terça-feira, 24 de março de 2015

Avaliação: 3,5/5
Editora: Vergara & Riba
ISBN: 9788576835721
Gênero: Distopia
Publicação: 2013
Páginas: 298
Skoob
Ladrões de Planeta é o primeiro volume de uma trilogia, escrita por  e publicada no Brasil pela V&R Editoras (Vergara & Riba). Em um futuro distante vive o nosso protagonista Mason Stark, um garoto de 13 anos muito corajoso e determinado, e que é um dos cadetes da Academina I, do Comando Espacial Terrestre. Após perder os pais em um ataque dos Tremistas (raça alienígena disposta a aniquilar a raça humana), Mason agora tem com sua única família, sua irmã Susan, a tenente comandante da nave SS Egito. Em seu primeiro ano na Academia; Mason tem Merrin como sua melhor amiga, uma jovem guerreira que possui ótimas habilidades e é uma personagem muito importante na trama.

Uma guerra se iniciou entre a Terra e os Tremistas, ambos querem a posse do recém descoberto planeta Nori Azul, o único planeta habitável da galáxia. O lugar perfeito para uma raça que não cabia mais em seu próprio planeta. Esta batalha já dura há algum tempo, e agora contará com Mason e os outros 17 cadetes, lutando ao lado da Terra, para combater os Tremistas.

A história é bem ágil, e a escrita do autor é muito bacana de se ler. Acompanhar a evolução de Mason, um garoto de apenas 13 anos, que carrega a responsabilidade de salvar o planeta, traz um lado mais adulto para a história, o que torna a leitura mais interessante, e nos faz torcer muito pelo garoto.

Os personagens secundários garantem um ótimo espaço na trama, e são bem aproveitados, o que achei muito bom, pois é chato acompanhar uma aventura onde somente o personagem principal ganha destaque. No caso de Ladrões de Planeta, os personagens secundários além de serem bem aproveitados, tem muita importância na história, e dão um bom suporte para o personagem principal.



Confesso que demorei certo tempo para me adaptar a história, no início acreditei que era apenas mais um livro juvenil como tantos outros por aí, mas me acabei me surpreendendo no desenvolvimento da trama. O autor soube fazer um livro cheio de ingredientes na medida certa, para uma aventura juvenil totalmente nova e completa.

A capa do livro não me agradou, eu as vezes costumo julgar um livro por sua capa antes de comprá-lo, se visse essa na prateleira não levaria para casa, o que me faria perder uma ótima história. No geral é uma ótima leitura, só leva 3,5 por que não é o tipo de história para mim, indico a leitura para o público mais jovem, na faixa de 12 a 16 anos de idade.
Sobre o autor
Viagens de Papel O blog Viagens de Papel foi criado em 22 de janeiro de 2013 com o intuito de promover diálogo sobre literatura, paixão que todos os autores do projeto têm em comum. Através de resenhas, lançamentos, listas, dicas e variadas matérias, queremos que você sinta-se em casa e aprecie o conteúdo nosso conteúdo! =)


Deixe uma resposta

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: