AVALIAÇÃO: 4,5/5 EDITORA: ARQUEIRO, CORTESIA ISBN: 9788658432921 GÊNERO: ROMANCE PUBLICAÇÃO: 2014 PÁGINAS: 446 SKOOB

Amigas para sempre foi minha primeira experiência com a autora Kristin Hannah, iniciei a leitura sem muitas expectativas. O livro narra a história de uma amizade intensa, verdadeira e duradora, a autora nos conduz pelos altos e baixos de duas amigas ao longo de 30 anos. Além disso, é repleto de momentos marcantes e decisivos nas vidas de Kathleen Mularkey e Tallulah Hart. Conhecemos seus segredos, alegrias, tristezas, decepções e conquistas.

Sobre as protagonistas podemos destacar a jornada de Tully até Kate. Tully teve uma infância complicada e sofrida, ela foi abandonada pela mãe, criada pelos avós que fizeram o possível para suprir a ausência da mãe na vida da neta, porém, logo com o retorno repentino da mãe, Tully vai viver com ela contra sua vontade. Dorothy, também conhecida como Nuvem, é uma hippie e usuária de drogas, na maior parte do tempo está fora do ar, desta forma sua filha necessita cuidar de si mesma.

Tully é uma jovem bonita, ambiciosa e descolada, ela chama atenção de todos. Durante a adolescência, Tully passou por uma situação muito difícil ao conhecer um rapaz mais velho. Após esse evento traumático, ela fica péssima e conhece Kate, juntas elas compartilham o primeiro de muitos segredos. Kate é exatamente o oposto da amiga, ela é uma adolescente tímida e sem muitos amigos, cresceu numa família tradicional, sempre protegida pelos pais.

Tully e Kate vivenciaram bons momentos ao lado uma da outra, embora muito apegadas, elas acabam se separando. Tully volta a morar com a avó, após Dorothy dar no pé, deixando-a sozinha. Quando sua avó falece, Tully muda-se para a casa de Kate e sua família. A partir desse ponto, muitas coisas acontecem. Elas decidem entrar para faculdade juntas, compartilham dos mesmos sonhos, mas com o tempo passam a pensar diferente, isso acaba abalando um pouco a amizade entre elas.

Anos mais tarde as amigas seguem por caminhos diferentes, Tully consegue tudo o que sempre quis – sucesso, riqueza e uma vida tumultuada -, brilha como jamais brilhou, Kate opta por vida segura e tranquilidade. Após se casar e constituir uma linda família, ela passa por muitas provações as quais superou uma após a outra até o fim de seus dias.

A leitura me agradou bastante, Kristin destaca as qualidades e os defeitos de cada um de seus personagens, dando profundidade e consistência à narrativa. A amizade entre Kate e Tully é muito bem explorada pela autora, sendo testada por diversas vezes ao longo de toda uma vida. A escrita da Kristin é convincente, comovente e fluída.

Foto: Patrícia Oliveira / Viagens de Papel

Foto: Patrícia Oliveira / Viagens de Papel

A história te prende, encanta e emociona desde o primeiro capítulo ao último. As protagonistas me surpreenderam bastante, Tully e Kate são mulheres fortes, destemidas e com personalidades bem diferentes, as escolhas que elas fizeram para si definem quem são e quem serão. A autora soube abordar muito bem amizade entre elas, em nenhum momento pareciam personagens fictícias. Além disso, Kristin falou a respeito da dor e da perda de forma simples e direta, contando-nos uma história comovente com final devastador, transmitindo ao leitor grandes lições, chorei por várias vezes durante a leitura.

A capa do livro seguiu o mesmo padrão da capa americana, a edição está linda, a editora fez um excelente trabalho, como sempre pensando em seus leitores. Fatos que valem serem mencionados: as referências musicais, culturais e políticas delimitaram cada período cronológico apresentado durante a narrativa, explorando cada década e situando o leitor.

Amigas para sempre não é só um livro que fala sobre a verdadeira amizade, ele explora outros temas, como as relações familiares, a valorização do indivíduo, o significado do amor e do ódio, a traição, a capacidade de perdoar, as batalhas travadas todos os dias e a força necessária para continuar. Recomendo a leitura para todos.

“Ela era uma adolescente outra vez, chegando à puberdade, à sombra de uma guerra perdida, andando de bicicleta com a melhor amiga numa escuridão tão absoluta que era como ser invisível. O lugar só era relevante como ponto de referência, mas ela se lembrava dele em detalhes muito vívidos… “

“De alguma forma, Kate sabia que, apesar de toda coragem que exibia, ela estava nervosa. Tudo o que ela mais desejava poderia começar naquele dia.”

“Achei que ela nunca iria querer ser minha amiga. Mas sabe o que eu descobri? – O quê?- Que por dentro, que é onde importa, ela estava tão assustada e sozinha quanto eu. Nós viramos a melhor amiga uma da outra naquele verão. Amigas de verdade. Do tipo que não magoa a outra se propósito ou deixa de gostar sem motivo.”

Sobre o autor
Patrícia Oliveira Patrícia Oliveira, 25 anos (07/01) – São José/SC. Acadêmica de Direito, leitora assídua e blogueira. Lê de tudo um pouco, seus gêneros literários favoritos são romance histórico, época e contemporâneo, thriller psicológico, fantasia épica e clássicos. Sempre cultivou a ideia de criar um blog, onde pudesse compartilhar sua opinião. Quando não está fazendo tarefas cotidianas, geralmente está divertindo-se na companhia de seus bichos de estimação. Curte séries, filmes de comédia romântica e animes, mas sua grande paixão é a literatura.


Deixe uma resposta

  1. quarta-feira, 4 de junho de 2014.

    Sua resenha ficou perfeita, nos mostra o que esperar do livro e nos instiga a devorar cada pagina.Adoro livros que trazem fatos como se fosse reais…acaba passando mais sentimento.
    bjs

Comentários no Facebook

%d blogueiros gostam disto: