a solidão dele. E Mark, ao partir, deixou com Jessie com um buraco em seu peito e uma difícil decisão a tomar, uma decisão que pode ajudar os pais de Mark a encontrá-lo.

Os capítulos são divididos entre a narração em primeira pessoa do Mark, onde podemos acompanhar tudo o que está acontecendo em seu trajeto; e a narração em terceira pessoa, onde podemos acompanhar Jessie e os pais de Mark, como eles estão reagindo a isso e as buscas pelo garoto.

Mark passa por situações muito difíceis em seu trajeto até a montanha, coisas que fariam qualquer um desistir e voltar correndo para casa, mas ele não faz isso, ele tem um objetivo e quer alcançá-lo, e com Beau sempre ao seu lado ele permanece firme e forte em seu caminho. Beau é realmente o melhor cachorro do mundo, eu que amo cachorros sempre fico com um pé atrás quando cachorros estão envolvidos em histórias, pois sempre me apego ao bichinho e sofro muito se algo acontece a ele, e Beau me fez chorar e como fez!

O  autor fez um trabalho incrível neste livro, as emoções são muito fortes. O sentimento de perda e tristeza dos pais do Mark, a solidão e o medo do garoto, a saudade da Jessie, tudo isso é mostrado de uma forma muito real e bonita; o que faz com que pessoas “manteiga derretida”, assim como eu, desabem lendo este livro.

A edição está perfeita, a capa é linda e já entrega um pouco o que vai acontecer na história, não sei se vocês já notaram mas percebi que os livros que falam de um protagonista com algum tipo de doença, em sua maioria tem capa azul, alguns exemplos: “A culpa é das estrelas” e “Extraordinário“. Ambos têm um protagonista doente e têm capas quase no mesmo tom de azul, achei interessante. Enfim, A mais pura verdade é uma leitura excelente. Acho que nem preciso explicar por que né, já que declarei meu amor por ele logo nas primeiras linhas!

Ele era um bom cachorro. Estendi a mão e dei um tapinha nele, deitado dentro de uma bolsa em um ônibus ao lado de um garoto doente. Agora era a minha vez. Minha vez de viver uma vida linda e corajosa. Minha vez de viver, até o dia em que eu morrer. Mas eu não conseguia tirar minhas próprias palavras da mente: os cachorros morrem.”

“-Sinto muito, Beau. Isso nunca fez parte dos meus planos. Nunca fez. Essa é a mais pura verdade.”

“O mundo inteiro é uma tempestade, eu acho, e todos nós nos perdemos em algum momento. Vamos atrás de montanhas no meio das nuvens para que tudo pareça valer a pena, como se isso tivesse algum significado. E, ás vezes, nós a encontramos. E seguimos em frente. Eu segui em frente.”

Sobre o autor
Camila Tebet
Camila Tebet Camila Tebet, 24 anos (05/06) – Paraná Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Entre os seus livros favoritos estão "Harry Potter" (é claro), "Na Natureza Selvagem", "Orgulho e Preconceito" e "A Menina Que Roubava Livros". Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.


Deixe sua opinião

Seu email não será publicado.



*

  1. sexta-feira, 3 de abril de 2015.

    A parte do livro referente a prévia eu consegui ler bem tranquilamente sentindo compaixão pelo Mark, mas a 2º parte eu inventei de ler na van e passei o tempo todo segurando o choro!
    O azul da capa comparando com outros azuis é uma coisa que deu bem certo!

    Beijão
    Blog: Dei um Jeito // Sorteio de Marcadores

Comentários no Facebook