terça-feira, 7 de outubro de 2014

Avaliação: 4/5 Editora: Arqueiro, Cortesia ISBN: 9788580412932 Gênero: Romance Publicação: 2014 Páginas: 288 Skoob

Acompanho Nicholas Sparks já há algum tempo. Desde que descobri que os filmes das histórias de amor que tanto me emocionavam na adolescência, como “Diário de uma paixão” e “Um amor para recordar” eram baseados em seus livros, interessei-me pelo autor e suas obras. Então, li “A última música” e foi o que faltava para me apaixonar de vez pelo escritor. Desde então, li quase todos os livros lançados por ele aqui no Brasil. Já disse aqui e vou repetir que por mais que as histórias sejam repetitivas e não gerem marcas para a vida, gosto e me emociono bastante. Ora, afinal sou daquelas que não resistem a uma boa história de amor e torce, até o fim, para que tudo dê certo. Um pouco de otimismo não faz mal para ninguém.

O resgate, lançado recentemente pela Editora Arqueiro, traz a história de Taylor McAden, um homem que apesar de arriscar constantemente a sua vida como voluntário do corpo de bombeiros da pequena cidade Edenton e ser reconhecido pela sua grande bravura, não tem coragem de entregar o seu coração. Seus relacionamentos duram pouco tempo e estão fadados ao fracasso, já que ele não mede esforços para estragá-los, mesmo quando tudo vai bem.

Em um dia chuvoso, com forte tempestade, encontra um carro batido na beira da estrada. Sem pensar duas vezes, vai ao encontro da motorista, Denise, que se desespera ao perceber que o filho Kyle, de apenas quatro anos, tinha abandonado o veículo enquanto esteve desmaiada. Apesar de Taylor prometer que encontraria o pequeno, sua aflição parece só aumentar, já que o filho tem um raro distúrbio auditivo que não o permite compreender bem a linguagem, o que faz com que não consiga se comunicar bem com outras pessoas.

Durante as horas que se seguem, Denise, que estava de mudança para a pequena cidade, tem um turbilhão de pensamentos, que vão desde a preocupação com o filho à admiração que sente pelo homem que arrisca a própria vida pela de Kyle. Taylor, por sua vez, sente que este não é um resgate como outro qualquer. É algo que pode definir sua vida inteira e que ele não pode falhar.

Como em outros livros do autor, é difícil não se emocionar com a história e se identificar com os personagens, torcendo para que tudo dê certo no final. Os personagens principais de “O resgate” cativam bastante o leitor, mesmo que em alguns momentos tomem atitudes que poderiam ser repensadas. Isso, porém, não é um ponto negativo, já que traz veracidade para a história e mostra o quanto os personagens são reais. Entretanto, quem rouba a cena é Kyle, que com toda a sua doçura encanta e diverte.

Quando tocou o rosto de Denise, ela fechou os olhos, desejando se lembrar daquele momento para sempre. Sabia intuitivamente o significado do toque de Taylor, as palavras que ele não dissera. Não porque o conhecesse muito bem, mas porque se apaixonara por ele no mesmo instante em que ele se apaixonara por ela.”

Já é marca registrada de Sparks a redenção de um dos protagonistas. Aqui, não é diferente. O resgate não se dá apenas no acidente de carro sofrido por Denise ou no sumiço de Kyle. A história faz com que Taylor livre-se de seus próprios demônios e se entregue a uma vida feliz e plena. Apesar de emocionante, é bastante comum nos livros do autor e no início da leitura o leitor já espera e sabe o que vai acontecer no final, sem trazer grandes surpresas.

Fugir de sua própria fórmula e se reinventar não seria uma má ideia para o autor. Por outro lado, mesmo quem sabe o que vai encontrar neste livro não se decepciona, já que ele cumpre o objetivo de mostrar que o amor é capaz de transformar. Além disso, no final do livro Sparks conta um relato pessoal, o qual inspirou a história. Seu segundo filho, Ryan, era mudo e, assim como Denise, o escritor e sua esposa receberam uma série de diagnósticos até descobrirem o que realmente havia de errado com o filho. A nota do autor reforça ainda mais a ideia de que, com esperança e otimismo, tudo é capaz de mudar.

Sobre o autor
Camila Tebet
Camila Tebet

Camila Tebet, 24 anos (05/06) – Paraná
Jornalista, tem a literatura como uma de suas paixões. Acredita que os livros têm o poder de transformar e falar sobre essa arte é um de seus passatempos favoritos. Entre os seus livros favoritos estão “Harry Potter” (é claro), “Na Natureza Selvagem”, “Orgulho e Preconceito” e “A Menina Que Roubava Livros”. Também é apaixonada por séries, cinema e fotografia. Escreve também para o site www.expressocultural.com.



Deixe uma resposta

  1. sexta-feira, 7 de novembro de 2014.

    Eu até hoje só li 1 livro dele, e descobri que o livro que li não é dos melhores, me recomendaram ler A ultima musica, falaram que é maravilhoso, eu até tenho ele aqui, mas ainda nao li, acho que quando for ler um proximo livro do autor sera ele, na verdade tenho quase todos os livros do autor aqui, minha irmã é fã dele, já leu todos que tenho aqui, esse O resgate eu não tenho, mas eu achei interessante o enredo e acho que é melhor que o livro que li, a gente chega ao fim do livro com um sentimento bom né, e essa nota do autor só reforça esse sentimento.

  2. sexta-feira, 7 de novembro de 2014.

    Oie,

    Eu sempre leio várias resenhas dos livros do Nicholas e nunca li nada dele. Só assisti as adaptações. O resgate parece ser um livro bem lindo, ainda tentando me decidir por qual começar a ler. Não ligo muito pra isso de livros clichês, gosto quando a leitura me prende e acho que os romances do Sparks consegue isso.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

  3. domingo, 9 de novembro de 2014.

    Oi, Douglas! Qual foi o livro que você leu? Alguns são bem fraquinhos mesmo, mas não te indicaram "A Última Música" à toa. É um dos meus livros favoritos e o que eu mais gosto do autor. A história é muito emocionante e foi a que me impulsionou a ler outros livros do autor. Depois que ler, vem me contar as suas impressões :)) Beijos!

  4. domingo, 9 de novembro de 2014.

    Paula, sou apaixonada tanto pelos livros, quanto pelos filmes. Confesso que alguns livros são bem fraquinhos, acabam se tornando mais do mesmo, mas ainda assim o autor sabe emocionar com incríveis histórias de amor. E, assim como você disse, os romances prendem bastante a atenção 🙂 Beijos!

  5. quarta-feira, 12 de novembro de 2014.

    Olá Camila 🙂
    Ah, adoro Nicholas Sparks, e também não me importo se as as histórias são clichês. Pra mim, sempre vai ter algo que muda, algo que faz toda a diferença. Sou bem eclética pra gêneros de livros, mas um romance sempre é bom né?! 🙂
    "O Resgate" ainda não tenho aqui na minha estante e já pretendia comprar, foi super útil a resenha, pois agora vou de certeza ^~^
    Sim, meio que já dá pra imaginar o final do livro, mas ele parece emocionante, e acredito que não me decepcionarei.
    E esse quote? É muito amor <3

    Bjos :*

  6. quinta-feira, 13 de novembro de 2014.

    Vanessa, quais são os seus livros preferidos do autor? É difícil aparecer por aqui alguém que goste tanto assim do Sparks haha São clichês, mas ainda sim são histórias lindas rs Já li quase todos os livros publicados aqui no Brasil. Ele veio para Curitiba na época do lançamento de "Diário de uma Paixão" e tive o prazer de conhecê-lo. Na palestra que ele deu, falou de diversas histórias reais que inspiraram sua ficção e isso só me fez admirá-lo mais. Boa leitura <3 Beijos!

  7. segunda-feira, 24 de novembro de 2014.

    Oi Camila 🙂
    Olha, eu sei que todos os livros do Nicholas são bem parecidos, e alguns até meio clichês, mas ele consegue me prender em todos eles. Com certeza ele é meu autor de romance favorito <3
    Ainda não li O resgate, mas ele já ta me esperando na prateleira, confesso que já to apaixonada pelo Taylor, e to torcendo pra ele e pela Denise ficarem juntos (o que eu espero que aconteça) !! Leia mais livros dele, você vai amar 😉
    Beijão :*

  8. terça-feira, 25 de novembro de 2014.

    Vitória, eu reclamo dos clichês mas já li quase todos os livros dele publicados aqui no Brasil haha se eu não me engano, só faltam dois. É como eu falei lá em cima, gosto de embarcar nas histórias do autor, torcer pelo casal, me emocionar. Acho que você vai adorar o livro 🙂 Beijos!

  9. terça-feira, 2 de dezembro de 2014.

    Oi, Camila!
    Não sei se já mencionei aqui, mas nunca li nenhum livro do Sparks. Poucas vezes tive a chance de ler resenhas sobre seus livros – no fundo eu evito pela falta de interesse – e até então nunca tinha prestado muito atenção em suas obras. Apesar de gostar bastante de algumas adaptações do autor.
    O que mais me chamou a atenção foi saber que os protagonista são adultos, já viveram algumas coisas na vida e precisam apenas… se acertar, talvez para se sentirem completos ou feliz.Acho que no fundo isso deixa a estória mais verdade, visando que é muito difícil encontrar o amor da sua vida quando se é adolescente – e vemos isso em diversos livros.

    Beijos.
    Blog Cantar Em Verso

  10. terça-feira, 2 de dezembro de 2014.

    Livros do Nicholas Sparks não me ganham, acho as histórias muito repetitivas de certo modo, e até cansativas. Tem outros autores do gênero que para mim, escrevem livros mais interessantes… Pulo essa!
    Bjs!

  11. terça-feira, 2 de dezembro de 2014.

    O que eu li foi Um homem de sorte…

  12. domingo, 7 de dezembro de 2014.

    Li Um Homem de Sorte, mas não foi uma leitura que me marcou. Achei mais ou menos.. Acho que realmente você não começou bem rs

  13. domingo, 7 de dezembro de 2014.

    Silviane, acho algumas adaptações melhores do que os livros haha Com "O Diário de uma Paixão" foi assim. Sou completamente apaixonada pelo filme, mas ao ler o livro me decepcionei um pouco.. : Mas você fez uma boa observação sobre a história. Na verdade, a maioria dos livros do autor são com protagonistas adultos, que acabam se deparando com o amor enquanto trilham seus caminhos. Beijos!

  14. domingo, 7 de dezembro de 2014.

    Guilherme, que autores você indicaria? o Estou sempre em busca de novos livros do gênero. Beijos

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: