sexta-feira, 27 de maio de 2016

Químera

AVALIAÇÃO: 2/5
EDITORA: Multifoco, cortesia
ISBN: 9788579613760
GÊNERO: Suspense, Drama
PUBLICAÇÃO: 2015
PÁGINAS: 280
SKOOB

Quimera foi um livro que caiu no meu colo por acaso. O autor, A. C. Miterhofer que gentilmente disponibilizou a cópia do livro, entrando em contato com o blog. O livro, quando iniciei a leitura, parecia ser algo totalmente diferente do que eu estava acostumado. Ele conta a história de Nicholas Dreamer, autor que se esforça diariamente para sobreviver mentalmente ao que se pode chamar de vida, tendo que lidar com perdas e trabalhando contra seu próprio ego e auto-crítica. É a partir desse personagem que o autor desenrola a história, se questionando o que é realidade ao mesmo tempo em que constrói no protagonista um individuo atormentado pelos monstros interiores. Isso aliado a presença de outros personagens, como Natalie, sua companheira.

Apesar da perspectiva e do estranhamento ao qual tive logo nas primeiras páginas, Quimera foi um livro que teve uma leitura arrastada e difícil. A proposta do autor é válida, mas para mim não funcionou. A história acaba que por ficar sem nexo e não ter uma linearidade que pudesse fornecer uma compreensão melhor para quem o lesse. Não percebi um objetivo por meio da história ao qual me fizesse querer chegar ao final, ao mesmo tempo em que não há uma organização temporal. Ou seja, em um capítulo Nicholas está em um lugar, num tempo específico, e no capítulo seguinte já está em outro totalmente diferente. E meio que acaba não passando isso pro leitor, deixando ele confuso e perdido.

Um elemento que se torna válido e que me fez ficar pensando sobre são as reflexões que ele inclui ao longo da narrativa sobre a vida, sobre relações, sobre viver em uma sociedade. Nicholas, apesar de tudo, reflete muito daquilo que nós, seres humanos passamos ao longo de uma vida, tentando entender quem somos e por que estamos aqui. E é aí que fica o mérito do trabalho, uma vez que Miterhofer consegue construir um personagem plausível, próximo de nosso cotidiano. Isso aliado a elementos fantasiosos, próprios do estilo e do universo que o autor quer passar. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 2,5/5 EDITORA: GLOBAL, CORTESIA ISBN: 9788526022034 GÊNERO: Fantasia, INFANTOJUVENIL PUBLICAÇÃO: 2016 PÁGINAS: 128 SKOOB

AVALIAÇÃO: 3/5
EDITORA: GLOBAL, CORTESIA
ISBN: 9788526022034
GÊNERO: Fantasia, Infantojuvenil, Clássico
PUBLICAÇÃO: 2016
PÁGINAS: 128
SKOOB

“As histórias divertidas e fabulosas do Barão de Munchhausen alcançaram popularidade incomparável desde o seu lançamento há mais de dois séculos. O texto atualizado em português deste famoso clássico infantojuvenil, considerado a mais hilariante coleção de histórias inacreditáveis até hoje publicada, não poderia encontrar melhor autor do que Orígenes Lessa. Um livro que se lê rindo da primeira à última página.”

Ao ler a contracapa do livro, apresentada logo acima, incluí o título na lista para minha próxima leitura. Ler um clássico sempre é bem-vindo, ainda mais ao considerar uma história divertida, escrita há mais de dois séculos.

Um outro ponto atraente foi saber que o barão de Munchhausen não é um simples personagem fictício. Karl Friedrich Hieronymous realmente existiu no século XVIII e ao se aposentar em sua casa rural recebia amigos, convidados e até mesmo curiosos, para os quais contava histórias miraculosas sobre os tempos em que serviu no exército, suas caçadas e viagens. Rudolf Erich Raspe, que o teria conhecido dessa forma, passou para o papel algumas dessas histórias e publicou o livro. A partir desse primeiro escrito, muitas outras obras surgiram, reescrevendo esses contos fabulosos, recebendo diferentes títulos, como é o caso desse recontado pelo brasileiro Orígenes Lessa.

Continue lendo »


licoes_do_mestre-confucio

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: GERAÇÃO EDITORIAL, CORTESIA     ISBN:9788563420336 GÊNERO: FILOSOFIA PÁGINAS: 96          PUBLICAÇÃO: 2016    
SKOOB

Em Confúcio – As lições do Mestre, obra traduzida diretamente do Chinês por André Bueno, conhecemos um pouco mais sobre a biografia e ensinamentos de um dos pensadores mais importantes da filosofia mundial, Confúcio (551-479 a.C). O livro, basicamente, apresenta de forma bem didática e muito fácil de compreender a ideologia do filósofo acerca de questões sociais, políticas e econômicas.

Na contramão de teóricos e pensadores da época, que propunham soluções para resolução de problemas sociais, Confúcio destacou-se por suas ideias humanizadas, que não tinham como foco as instituições administrativas, mas sim a população em geral.

Dentre outros ensinamentos, a publicação destaca que as ideologias e ensinamentos de Confúcio baseavam-se no pilar da educação como sendo a única forma de combater os problemas sociais. Para ele, uma população bem educada academicamente e moralmente aprende a valorizar sua cultura e costumes e tem uma conduta ética e moral. De acordo com Confúcio, os problemas vividos pela população chinesa na época, eram causados justamente pela falta de educação. E é seguindo esta linha de pensamento que o livro As Lições do Mestre é apresentado. É uma seleção do Lunyu, o texto básico da doutrina Confucionista.

“O Mestre disse: Uma pessoa sem humanidade não resiste a adversidade nem vive muitas alegrias. Uma pessoa boa se apoia na humanidade e se beneficia dela.”

Continue lendo »


LIVRO_DE_MARCAR_FILMES_1455628950563979SK1455628950B

Avaliação: 4/5
Editora: Verus / Cortesia
ISBN: 9788576865001
Gênero: Interativo
Publicação: 2016
Páginas: 200
SKOOB

Se você gosta de cinema, vai adorar O livro de marcar filmes! Ele foi publicado este ano pela editora Verus (no mesmo modelo d’O livro de marcar livros) e é uma espécie de “diário” para marcar os filmes que você já assistiu, gostaria de ver, os que mais te marcaram etc. Além de contar com um espaço para você marcar os filmes mais recentes, o livro resgata parte da sua infância e adolescência ao relembrar as obras que assistimos durante esse período.

Na primeira parte, há uma espécie de reconhecimento do seu perfil cinematográfico. Primeiro, você coloca algumas de suas preferências, depois fala sobre os filmes que mais assistia quando criança e conforme foi crescendo. Fala também sobre os filmes que mais te marcaram e para você quais são os melhores em cada categoria. Depois desse reconhecimento, você avalia os filmes que assistiu recentemente e faz uma lista dos que mais quer assistir.

Uma das coisas mais legais do livro é que ele serve também como uma espécie de guia para os cinéfilos! Há várias listas com filmes imprescindíveis, ganhadores de importantes prêmios, para você assistir. Lógico que não é obrigatório, mas é uma forma bem bacana de descobrir obras importantes para o cinema. O livro, por exemplo, apresenta listas com os vencedores do Oscar (maior premiação de Hollywood), Palma de Ouro, Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, entre vários outros. Você também tem a oportunidade de ver alguns vencedores do Framboesa de Ouro (evento que premia as piores produções) e adicionar à lista os filmes que odiou.

oscar

Foto: Camila Tebet/Viagens de Papel

Continue lendo »

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Encrenca

Avaliação: 4/5
Editora: Verus, Cortesia
ISBN: 9788576864103
Gênero: Jovem Adulto
Publicação: 2016
Páginas: 307
Skoob

Quando comecei a ler Encrenca eu não dava muito pelo livro. Achava que ia ser mais uma história regular sobre dramas adolescentes. Mas a capa e a sinopse me chamaram a atenção e eu resolvi dar uma chance. Ainda bem que fiz isso, valeu muito a pena! A obra é narrada sob o ponto de vista de Hannah e Aaron, dois adolescentes que são muito diferentes, mas algo acontece e conecta fortemente suas vidas. É um livro que fala sobre amizade e sobre as reviravoltas da vida.

Hannah Shepard é uma menina de quinze anos que leva uma vida bem desregrada. Ela é movida a festas, garotos, e está pendurada na escola. Já Aaron Tyler é um garoto misterioso que acabou de se mudar, que fica sempre na dele e é um tanto quando indecifrável. Por motivos diferentes, os dois começam a frequentar os mesmos eventos e Aaron começa a notar Hannah e enxerga a menina de maneira diferente do que todas as outras pessoas – que só a julgam pelas suas atitudes.

Aos poucos, os dois se aproximam e algo faz com que suas vidas se conectem ainda mais: Hannah descobre que está grávida e, para tentar reparar um erro do passado, Aaron se oferece para fingir ser o pai do bebê, mesmo que nada tenha acontecido entre eles. Isso faz com que os dois se conheçam melhor e construam, aos poucos, uma grande amizade.

Por ter cerca de 300 páginas, as coisas acontecem muito rápido na história. Logo no início Hannah descobre que está esperando um filho e vê sua vida virar de cabeça para baixo. Antes ela era popular, frequentava todas as festas, era cercada de amigos. Mas depois descobre que a amizade verdadeira era completamente diferente do que ela imaginava. Já Aaron percebe que é preciso enfrentar o passado para poder seguir em frente. Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 4/5             EDITORA: SEGUINTE           ISBN: 9788565765374 GÊNERO:ROMANCE,DISTOPIA , JOVEM ADULTOPÁGINAS: 352           PUBLICAÇÃO: 2014
Skoob

ATENÇÃO: ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS DOS VOLUMES ANTERIORES!

Depois de dois livros, America parece finalmente ter se decidido sobre o que quer e vai começar a lutar para conseguir. Só que recuperar o tempo perdido não vai ser tão fácil, primeiro porque há Aspen, que ainda está no castelo e afim dela. Segundo, porque tem que conquistar o povo de Illéa, após as burradas que cometeu. E terceiro, o Rei é totalmente contra ela. Questionar o sistema de castas ou o modo como lidam com os ataques rebeldes com certeza não é o caminho para sua redenção, mas é o que ela faz, e que acaba trazendo ainda mais problemas para a protagonista.

America me surpreendeu e me irritou na mesma medida. O primeiro porque ela me pareceu mais decidida e madura nesse livro. Finalmente decidindo lutar por alguma coisa e tomando a frente, realmente fazendo alguma coisa. Em contrapartida, mesmo tendo se decidido quanto a quem ela vai escolher como par romântico, ela ainda quer manter um plano B – um tanto covarde – e fica mantendo uma segunda opção.

O movimento rebelde tem ainda mais notoriedade nesse livro, e mesmo não tendo o desfecho que eu gostaria – aliás não senti que teve desfecho algum – ainda foi satisfatório se compararmos com como ele foi explorados nos outros livros. Pelo menos aqui vemos uma efetiva participação da America e de Maxon nos movimentos e conseguimos compreendê-los melhor.  Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 3/5 EDITORA: SEGUINTE/ CORTESIA ISBN: 9788535915761 GÊNERO: FICÇÃO PUBLICAÇÃO: 2009 PÁGINAS: 360 SKOOB

AVALIAÇÃO: 3/5
EDITORA: SEGUINTE/ CORTESIA
ISBN: 9788535915761
GÊNERO: Fantasia, Jovem Adulto
PUBLICAÇÃO: 2009
PÁGINAS: 360SKOOB

ATENÇÃO: ESSA RESENHA PODE CONTER SPOILERS DO LIVRO ANTERIOR!

Sangue de Tinta é o segundo volume da trilogia Mundo de Tinta, escrita pela alemã Cornelia Funke. Neste volume, continuamos a nos aventurar com Meggie, Mo, Resa e Dedo Empoeirado. Maggie, Resa e Mo estão vivendo com a Tia Elinor, após um ano do acontecimento narrado no primeiro livro. No primeiro volume da série, Maggie e Mo tiram os personagens dos livros, porém nesse livro a história se passa dentro de um mundo criado por Fegnolio.

No livro anterior, Dedo Empoeirado, com a ajuda de Orfeu, conseguiu voltar ao Mundo de Tinta, porém essa volta é uma armadilha criada por Basta e Mortola, mas Farid descobre o plano e logo busca ajuda com Mo e Maggie. E após ter ouvido histórias da mãe, Maggie resolveu ler as páginas de Coração de Tinta junto com Farid e acabou sendo levada para lá.

É nesse momento que as histórias que conhecemos começam a se misturar com a nova e somos apresentados aos novos personagens. Buscando salvar o seu amigo Dedo Empoeirado, entramos na aventura com Maggie e Farid no universo de Coração de Tinta com seres fantásticos.

Continue lendo »


AVALIAÇÃO: 5/5 EDITORA: INTRÉNSECA ISBN: 9788580578416 GÊNERO: SICK-LIT PUBLICAÇÃO: 2015 PÁGINAS: 326 SKOOB

AVALIAÇÃO: 5/5
EDITORA: Intrínseca
ISBN: 9788580578416
GÊNERO: SICK-LIT, Jovem Adulto
PUBLICAÇÃO: 2015
PÁGINAS: 326 SKOOB

O livro Auggie & Eu não é uma continuação de Extraordinário, afirma a autora logo na introdução. Ela diz que não é o tipo de livro que precise de uma continuação, porém para entender algumas coisas que se passam nesse livro, é importante ler Extraordinário primeiro.  Auggie & Eu conta histórias sobre Julian – o menino que conhecemos no livro do Extraordinário e não gostava de Auggie; Plutão – antigo amigo de Auggie; e Charlotte – que faz parte do comitê de boas-vindas a Auggie na escola.

O livro é divido em três partes, sendo um capítulo para cada personagem lembrar como conheceu Auggie e em alguns momentos narrar sobre a vida dele através de uma perspectiva diferente. Também conhecemos esses personagens a fundo, e o porquê eles serem do jeito que são.

Na primeira parte do livro somos levados ao universo de Julian, o menino que foi convidado pelo Sr. Bufanza para fazer parte do Comitê de Boas Vindas para August no ano letivo. Talvez esta seja a parte mais má do livro, até porque as atitudes de Julian com Auggie não eram das melhores. No conto, conhecemos seus pais que sempre tentam proteger o menino de qualquer maneira e começamos a entender o que se passa na cabeça de Julian e como ele acha que não está sendo tão cruel assim. Somente após uma conversa com sua avó que ele percebe o quanto machucou August Pullman.

Continue lendo »

terça-feira, 17 de maio de 2016

AVALIAÇÃO: 4/5 EDITORA: PARALELA, CORTESIA ISBN: 9788565530484 GÊNERO: ROMANCE PUBLICAÇÃO: 2014 PÁGINAS: 324 SKOOB

AVALIAÇÃO: 2/5             EDITORA: GLOBAL, CORTESIA ISBN: 9788575554463       GÊNERO: Fantasia, INFANTOJUVENIL   PUBLICAÇÃO: 2015       PÁGINAS: 262   SKOOB

O livro Guerreiras de Gaia, da mineira Gisele Mirabai, está em sua 2ª edição, agora pela editora Global. A autora já publicou outros três livros e possui roteiros, filmes e outros projetos em andamento.

A sinopse desse livro chama atenção por girar em torno de mulheres diferentes que se encontram por causa de uma história totalmente improvável, cada uma recebe de forma inusitada um colar azul e depois disso são impelidas a se encontrar, já que foram escolhidas para serem as Guerreiras de Gaia, tendo o objetivo de participar de um treinamento para proteger os Jedegaias e o mundo contra os planos malignos dos Metazeus. Temos Kitara, estudante do Ensino Médio, tímida, mas responsável. Demétria, mais conhecida como dona Dedê, a simpática, risonha e gorda cozinheira, que junto com seu esposo cuida de uma pequena lanchonete. Felícia, a solitária professora de Física, metódica e cética. E as lindas gêmeas loiras Laia e Liluá.

Ao deixar de lado seu cotidiano e entrar na dimensão de Gaiatmã, elas são recepcionadas por Madame Babaiuca e precisam absorver todos os ensinamentos de Mestre Orgon: evitar as energias díspares, manter a Equinje, praticar o sopro dourado, mudar a cada cinco dias para a próxima casa, sempre e unicamente à oeste, além  e seguir cinco regras: Não entrar nas outras casas, Não comer carne, Encontrar o seu animal, Descobrir sua virtude e Enxergar a verdade através da aura.

Continue lendo »


livro-das-vidas

Avaliação: 4/5
Editora: Companhia das Letras, Cortesia
ISBN: 9788535911541
Gênero: Jornalismo Literário
Publicação: 2008
Páginas: 312
Publicação: 2016
Skoob

Esses dias, a Maria Luiza compartilhou no blog uma lista de cinco livros de jornalismo literário para conhecer! Hoje, vou falar sobre uma obra que não estava na lista dela, mas que faz parte da mesma coleção e também vale muito a pena ler. “O livro das vidasfoi organizado por Matinas Suzuki Jr. e traz uma reunião de obituários que foram publicados no jornal New York Times. Apesar de serem textos publicados após a morte da pessoa, na verdade os obituários falam sobre a vida dela – são uma homenagem à tudo o que a pessoa viveu e conquistou. É uma forma de sempre lembrar da pessoa e mostrar o quanto ela foi importante.

Apesar de no Brasil não ter tanto reconhecimento no jornalismo, os obituários são como textos literários em países como Estados Unidos e Inglaterra. Por lá, os jornalistas disputam esse espaço, que tem muito prestígio. O New York Times é um dos principais jornais dos EUA e seus obituários contam histórias de pessoas comuns, que comovem e emocionam, e a coluna diária é uma das mais lidas do periódico.

O livro, publicado pela Companhia das Letras, traz diversos desses textos que impressionam pela qualidade em sintetizar em poucos caracteres uma vida inteira, contando histórias de maneira emocionante e mostrando que cada uma dessas vidas foi importante. Na orelha do livro, há uma citação de Bill McDonald, editor de obituários da Times, que sintetiza muito bem o que é um bom texto desse gênero: “os melhores obituários são aqueles que nos falam de pessoas sobre as quais nunca tínhamos ouvido falar antes e nos deixam chateados por não termos tido a chance de conhecê-las”.

Durante a leitura, fiquei muito com essa sensação. Todas as histórias são incríveis a sua maneira, tanto as que contam sobre a vida de pessoas que fizeram descobertas maravilhosas para a humanidade, tanto quanto aquelas que viveram suas vidas de maneira mais tranquila, sem grandes feitos. Entre os obituários que mais me marcaram, estão o de Meyer Michael Greenberg, que ficou conhecido pelos pobres e desabrigados de Nova York por distribuir pares de luvas para os moradores de rua durante o inverno; Rachel Neufeld, uma mulher sobrevivente do Holocausto; Harry Rosen, fundador do estabelecimento do Brooklyn famoso pelo seu cheesecake; Robert McG. Thomas Jr., que por muitos anos foi obituarista do Times; entre vários outros. Continue lendo »